O básico da proteção em aerogeradores

O contínuo desenvolvimento de modernos aerogeradores desenvolvendo equipamentos cuja altura ultrapassa os 100 m aumenta consideravelmente o risco de impacto direto de uma descarga atmosférica. Esse sistema de geração de energia está sendo cada vez mais usado e, em áreas com alta atividade de tempestades, o aumento da sua exposição às descargas atmosféricas é consequente. […]

Uso de Drones (RPA) nas Inspeções de SPDA – Parte II

Quando o profissional acessa a cobertura de uma edificação pessoalmente, encontra uma visão limitada de seu perímetro. Ter acesso a todos os componentes da instalação pode ser uma tarefa difícil, com tempo e custos elevados e muitas vezes expõe o profissional a riscos. Mesmo assim, em alguns casos após a inspeção com drone  pode  ser  […]

Uso de Drones (RPA) nas Inspeções de SPDA

Nos últimos anos, os drones vêm invadindo o mercado de trabalho em diversos setores por representarem mais praticidade e segurança na execução de serviços, principalmente, pela agilidade de acessar lugares altos ou de difícil acesso, podendo ser utilizado para diversas aplicações. Atualmente, já é muito utilizado para levantamentos topográficos, termografias, espaços confinados, agronomia e outras […]

Avaliação de riscos devidos à incidência de raios em áreas abertas – Parte 04/04

Por Professor Antônio Roberto Panicali, da Proelco   Avaliação de uma configuração de captores para redução do nível de risco A figura 5 mostra uma das configurações possíveis de captores que praticamente elimina a incidência de raios na arquibancada. A exequibilidade dessa solução dependerá de projetos estruturais das torres de sustentação e dos cabos captores, […]

Avaliação de riscos devidos à incidência de raios em áreas abertas – Parte 03/04

Modelagem e resultados numéricos A figura 2 mostra uma visão tridimensional do modelo gerado pelo software na análise de risco: a arquibancada em si foi modelada por 15 paralelepípedos com as partes superiores correspondendo aos níveis da estrutura; o modelo incluiu também os dois postes de iluminação na parte posterior da arquibancada cujas alturas, 30m, […]

Avaliação de riscos devidos à incidência de raios em áreas abertas – Parte 02/04

Descrição da instalação a ser protegida: Como mostrado na figura 1, trata-se de uma arquibancada em concreto armado, tendo na parte traseira dois postes de iluminação nos topos dos quais foram instaladas hastes captoras conectadas a cabos de descidas aterrados em eletrodos junto às bases dos postes, apresentando, cada uma, resistências em baixa frequência da […]

Avaliação de riscos devidos à incidência de raios em áreas abertas – Parte 01/04

Introdução Há poucas semanas, encerrou-se a consulta nacional sobre a proposta de norma ABNT NBR 16785 Proteção contra descargas atmosféricas – Sistemas de alerta de tempestades elétricas. Quando aprovado, este documento complementará a NBR 5419-1-2-3-4 (2015), a qual foca na proteção de estruturas, enquanto que a nova norma fornece subsídios para a proteção em espaços […]

Mais que DPS

Para mitigar problemas de sobretensões transitórias em uma instalação elétrica de energia, além da correta especificação do Dispositivo de proteção contra surtos (DPS), como visto na coluna da edição anterior, devem ser consideradas algumas particularidades.  As normas ABNT NBR 5410 e ABNT NBR 5419 recomendam o seguinte: A instalação deve possuir um eletrodo de aterramento […]

Especificando minimamente um DPS

Este é um resumo para ajudar a direcionar a especificação de um dispositivo de proteção contra surtos (DPS) em linhas de energia. Devem ser considerados, no mínimo, três parâmetros: 1-  A máxima tensão de operação contínua – UC; 2-  A tensão de proteção – UP; 3-  O tipo de corrente a que o DPS será […]

A efetividade (limitada!) dos eletrodos de aterramento para as correntes dos raios. Ou você ainda acredita em equalização de potencial? – Parte 04/04

trazemos nesta edição a última parte do artigo do professor Antônio roberto Panicali, da Proelco, sobre aterramento e equipotencialização, trabalho originalmente apresentado no CINASE-SP em 2018 De uma forma geral, como ilustrado na figura 10, a propagação de sinais ao  longo de condutores enterrados, dependendo das características do solo e das características dos sinais, se […]

A efetividade (limitada!) dos eletrodos de aterramento para as correntes dos raios. Ou você ainda acredita em equalização de potencial? – Parte 02/04

Continuamos trazendo nesta edição o artigo do professor Antônio Roberto Panicali, da Proelco, sobre aterramento e equipotencialização, trabalho originalmente apresentado no CINASE-SP em 2018. Há muitas décadas, raios têm sido objeto de inúmeros estudos, a partir de medições feitas em torres instaladas no topo de morros como, por exemplo no Morro do Cachimbo, em Minas […]

A efetividade (limitada!) dos eletrodos de aterramento para as correntes dos raios. Ou você ainda acredita em equalização de potencial? – Parte 01/04

Trazemos nesta edição a primeira de quarto partes do artigo do professor Antônio Roberto Panicali, da Proelco, sobre aterramento e equipotencialização, trabalho originalmente apresentado no CINASE-SP em 2018. Resumo: é comum pensarmos que malhas de aterramento visem, sobretudo, à equalização de potenciais, mesmo quando submetidas à ação dos mais variados tipos de sinais e/ou perturbações: […]