PortugueseEnglishSpanishGerman

O efeito Corona

Na boa e velha eletricidade, o efeito corona é conhecido como aquele que ocorre devido aos campos elétricos, normalmente intensos em sistemas de média e alta tensão quando os dielétricos apresentam poluição com a presença de poeira ou umidade. O efeito é muitas vezes identificado até visualmente pela emissão de luz azulada ou com instrumentação de identificação por ultrassom em frequências não audíveis causadas pela ionização das partículas de poeira ou umidade. O efeito tem ainda polaridade positiva ou negativa dependendo do potencial elétrico. Como consequência do efeito corona são esperadas perdas elétricas e de energia, falhas nos sistemas elétricos e nos equipamentos como transformadores e motores devido à perda de isolamento e à decorrente perda de produtividade de uma forma geral. Em outras palavras, espera-se redução de confiabilidade de operação, aumento de perdas de energia e desconfiança de um efeito que nem sempre é visual ou mesmo detectável na saúde de sistemas elétricos, e em um mundo real talvez não se saiba se está mesmo presente. 

Curioso é entender que o efeito tem boas aplicações na indústria para remoção de cargas elétricas indesejáveis em superfícies de aeronaves, fabricação de ozônio, limpeza de partículas de ar em aparelhos de ar condicionado ou no tratamento de superfície de filmes poliméricos.

Por enquanto só estamos tratando de teorias elétricas clássicas disponíveis em diversas fontes de referência sem nenhum contexto com outras definições de outras áreas de conhecimento, como física, metafísica, biologia ou medicina. 

Desde 2019 o efeito tem sido apontado como responsável por todos os males do mundo. Vejamos:

  • Devido à diferença de opiniões, as pessoas (no Brasil em especial) tornaram-se imbecis polarizadas tentando combater o efeito e o final dos tempos, cada um ao seu modo sem entender a carga do outro polo. Não existem sistemas aterrados;
  • Enquanto alguns pregam o uso de isolantes com maiores cadeias de isoladores, outros não concordam e ainda recomendam a retirada de para-raios.  Fabricantes de isoladores e de para-raios estão faturando alto com equipes de marketing sendo capturadas em todos os cantos;
  • As perdas são significativas e contabilizadas em todas as redes dos continentes e a luz azulada percorreu todos os circuitos, as perdas são significativas;
  • O uso de para-raios com diversos graus de tensão de ruptura e etanóis para manutenção e limpeza dos equipamentos foram desenvolvidos e disponibilizados no mercado em diversas formas de apresentação, líquido, gel, etc. Esses também aumentaram seus faturamentos;
  • Um incrível movimento de entendimento do problema tornou os cidadãos do mundo especialistas, hoje temos bilhões de pessoas tratando do assunto com absoluto conhecimento de causa, mesmo sem possuir formação específica para isso, até os amigos jornalistas que nos informam nos periódicos escritos e na televisão parece que aprenderam a diferença entre kW e KWh;
  • Os ensaios de efeito corona viraram febre e em todas as esquinas podem ser detectados. Outros locais disponibilizam ensaios mais completos e sofisticados, naturalmente com custos mais altos que as próprias perdas contabilizadas. E olha que ainda faltam insumos para mais testes e ensaios;
  • Não se tem certeza quando o efeito corona deixará de assolar os nossos circuitos, mas o estrago persistirá, afinal de contas, a lição não foi aprendida. 

O chamado fogo de Santelmo continua a nos assolar. “Santo Elmo” é o padroeiro dos marinheiros, que testemunhavam os mastros dos navios envolvidos por uma camada de luz devido às nuvens ionizadas que induziam cargas elétricas nos mastros antes das tempestades nas regiões tropicais. Não há o que fazer até que os capitães das naus tomem juízo, bem como os investidores do Oriente ao Ocidente, a não ser pedir ao “Santo Elmo” que proteja os marinheiros em todas as viagens.

Autor:

Por José Starosta é diretor da Ação Engenharia e Instalações e membro da diretoria do Deinfra-Fiesp e da SBQEE. É consultor da revista O Setor Elétrico jstarosta@acaoenge.com.br

Seja membro do portal e acesse o conteúdo completo!

PLANO

Virtual Gratuito
R$ 0,00 00
  • Conteúdo Digital (restrito)

PLANO

Impresso + Virtual
R$ 275,00 por ano
  • Revista Impressa
  • Conteúdo Digital (100%)
Popular

PLANO

Virtual Ilimitado
R$ 11,90 por mês
  • Conteúdo Digital (100%)

Detalhes dos Planos

ACESSOS
VIRTUAL GRATUITO
VIRTUAL ILIMITADO
IMPRESSO + VIRTUAL ILIMITADO
Notícias do Setor
Guias Setoriais
Conteúdo Empresarial
Eventos do setor
Webinar
Vídeos
E-books
Artigos de opinião
Fascículos
Artigos técnicos
Colunistas
Revista O Setor Elétrico - Leitura e Download
Revista Impressa

Próximo Evento

Evento: SNPTEE 2022
Data: 15/05/2022
Local: Riocentro
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Ecoenergy 2022
Data: 07/06/2022
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: 14° Fórum GD Sul
Data: 22/06/2022
Local: Florianopolis - SC
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: SBSE 2022
Data: 10/07/2022
Local: Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação.