Lançada plataforma do novo Atlas Eólico e Solar do Rio Grande do Norte

O Instituto Senai de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER) desenvolveu e lançou para o mercado uma plataforma online do novo Atlas Eólico e Solar do Rio Grande do Norte. A ferramenta concentra informações sobre os ventos que sopram no estado onshore (em terra) e offshore (no mar), além do potencial de geração de energia solar.

Os dados são colhidos por meio de estações solarimétricas instaladas em seis municípios e de uma torre anemométrica na região de Areia Branca, com informações, por exemplo, sobre velocidade e frequência dos ventos em diferentes alturas. As análises são feitas por pesquisadores, pesquisadoras e especialistas do Instituto, entre mestres, doutores e técnicos em áreas como meteorologia, ciências climáticas, geografia, engenharia, energia eólica e solar.

A plataforma também apresenta em um único endereço online informações de fontes como Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que indicam, por exemplo, a infraestrutura de energia – como linhas de transmissão disponíveis – infraestrutura de transporte em diferentes áreas do estado e informações socioeconômicas e ambientais consideradas chaves em atividades de pesquisa e desenvolvimento do setor, em estudos ambientais e de viabilidade técnica, assim como em outras análises que envolvem investimentos. Entre as possibilidades com o acesso estão a construção de mapas com diferentes camadas de informações e downloads de dados.

O diretor do ISI-ER, Rodrigo Mello, apresentou três pontos de inovação do trabalho como principais destaques: “estamos instalando a maior torre anemométrica do Brasil no município de Jandaíra, com 170 metros, uma altura equivalente a um prédio de 60 andares, para medir informações de vento que vamos disponibilizar na plataforma. Outra inovação é que instalamos sete outras estações de medição, seis delas em terra e uma no mar, a 20 km da praia, conseguindo um nível de informação ainda não visto em Atlas nenhum do Brasil”, disse ele. “O nível de precisão para a tomada de decisão dos investimentos passa a ser outro a partir de agora. É uma evolução de 100% e com uma terceira vantagem: os dados ficam disponíveis online”, concluiu.

O ambiente disponibiliza informações medidas em campo por estações meteorológicas instaladas pelo Instituto, além de bases de dados públicas com informações socioeconômicas e de infraestrutura que podem ser cruzadas para realização de estudos e tomada de decisões das empresas. O acesso à plataforma é gratuito: http://atlaseolicosolarn.com.br/

O trabalho foi desenvolvido pelo ISI-ER por meio de um termo de colaboração firmado entre o governo, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), e a Federação das Indústrias do estado (FIERN).

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próximo evento

Evento: DISTRIBUTECH
Data: 26/02/2024
Local: CENTRO DE CONVENÇÕES DO CONDADO DE ORANGE
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Light+Building
Data: 03/03/2024
Local: Fair Frankfurt
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Fórum GD Sudeste
Data: 06/03/2024
Local: São Paulo - SP
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Agenda Setorial
Data: 13/03/2024
Local: Hotel Windsor Barra - RJ
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação.