Iluminação pública: a luz do Brasil pelo mundo

Dando sequência a esta série de artigos sobre iluminação, escrevo este texto durante minha estada no Chile, na cidade de Santiago, onde tive a oportunidade de participar de uma missão de negócios da SP Negócios com apoio da Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux). Nestes dias intensos no Chile, realizando vistas técnicas e participando de muitas reuniões, dei-me conta sobre o quanto voltamos do período pandêmico mais fortes e alinhados com as discussões internacionais com ênfase na qualidade da iluminação e na eficiência energética.

Aqui no Chile vimos um rápido avanço do Led nos últimos cinco anos com uma parada significativa durante o período mais crítico da pandemia em 2021 e 2022. Além disso, o tema certificação, com aspectos diferentes do Brasil, parece que, por conta de agilidade na validação dos modelos iniciais e inspeção por lote, funciona de forma mais organizada. Vale ressaltar que as proporções do país e a quantidade de pontos facilitam isto. Mas, no Brasil, os IPEMs (Institutos de Pesos e Medidas) do Inmetro poderiam regionalmente ter atuação similar aos organismos regulamentados do Chile. Isto daria a agilidade e a segurança para que os lotes produzidos sejam fiscalizados.

A questão dos prazos para importação de componentes e produtos acabados de iluminação também atingiu o Chile de maneira muito significativa, visto que a indústria local de produção de luminárias Led não tem o volume que o Brasil tem, sendo a dependência de importações da China proporcionalmente maior que a nossa.

Durante estes dias também percebi a preocupação e os avanços significativos no combate à poluição luminosa e a tendência de baixa da temperatura de cor e restrição ao percentual de azul no espectro luminoso que deverá valer para todo o país e não somente para o norte como é hoje através de um decreto nacional. Isto dará a oportunidade de muitas cidades e municipalidades substituírem as luminárias atuais com alta temperatura de cor pelas luminárias de baixa temperatura de cor, com mais alta qualidade e espectro controlado. Este tema é de conhecimento de todas as empresas com quem estive conversando e visto como uma oportunidade e não como um problema.

Há um interesse bastante grande no que diz respeito à iluminação esportiva e projetos de cunho privado que demandam uma grande eficiência energética e a busca por soluções com maior durabilidade e vida útil. Sobre iluminação esportiva, os jogos Pan Americanos do Chile em 2023 estão deixando este segmento em evidência e a aplicação dos LEDs e sistemas de controle deve estar presente em todos os locais.

Outro tema importante é a aplicação de sistemas de controle e telegestão que já estão em avanço e outros sendo planejados. Entretanto, a dúvida que se tem é quanto à utilização em maior escala devido ao custo no país e à dificuldade que algumas municipalidades tiveram quanto à integração dos sistemas e com outros sistemas que poderiam ser integrados. Foi uma boa oportunidade para informar os colegas sobre os trabalhos que vêm sendo feitos no Brasil quanto à difusão do conhecimento de telegestão, bem como sobre a iniciativa da COPANT de até o final de 2022 ter uma publicação como referência para todos os países das Américas sobre o tema da telegestão para iluminação pública.

De uma maneira geral percebi que temos muitas coisas em comum quanto à realidade da iluminação pública e iluminação em geral e devemos cada vez mais estreitar os laços com o Chile e com outros países que vêm buscando eficiência energética em iluminação, procurando realizar projetos de maneira correta e seguindo as boas práticas nacionais e internacionais. Aprender sempre com a realidade de outros países é muito bom e nos abre novos horizontes e negócios.

Autor:

Por Luciano Haas Rosito, engenheiro eletricista, diretor comercial da Tecnowatt e coordenador da Comissão de Estudos CE: 03:034:03 – Luminárias e acessórios da ABNT/ Cobei. É professor das disciplinas de Iluminação de exteriores e Projeto de iluminação de exteriores do IPOG, e palestrante em seminários e eventos na área de iluminação e eficiência energética. | [email protected]

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próximo evento

Evento: DISTRIBUTECH
Data: 26/02/2024
Local: CENTRO DE CONVENÇÕES DO CONDADO DE ORANGE
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Light+Building
Data: 03/03/2024
Local: Fair Frankfurt
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Fórum GD Sudeste
Data: 06/03/2024
Local: São Paulo - SP
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Agenda Setorial
Data: 13/03/2024
Local: Hotel Windsor Barra - RJ
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação.