PortugueseEnglishSpanishGerman

Geração distribuída e os desafios dos agentes de distribuição

O termo Geração Distribuída (GD) foi primeiramente descrito no Decreto Lei nº 5.163/2004, porém, apenas a partir da Resolução Normativa Aneel REN 482/2012 é que de fato a autoprodução de energia elétrica no Brasil foi popularizada. Desde então, houve um aumento crescente dos empreendimentos de micro e minigeração nas redes de distribuição, intensificado após a publicação da Lei Federal que estabelece o Marco Legal de da GD – Lei n°14.300/2022 –, que garantiu manutenção dos benefícios referentes à isenção do pagamento da taxa de uso do sistema de distribuição até um ano após sua publicação, com incremento gradual a partir de então.

Para se ter uma noção, tendo como base uma distribuidora do setor elétrico brasileiro, foi observado um aumento exponencial do número de empreendimentos de micro e minigeração entre os anos de 2018 e 2022, tal como ilustrado na Figura 1.

Figura 1 – Perfil de crescimento do número de consumidores com mini/microgeração.

Apesar do aumento expressivo até o presente momento, ainda há espaço para crescimento. Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar), o Brasil possui aproximadamente 1,2 milhão de unidades consumidoras recebendo créditos pelo sistema de compensação de energia elétrica em 1 milhão de sistemas fotovoltaicos conectados à rede, com uma potência instalada de 10 GW. Isto representa somente 1,4% do total de consumidores do País.

Entretanto, todo esse crescimento (e seu potencial) traz consigo grandes preocupações quanto aos diferentes aspectos que englobam a gestão dos sistemas de distribuição de energia elétrica.

Dentre os inúmeros impactos que a geração distribuída pode causar aos agentes de distribuição, destacam-se os seguintes:

  • aumento de compensações por nível de tensão;
  • necessidade de novas estratégias de regulação de tensão;
  • aumento do número de reclamações de clientes;
  • aumento de compensação por danos elétricos;
  • necessidade de ajustes de proteção para fluxo bidirecional;
  • aumento de perdas elétricas em circuitos com maior penetração de GDs;
  • deterioração da qualidade da energia elétrica.

De fato, os problemas relacionados aos níveis de tensão em regime permanente têm se tornado recorrentes na distribuição. O aumento da pressão regulatória para o cumprimento dos requisitos especificados na Resolução Normativa ANEEL Nº 871/2020 contribuiu para a ampliação das medições de tensão em regime permanente, o que possibilitou o monitoramento simultâneo de grandes blocos de consumidores. Este fato evidenciou a problemática sistêmica do nível de tensão em regiões com alta penetração de GD. Neste quesito, nota-se um padrão delineado no comportamento da tensão ao longo do dia, cuja tendência é descrita por sobretensões em períodos nos quais a geração de energia supera o consumo. 

A Figura 2 apresenta a tensão medida no ramal de alimentação de um consumidor com geração distribuída.

Figura 2 – Tensão medida em consumidor com geração distribuída.

Dessa forma, o grande desafio da distribuição na atualidade é propor alternativas para a regulação dos níveis de tensão considerando o comportamento intermitente das GDs. Paralelamente, o estabelecimento de critérios mais específicos para a conexão das micro e mini gerações se faz necessário, a fim de limitar os impactos causados por estas fontes nos sistemas de distribuição.

Autores:

Por Raquel Cristina Filiagi Gregory, especialista em Qualidade da Energia Elétrica | raquel.filiagi@nepen.org.br;

Por Ângelo César Lorenzo Alves, gerente corporativo de Estudos e Desempenho da Operação | angelo.alves@equatorialenergia.com.br

Seja membro do portal e acesse o conteúdo completo!

PLANO

Virtual Gratuito
R$ 0,00 00
  • Conteúdo Digital (restrito)

PLANO

Impresso + Virtual
R$ 275,00 por ano
  • Revista Impressa
  • Conteúdo Digital (100%)
Popular

PLANO

Virtual Ilimitado
R$ 11,90 por mês
  • Conteúdo Digital (100%)

Detalhes dos Planos

ACESSOS
VIRTUAL GRATUITO
VIRTUAL ILIMITADO
IMPRESSO + VIRTUAL ILIMITADO
Notícias do Setor
Guias Setoriais
Conteúdo Empresarial
Eventos do setor
Webinar
Vídeos
E-books
Artigos de opinião
Fascículos
Artigos técnicos
Colunistas
Revista O Setor Elétrico - Leitura e Download
Revista Impressa
No data was found

Próximo Evento

Evento: Fenasucro & Agrocana
Data: 16/08/2022
Local: Centro de Eventos Zanini
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Intersolar 2022
Data: 23/08/2022
Local: EXPO CENTER NORTE
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: 16° Fórum GD Norte
Data: 21/09/2022
Local: Palmas - TO - Brasil
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Energy Solutions Show
Data: 27/09/2022
Local: São Paulo Expo
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação.