PortugueseEnglishSpanishGerman

Especificação de equipamentos portáteis, pessoais e manuais “Ex”

De acordo com a norma técnica brasileira ABNT NBR IEC 60079-14 – Atmosferas explosivas – Parte 14: Projeto, seleção e montagem de instalações elétricas, “equipamentos elétricos ou eletrônicos que podem ser utilizados ou transportados temporariamente para o interior de áreas classificadas devem possuir um nível de proteção de equipamento apropriado”. Além disso, estes equipamentos devem ser adequados à Zona (EPL), Grupo e Classe de Temperatura do local mais rigoroso onde possam ser utilizados ou transportados.

Também de acordo com os requisitos apresentados na norma citada, devido à necessidade da elevada flexibilidade de utilização, equipamentos transportáveis, portáteis ou pessoais podem ser utilizados em diferentes áreas classificadas. Equipamentos “Ex” que proporcionem um EPL mais baixo (EPL Gc ou Dc, por exemplo) não podem ser utilizados ou transportados para o interior de uma área que requeiram de um EPL mais elevado (Gb ou Dc, por exemplo), a menos que seja protegido de outra forma. Na prática, estas limitações podem ser difíceis de serem administradas, especialmente com equipamentos portáteis. É recomendado, desta forma, que todos os equipamentos “Ex” transportáveis, portáteis e pessoais atendam aos requisitos do local em que os equipamentos possam ser utilizados que necessitem de um EPL mais elevado. Similarmente, é recomendado que o grupo do equipamento e a classe de temperatura sejam apropriados para todos os tipos de gases inflamáveis ou poeiras combustíveis existentes nos locais que estes equipamentos “Ex” possam ser utilizados.

Deve ser ressaltado que está disponível no mercado uma série de equipamentos “Ex” portáteis, pessoais e wearables, com certificação “Ex”, como, por exemplo, tablets, notebooks, smartphones (com ou sem GPS integrado), walkie-talkies, smartwatches, smartbands, wristbands, wearables, câmeras fotográficas, PDA (Personal Digital Assistant), luminárias manuais e portáteis, tag eletrônicos do tipo RFID, câmeras infravermelho e instrumentos de testes e de medição. Estes equipamentos portáteis ou pessoais proporcionam, geralmente, EPL Gb ou Db, sendo adequados, nestes casos, para serem utilizados em áreas classificadas dos tipo Zonas 1, 2, 21 e 22.

Uma imagem contendo homem, pessoa, vestindo, olhando

Descrição gerada automaticamenteText

Description automatically generatedHomem de chapéu segurando um celular

Descrição gerada automaticamente com confiança médiaText

Description automatically generatedUma imagem contendo pessoa, homem, segurando, vestindo

Descrição gerada automaticamenteText

Description automatically generated

De acordo com os requisitos legais vigentes no Brasil, todos os equipamentos “Ex” para instalação fixa ou utilização de forma pessoal ou portátil para atmosferas explosivas de gases inflamáveis ou poeiras combustíveis devem possuir certificado de conformidade emitido por Organismo de Certificação acreditado pelo Inmetro.

De acordo com a ABNT NBR IEC 60079-14, os equipamentos pessoais “populares”, como smartwatches, wristband ou smartbands devem também possuir a devida certificação de conformidade “Ex”. A utilização destes dispositivos sem certificação em áreas classificadas não é permitida sob o ponto de vista de segurança industrial, bem como em função da falta ou da dificuldade de aplicação de procedimentos de verificação de que estes equipamentos tenham sido de fato avaliados ou certificados, antes de serem transportados para o interior de áreas classificadas. Este tipo de procedimento de segurança tem também como objetivo assegurar que não sejam indevidamente utilizados em áreas classificadas equipamentos “populares” ou “similares” adquiridos pelos próprios usuários, sem a devida certificação “Ex”, o que comprometeria a segurança das instalações em atmosferas explosivas.

Uma vez que, em instalações das indústrias petroquímicas e de petróleo & gás, existem diversas áreas industriais dos tipos Zona 1 e Zona 21 e outras áreas do Grupo IIC e Grupo IIIB, onde os equipamentos portáteis e pessoais podem ser levados e utilizados, a especificação deve atender aos requisitos mais rigorosos de classificação de áreas, de forma a atender à ABNT NBR IEC 60079-14. Neste caso, os equipamentos portáteis ou pessoais “Ex” a serem especificados devem proporcionar EPL Gb e Db, sendo também adequados para Grupo IIC (gases inflamáveis) e Grupo IIIB (poeiras combustíveis). 

Com relação à classe de temperatura, os equipamentos devem atender, nos casos gerais, aos requisitos de T4 (gases) ou à temperatura de superfície de 125 °C (poeiras). Em função dos equipamentos portáteis ou pessoais “Ex” serem fabricados com componentes eletrônicos, que dissipam uma baixa quantidade de calor, a classe de temperatura proporcionada por estes equipamentos “Ex” geralmente apresenta valores mais baixos do que estes.

Uma imagem contendo no interior, mesa, comida, bagunçado

Descrição gerada automaticamenteText

Description automatically generatedCapacete preto em fundo branco

Descrição gerada automaticamenteUma imagem contendo no interior, mesa, pequeno, plástico

Descrição gerada automaticamenteText

Description automatically generated

Por exemplo, para o caso de instalações industriais contendo áreas classificadas de gases inflamáveis e poeiras combustíveis de diferentes características, como Zona 1, Zona 2, Zona 21 e Zona 22, gases inflamáveis dos Grupos IIB e IIC, gases com classes de temperatura T4, T3, T2 e T1 e poeiras combustíveis do Grupo IIIB com temperatura de ignição de poeira entre 250 °C e 150 °C, existe a necessidade de especificação técnica para compra de tablets, câmeras, luminárias portáteis, smartphones, walkie-talkies ou outros equipamentos pessoais ou portáteis “Ex” que atendam às características mais rigorosas dos locais onde possam ser utilizados. Neste exemplo, os equipamentos devem possuir especificação para utilização em áreas Classificadas dos tipos Zonas 1 e Zona 21, EPL Gb e Db, Grupos IIC e IIIB, Classe de Temperatura T4 (para gases), temperatura de superfície máxima de 125 °C (para poeiras).

Podem ser citados como exemplos de marcações de conformidade que atendem aos requisitos de especificação técnica para compra de equipamentos portáteis ou pessoais “Ex” para este exemplo de instalação: Ex db ia op is IIC T5 Gb (gases) / Ex tb ia op is IIIC T100 °C Db (poeiras) ou também Ex ib op is IIC T4 Gb (gases) / Ex ib op is IIIC T120 °C Db (poeiras).

Deve ser ressaltado, sob o ponto de vista de mercado, no presente momento, que existe a disponibilidade de tablets e PDA que atendem a estes requisitos de EPL Gb e Db, que são requisitos comuns também a outras refinarias e plataformas existentes em diversos países do mundo. Com relação à escolha entre Tablet e PDA “Ex”, podem ser verificados na prática os maiores benefícios dos Tablets, uma vez que possuem telas maiores e mais amigáveis. Além disto, os PDA possuem normalmente um teclado físico que não é muito utilizado por muitos aplicativos.

Muitas empresas das áreas petroquímica, agronegócio e portuárias que possuem áreas classificadas contendo atmosferas explosivas formadas por gases inflamáveis ou poeiras combustíveis já utilizam, há alguns anos, de forma extensiva, em diversas de suas unidades operacionais dispositivos do tipo RFID (Identificação por Rádio Frequência) para a identificação eletrônica dos equipamentos “Ex” instalados no campo, por meio de escaneamento por rádio frequência destes TAGs eletrônicos por meio de Tablet ou PDA “Ex”. Existem também aplicações existentes nas quais os identificadores eletrônicos RFID são utilizados para a identificação de equipamentos de processo, como vasos de pressão, tanques de armazenamento, bombas, ventiladores, compressores, reatores, fornos, caldeiras, trocadores de calor e torres de fracionamento. 

Nestas instalações existem milhares de RFID que são fixados permanentemente aos equipamentos de processo ou aos equipamentos “Ex” por meio de cola adesiva ou por abraçadeiras metálicas, dispensando desta forma a necessidade de furação dos equipamentos existentes (como por exemplo vasos de pressão ou equipamentos com invólucros do tipo “à prova de explosão”).

É uma tendência que estes dispositivos RFID sejam utilizados também para a identificação eletrônica dos equipamentos de instrumentação, automação, telecomunicações, elétricos ou eletrônicos “Ex” instalados em áreas classificadas contendo gases inflamáveis ou poeiras combustíveis, com o objetivo de aprimorar as atividades de inspeções iniciais e periódicas “Ex”, com base na norma ABNT NBR IEC 60079-17 – Inspeção e manutenção de equipamentos e instalações em atmosferas explosivas.

Ainda com relação à utilização de equipamentos pessoais em áreas classificadas, a norma adotada ABNT NBR IEC 60079-14 especifica que “itens de equipamentos pessoais que são alimentados por bateria ou energia solar são, às vezes, carregados pelas pessoas e inadvertidamente levados para o interior de áreas classificadas. Um relógio eletrônico “simples” de pulso é um exemplo de um dispositivo eletrônico de baixa potência que tem sido avaliado de modo independente e tido como “aceitável” para utilização em uma área classificada sob ambos os requisitos, históricos e atuais (EPL). Todos os demais equipamentos pessoais alimentados por bateria ou energia solar, incluindo relógios eletrônicos de pulso incorporando outras funções, como comunicação bluetooth ou sistema GPS integrado, devem:

  1. estar de acordo com o tipo de proteção “Ex” apropriado para o EPL requerido pela classificação de área mais rigorosa para a qual o equipamento pessoal possa ser transportado, bem como apropriado para os requisitos de gás, grupo, subgrupo e classe de temperatura; ou
  2. ser submetidos a uma avaliação de risco pelos proprietários das instalações “Ex”; ou
  3. ser levados para o interior de uma área classificada atendendo a um procedimento de “permissão de trabalho seguro”.

A utilização de produtos pessoais ou portáteis sem certificação em áreas classificadas é permitida somente mediante “uma permissão de trabalho prévia”. O procedimento para a obtenção deste tipo de “permissão de trabalho” é especificado no Anexo B da ABNT NBR IEC 60079-14, que trata da “Orientação para procedimento de trabalho seguro para atmosferas explosivas de gás”. Na prática este procedimento representa a emissão de uma Permissão de Trabalho, incluindo a necessidade do porte de explosivímetro, do tipo “quatro gases”, para a monitoração contínua de explosividade no ambiente, de forma a assegurar que a área de utilização do equipamento sem certificação se encontra livre de atmosferas explosivas, durante todo o período de realização do trabalho ou da validade da Permissão de Trabalho.

Deve ser ressaltado que, sob o ponto de vista de segurança industrial, diversas empresas não permitem sequer o porte de telefones celulares em áreas industriais, independentemente de a pessoa ser empregado próprio ou contratado, ou da área ser classificada ou não, ou do telefone celular possuir certificação “Ex” ou não. Isto se deve à necessidade de rigorosa atenção aos trabalhos que estão sendo realizados, sem o desvio da atenção ou “distração” para executar acesso a aplicativos de redes sociais ou de envio ou recebimento de mensagens pessoais.

Autor:

Por Roberval Bulgarelli, engenheiro eletricista. Mestrado em Proteção de Sistemas Elétricos de Potência pela POLI/USP. Consultor sobre equipamentos e instalações em atmosferas explosivas. Representante do Brasil no TC-31 da IEC e no IECEx. Coordenador do Subcomitê SCB 003:031 (Atmosferas explosivas) do Comitê Brasileiro de Eletricidade (ABNT/CB-003/COBEI). Condecorado com o Prêmio Internacional de Reconhecimento IEC 1906 Award. Organizador do Livro “O ciclo total de vida das instalações em atmosferas explosivas”.

Seja membro do portal e acesse o conteúdo completo!

PLANO

Virtual Gratuito
R$ 0,00 00
  • Conteúdo Digital (restrito)

PLANO

Impresso + Virtual
R$ 275,00 por ano
  • Revista Impressa
  • Conteúdo Digital (100%)
Popular

PLANO

Virtual Ilimitado
R$ 11,90 por mês
  • Conteúdo Digital (100%)

Detalhes dos Planos

ACESSOS
VIRTUAL GRATUITO
VIRTUAL ILIMITADO
IMPRESSO + VIRTUAL ILIMITADO
Notícias do Setor
Guias Setoriais
Conteúdo Empresarial
Eventos do setor
Webinar
Vídeos
E-books
Artigos de opinião
Fascículos
Artigos técnicos
Colunistas
Revista O Setor Elétrico - Leitura e Download
Revista Impressa
No data was found

Próximo Evento

Evento: 15° Fórum GD Centro Oeste
Data: 09/08/2022
Local: Campo Grande - MS
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: 38° CINASE Salvador
Data: 10/08/2022
Local: Centro de Convenções Salvador
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Fenasucro & Agrocana
Data: 16/08/2022
Local: Centro de Eventos Zanini
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Intersolar 2022
Data: 23/08/2022
Local: EXPO CENTER NORTE
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação.