Desenvolvimento sustentável das comunidades: O impacto positivo da energia eólica nas economias locais

Além da geração de 11 postos de trabalho a cada Mw instalado, as usinas atuam como catalisadoras dos setores de comércio e serviços das regiões onde estão instaladas, como Guamaré, no Rio Grande do Norte

Segundo os dados mais recentes da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), a matriz energética eólica recebeu U$ 42,4 bilhões de investimentos, entre 2011 e 2022, resultando em 32GW de capacidade instalada em operação comercial e teste. Atualmente, é considerada a segunda maior fonte de matriz elétrica na produção brasileira, com mais de 10% de participação e geração de 11 postos de trabalho a cada Mw instalado.

Ao analisar o impacto geral no país, é possível observar que os efeitos positivos atinjam, também, as localidades que abrigam as usinas. Além dos empregos diretos, as demandas por serviço do parque eólico podem ser atendidas por fornecedores locais, desenvolvendo indiretamente uma cadeia de valor na região da usina. A partir da instalação de parques eólicos, novas empresas são atraídas para a região de forma a melhor atender as necessidades emergentes.

De acordo com o Gerente de Operações das usinas eólicas da Bolognesi Energia – New Energy – Alegria I e Alegria II, Marrison de Souza, “é comum no Brasil que esses parques arrendem as terras onde estão instalados os aerogeradores, terras estas que pertencem à comunidade local muitas vezes nativas da região. Os arrendamentos são pagos mensalmente e isso fortalece o poder de compra das comunidades e, consequentemente, fortalece a economia local”.

Os parques eólicos Alegria I e II, localizados no Rio Grande do Norte, são exemplos desse fenômeno, sendo responsáveis pela geração de 152 Mw                e contam com 55 profissionais das áreas de operação, manutenção, vigilância e monitoramento ambiental. Além disso, a Companhia busca oferecer vagas à população local, e que permitam o crescimento dentro da própria usina.

Souza ainda ressalta que além dessa equipe, há especialistas terceirizados das empresas que atuam no setor de operação e que oferecem suporte às atividades diversas realizadas dentro da usina, tais como: compras, logística, planejamento e engenharia. Para esses profissionais também são oferecidos cursos de atualização com o objetivo de ampliação de sua capacitação técnica.

Sobre a Bolognesi Energia:

A Bolognesi Energia é um grupo privado nacional que investe em geração de energia através das fontes hídrica, biomassa, eólica e térmica, com atuação em oito estados           brasileiros, reunindo os empreendimentos UTE Maracanaú, UTE Borborema, UTE RAESA, UTE Cepasa, UTE Pernambuco 3, UTE Ben-Bio, EOL New Energy, PCH Da Ilha, PCH Vêneto, PCH Criúva, PCH Serrana, PCH Boa Fé, PCH Autódromo e PCH São Paulo. Desde 2001, a Bolognesi Energia investe no setor de geração de energia elétrica.

A Bolognesi Energia concentra sua atuação no setor de geração de energia, desenvolvendo e operando projetos de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), Usinas Termoelétricas (UTEs) e Parques Eólicos (EOLs). Realiza a implantação e a exploração de empreendimentos de geração de energia elétrica a partir de fontes hídricas, eólicas e termoelétrica a partir de biomassa e óleo combustível.

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No data was found

Próximo evento

Evento: Fórum GD Nordeste
Data: 07/08/2024
Local: Recife - PE
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: CINASE
Data: 14/08/2024
Local: Centro de Convenções de Pernambuco - Olinda (PE)
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: Fórum GD Norte
Data: 11/09/2024
Local: Manaus - AM
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.
Evento: EXPOLUX
Data: 17/09/2024
Local: Expo Center Norte - São Paulo (SP)
00
Dias
00
Horas
00
Min.
00
Seg.

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação.