Condicionamento de energia e grupos geradores

dez, 2014

Edição 106 – Novembro de 2014

Equipamentos de condicionamento de energia e grupos geradores

Expectativa de crescimento para 2013 era de 21%, mas empresas do segmento apresentaram elevação de apenas 10% no ano passado. A desaceleração da economia sobressaiu como fator que influencia negativamente o mercado.

Os fabricantes e distribuidores de equipamentos de condicionamento de energia e grupos geradores projetavam um alto crescimento (21%) de suas empresas no ano de 2013 em comparação a 2012, segundo pesquisa realizada pela revista O Setor Elétrico no ano passado. Isto, de fato, não ocorreu. Conforme levantamento deste ano, o crescimento apresentado foi de apenas 10%. Talvez por isso, a projeção das companhias para o seu desenvolvimento em 2014 ante 2013 não seja tão otimista, esperando crescer, em média, 16%. A previsão de crescimento percentual do tamanho anual total do mercado manteve-se praticamente a mesma. Para este ano, as empresas projetam acréscimo de 12%. No ano passado, a expectativa era de 13%.

Em relação aos fatores que motivam e devem influenciar o crescimento deste mercado, a opinião da maioria dos entrevistados continua semelhante de um ano para o outro. Em 2013, 29% indicavam os projetos de infraestrutura como acontecimento mais relevante. Em 2014, 25% das empresas da área apresentaram este fator como importante. No entanto, se no ano passado a desaceleração da economia brasileira não incomodava muita gente – apenas 8% apontaram esse fator como de grande influência -, neste ano 22% dos fabricantes e distribuidores de nobreaks, baterias e geradores disseram como o fraco desempenho econômico do país deve ser impactante.

Não obstante o baixo crescimento das empresas do segmento no ano passado em relação à expectativa de ascensão para o mesmo período, o faturamento bruto anual das empresas em 2013 se manteve estável. No ano de 2012, 46% das companhias entrevistadas pela pesquisa da revista afirmaram faturar entre R$ 10 milhões e R$ 50 milhões. No levantamento realizado este ano, 44% das empresas questionadas declararam ter faturado este montante no ano de 2013.

Clique aqui para fazer o download da pesquisa na íntegra.

Comentários

Deixa uma mensagem

%d blogueiros gostam disto: