Voltalia inicia a construção de nova linha de transmição no Rio Grande do Norte.

fev, 2019

Empresa francesa de energia renovável iniciou a construção de uma

segunda linha de transmissão para conectar novos projetos com

capacidade total de 2 GW.

A Voltalia – empresa de energia renovável e prestadora de serviços

–, há 12 anos no Brasil, começou a construir a segunda linha de

transmissão de 500 KV (quilovolt), incluindo uma subestação, que

percorrerá áreas desabitadas para conectar ao cluster de Serra Branca

à rede nacional, a 50 km de distância, localizado em Assú, também no

Rio Grande do Norte.

 

A nova linha está adaptada às necessidades de projetos existentes e

futuros, como as usinas Ventos da Serra do Mel 1 (VSM 1), com 163 MW, e

VSM 2, com 128 MW, atualmente em construção, além de outros,

incluindo os 252 MW já vendidos para o investidor internacional de

renováveis ​​Actis em 2018.

 

“Essa nova infraestrutura confirma a ampliação do nosso cluster da

Serra Branca. As instalações de transmissão de energia são

instrumentais para nossa estratégia no Brasil. Eles nos permitem

construir fábricas onde o recurso eólico é melhor e permitir o

comissionamento antecipado de plantas. Assim, eles elevam o valor dos

projetos desenvolvidos pela Voltalia, caso sejam de propriedade do grupo

ou vendidos a parceiros. Com este novo projeto, a extensão total das

linhas de transmissão de alta tensão de propriedade da Voltalia no

Brasil ultrapassa a marca de 100 km”, comenta Sébastien Clerc, CEO da

Voltalia.

 

O desenvolvimento das instalações foi iniciado internamente pelas

equipes da Voltalia, que também contam com parceiros locais. A empresa

francesa solicitou das construtoras que confiassem na força de trabalho

local e patrocinou um programa de treinamento para trabalhadores de

comunidades locais, concedendo-lhes as qualificações a serem

contratadas para o projeto. Cerca de 250 pessoas dessas comunidades

locais estão envolvidas na construção das instalações de

transmissão e das usinas VSM, que mobilizam até 800 pessoas no pico.

 

O comissionamento das instalações de transmissão deve ser concluído

até o final de 2019. Após supervisionar a construção, a Voltalia

será responsável pelas atividades de O&M, alavancando as equipes

locais já mobilizadas em seus parques eólicos.

 

VOLTALIA NO BRASIL

A Voltalia é uma empresa líder no Brasil com um excelente histórico.

A equipe local, criada em 2006, desenvolveu um portfólio de projetos de

grande porte, incluindo:

  • 724 MW atualmente em construção ou em operação, localizados no

cluster da Serra Branca (eólica), em São Miguel do Gostoso (vento) e

no Oiapoque (híbrido térmico / solar);

  • 2,7 GW de projetos em desenvolvimento, localizados principalmente

nos estados do Rio Grande do Norte e Bahia, contando principalmente com

energia solar e eólica.

  • A Voltalia é uma empresa internacional no setor de energia

renovável. A Companhia produz e comercializa eletricidade gerada por

usinas eólicas, solares, hidroelétricas e de biomassa; possui

capacidade instalada total de 911 MW em operação ou em fase de

construção a partir de hoje.

  • A Voltalia também é uma prestadora de serviços, auxiliando seus

clientes investidores ativos em renováveis em cada estágio do projeto,

desde a concepção até a operação e manutenção.

  • Com 490 funcionários em 18 países, em mais de 4 continentes, a

Voltalia é capaz de atuar em todo o mundo em nome de seus clientes.

  • A Voltalia está listada no mercado regulamentado da Euronext em

Paris desde julho de 2014 (FR0011995588 – VLTSA) e é uma ação

componente do índice Enternext Tech 40 e do índice CAC Mid & Small. O

Grupo também está incluído no Gaïa-Index, um índice para midcaps

socialmente responsáveis.

Comentários

Deixe uma mensagem