Vestas produzirá turbinas eólicas resíduo zero até 2040

jan, 2020

Na Vestas, trabalhar por um futuro mais sustentável sempre foi nossa essência. Agora, além da contribuição positiva de seus produtos, a Vestas está expandindo o seu foco sustentável para lidar também com os resíduos gerados em sua cadeia de valor. É com entusiasmo que anunciamos nossa intenção de produzir turbinas resíduo zero até 2040, reafirmando nosso compromisso para incluir a sustentabilidade em tudo o que fazemos.

A Vestas é a primeira fabricante de turbinas a se comprometer com turbinas resíduo zero, o que significa que sua cadeia de valor não vai gerar resíduos. Isso será alcançado por meio do desenvolvimento e implementação de uma nova estratégia de gestão de resíduos, introduzindo uma abordagem de economia circular em diferentes etapas da cadeia de valor: design, produção, serviços e fim de vida. A estratégia será apresentada dentro de dois anos.

“Estabelecer uma meta tão ambiciosa para a redução de resíduos é essencial para garantir um mundo melhor para futuras gerações”, disse Anders Vedel, vice-presidente executivo da Vestas Power Solutions. “Ser líder da indústria eólica não é o suficiente para combater os desafios climáticos que vivenciamos hoje. Se queremos estar na vanguarda da transição energética, devemos fazer isso da maneira mais sustentável possível e para isso precisamos incluir a sustentabilidade em tudo o que fazemos”.

“Como o maior fornecedor de energia eólica do mundo, a Vestas tem a responsabilidade de eliminar resíduos em toda sua cadeia de valor”, disse Tommy Rahbek Nielsen, COO interino da Vestas. “A energia eólica seguirá crescendo num ritmo acelerado, então a hora para uma abordagem conservadora já passou. Estou orgulhoso de fazer parte de uma companhia que está fazendo da sustentabilidade parte integral de todas as operações de negócio”.

Resíduos industriais são ameaças crescentes para ecossistemas e para a saúde global. Estima-se que 11,2 bilhões de toneladas de resíduos sólidos sejam coletadas todos os anos, contribuindo seriamente para a redução de recursos, poluição do ar, e contaminação do solo e água. Além disso, estima-se que resíduos sólidos sejam responsáveis por 5% das emissões globais de gases do efeito estufa[1]. Resíduos provenientes somente de pás de turbinas eólicas podem chegar a 43 milhões de toneladas até 2050[2]. Com a previsão de crescimento anual de 3% do mercado global de energia eólica na próxima década, a Vestas está mitigando seu impacto ambiental como líder de mercado ao se comprometer com a eliminação de resíduos em sua cadeia de valor[3]. Hoje, as turbinas eólicas da Vestas são, em média, 85% recicláveis, mas as pás e hubs são atualmente constituídas por materiais compostos não recicláveis.

A Vestas irá considerar todos os aspectos do ciclo de vida das turbinas, com o objetivo de melhorar a reciclabilidade das pás, hubs e naceles. O primeiro passo será melhorar a reciclabilidade de todas as pás e hubs, passando de 44% para 50% até 2025 e para 55% até 2030. Iniciativas para lidar com o manejo de pás fora de uso serão criadas. Estas contarão com novas tecnologias de reciclagem de materiais compostos, como fibra de vidro, e recuperação de peças plásticas. A Vestas também implementará um novo processo para o descarte de pás, dando suporte a clientes sobre como reduzir a quantidade de resíduos destinados a aterros.

[1] Fonte: United Nations Environment Programme http://www.unenvironment.org/explore-topics/resource-efficiency/what-we-do/cities/solid-waste-management
[2] Fonte: University of Cambridge http://www.researchgate.net/publication/313800207_Wind_turbine_blade_waste_in_2050
[3] GWEC: http://gwec.net/global-wind-report-2018/

Comentários

Deixe uma mensagem