Vestas ampliará fábrica em Aquiraz (CE) para produção de nova família de aerogeradores

jun, 2019

A companhia dinamarquesa Vestas, produtora mundial de turbinas para o mercado de energia eólica, anunciou recentemente a expansão de sua planta em Aquiraz, no Ceará, para a produção da nova geração de turbinas, modelo V150-4,2MW, sendo que as primeiras naceles dessa plataforma começarão a ser entregues em novembro de 2019. “Essas naceles são o coração da turbina; geradores do tamanho de dois ônibus. Pelo fato de elas serem muito maiores do que as primeiras, de 2.MW, nós decidimos ampliar a fábrica e sua área total, que será um pouco mais do que o dobro do que tínhamos anteriormente. O espaço fabril deve ter, aproximadamente, entre 70 e 80 mil metros quadrados de total de área, e começará a produzir no final deste ano. Terminaremos a adaptação por volta de outubro e começaremos a fabricação em novembro”, declara Rogério Zampronha, presidente da Vestas no Brasil e Latam Sul.

A empresa implementou sua primeira fábrica no Brasil em janeiro de 2016, para produzir uma geração de turbina anterior, que foi a de 2.2MW de potência, mas, diante do avanço tecnológico desse setor, passa a investir em turbinas maiores e mais potentes. “Produzimos 800MW, cerca de 400 turbinas, e então, eu decidi fazer uma alteração na tecnologia para o mercado, já que a evolução é muito rápida. Estamos trazendo a V150-4.2 MW, uma turbina na qual o diâmetro das pás é de 150 metros, maior que um estádio de futebol, com potência de 4.2MW, representando o dobro da anterior”, explica.

Para ele, a turbina lançada pela Vestas já é um grande sucesso e talvez tenha sido a que mais gerou negócio em um curto prazo na história da indústria eólica do Brasil. “Já anunciamos quase 1GW em novos contratos em apenas oito meses, que é um volume absurdo. A turbina se mostrou muito adequada ao mercado brasileiro e caiu no gosto dos nossos clientes, que são os grandes investidores das empresas de energia. A nossa expectativa é poder continuar nesse ritmo em que estamos hoje para os próximos anos, pois, realmente, acreditamos que haverá um desempenho muito positivo, uma performance estupenda para essa turbina no mercado brasileiro”, afirma Zampronha.

O investimento divulgado para a ampliação da fábrica em Aquiraz é de 23 milhões de euros. Zampronha destaca a boa relação da Vestas com o Governo do Estado, o qual, segundo o executivo, tem ajudado a remover entraves burocráticos e apoiado as ações. Ele ainda enfatiza o Ceará como um segundo lar para a companhia no Brasil e que a decisão de permanecer e ampliar a presença na região confirma o seu compromisso com o País.

Presente no Brasil desde o ano 2000, a Vestas possui hoje mais de 1,5GW instalados ou em construção no País, o que corresponde a cerca de 750 turbinas eólicas. Em 2008, a empresa abriu um escritório em São Paulo para consolidar todas as operações de venda, construção e serviços no território nacional.

Comentários

Deixe uma mensagem