Usando inteligência artificial, projeto da CPFL Energia é reconhecido em premiação nacional

jan, 2020

Novo software cruza dados da previsão do tempo com informações operacionais das distribuidoras

Campinas, 26 de dezembro de 2019. Um projeto que nasceu no Centro de Operações da RGE – em São Leopoldo, RS – e que auxiliará na tomada de decisões diante dos temporais, foi premiado nacionalmente pela Revista Project Design Management. O WeTs (Weather Translator System), que significa Sistema de Tradução da Previsão do Tempo, foi desenvolvido nos últimos dois anos por engenheiros da CPFL Energia em parceira com o Climatempo.

A ferramenta é utilizada desde outubro nos Centros de operação da RGE, da CPFL Paulista, da CPFL Santa Cruz e da CPFL Piratininga e, segundo o líder do projeto Gustavo Theodor Carvalho, um dos coordenadores do Centro de Operação Integrado (COI) da RGE, o novo sistema será capaz de projetar as condições climáticas nas áreas de concessão das distribuidoras do Grupo CPFL por meio da inteligência artificial.

“O que difere o WeTs de outras soluções já desenvolvidas é que conseguimos relacionar o histórico das variáveis meteorológicas com o de ocorrências de falta de energia na nossa rede elétrica. Sendo assim, o algoritmo de inteligência artificial consegue prever o impacto que teremos na nossa rede com a chegada de temporais. No modelo anterior, muitas vezes a previsão por si só do tempo não refletia a real criticidade nos induzindo a decisões não tão assertivas. Esta que foi a grande inovação”, complementa Gustavo.

O projeto WeTs foi desenvolvido como parte do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) e foi premiado pela Revista Project Design Management na categoria Projeto Inovador de Ano de 2019. “A ferramenta tem nos auxiliado na tomada de decisões durante os temporais, otimizando a alocação das equipes para os atendimentos de falta de energia promovendo um restabelecimento mais rápido do serviço para o cliente. A previsibilidade permite também o replanejamento do despacho de outros serviços mitigando o risco de perda de prazos de serviços comerciais ou redução da execução do corte”, destaca o Thiago Guth, Diretor de Operações do Grupo CPFL Energia.

A premiação, de relevância nacional e internacional no âmbito da gestão de projetos, teve premiados também nas categorias Acadêmico, PMO e Corporativo. A entrega dos troféus ocorreu em São Paulo na última semana. Na foto abaixo, Osmar Zózimo Jr., editor-chefe da Revista PM, e Gustavo Carvalho, coordenador de Operações da RGE.

Sobre a RGE

Responsável por distribuir 65% da energia elétrica consumida no Rio Grande do Sul e atender 2,9 milhões de clientes em 381 municípios gaúchos, a RGE é hoje a maior distribuidora da CPFL Energia em extensão territorial e número de cidades atendidas. A área de concessão da companhia, que é resultado do agrupamento das distribuidoras RGE e RGE Sul, realizado em janeiro de 2019, totaliza 189 mil km² de extensão, abrangendo as áreas urbanas e rurais das regiões Metropolitana, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do estado.

Os investimentos realizados pela RGE contribuem para o desenvolvimento socioeconômico de locais de fundamental importância para a economia do estado, que vão desde fortes polos turísticos, agrícolas e pecuários, até grandes centros industriais e comerciais, trazendo mais bem-estar, conforto e infraestrutura para a vida de 7,4 milhões de gaúchos.

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 107 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização e serviços. Desde janeiro de 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

Com 14% de participação, a CPFL Energia é uma das maiores empresas no mercado de distribuição, totalizando mais de 9,7 milhões de clientes em 687 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 4%. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

Na geração, é a terceira maior agente privada do País, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis, como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Considerando a participação acionária na CPFL Renováveis (99,94%), maior empresa de geração da América Latina a partir de fontes alternativas de energia, a capacidade instalada do Grupo CPFL alcançou 4.304 MW, no final de setembro de 2019.

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3 e ADR Nível III na NYSE. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.

Comentários

Deixe uma mensagem