Uma nova fase

nov, 2010

Ed. 56 – Setembro de 2010

Por João José Barrico de Souza

Chegamos à nona coluna e somamos nove meses dedicados à geração de um programa de segurança elétrica. Mês a mês, discutimos aspectos isolados e procuramos justificar que um programa de segurança elétrica completo deve conter diretrizes referentes aos seguintes assuntos:

 

  • Compromisso gerencial;
  • Suporte organizacional;
  • Política de segurança com eletricidade;
    • Instalações elétricas seguras
    • Normas para o trabalho seguro com eletricidade
  • Treinamento e qualificação de todas as pessoas envolvidas;
  • Uso de equipamentos de proteção, ferramentas e medidas de proteção;
  • Uso adequado de equipamentos elétricos;
  • Documentação;
  • Supervisão e auditoria;
  • Orientação e suporte técnico;
  • Suporte para emergências.

Ao longo de cada coluna, foram feitas algumas correlações com a NR 10 e, agora, de forma absolutamente direta, podemos identificar nos dez itens acima que um programa de segurança elétrica, voluntário e implementado adequadamente pode até superar o que estabelece a NR 10, que é uma regulamentação legal e, portanto, de cumprimento compulsório pelas empresas como “ condições mínimas exigidas”.

Esgotado o primeiro assunto nesses nove meses, voltamos à nossa primeira coluna em que pretendíamos uma verdadeira troca de opiniões e participação dos amigos, leitores e colaboradores.

Verificamos que muitos assuntos específicos sobre a segurança no trabalho envolvendo o uso e a manutenção das instalações elétricas, ou a implantação da NR 10, ainda geram dúvidas, interpretações diversas e polêmicas, mas também soluções criativas, simples e muito úteis que merecem e devem ser divulgadas.

Nossa participação no CINASE tem permitido observar que os profissionais da área elétrica estão motivados e se sentem valorizados com a implementação das medidas de segurança de forma mais objetiva e clara. Este é um campo fértil e propício para uma efetiva mudança de cultura na área de segurança com eletricidade, o que efetivamente está acontecendo, para orgulho dos profissionais das áreas elétrica e de segurança, responsáveis diretos pelas melhorias observadas.

Nas próximas colunas é nossa intenção discutir e abrir espaço para a divulgação de soluções, opiniões e dúvidas relacionadas ao assunto e para tanto, contamos com a colaboração dos leitores.

“O propósito é desafiador e, certamente, a colaboração dos colegas será fundamental“, foi o que dissemos quando pedimos a colaboração para o nome da coluna, há nove meses.

Agora, certos de contar com a participação ativa dos colegas, leitores e interessados, passamos para uma nova fase, buscando focar objetivamente cada aspecto e cada assunto proposto.

Comentários

Deixe uma mensagem