SONDA combina inteligência artificial com uso de drones e satélites para monitorar a rede de energia elétrica

fev, 2020

Solução eleva a confiabilidade da manutenção da rede e traz mais qualidade ao consumidor, sem aumentar a conta de luz

A SONDA, maior empresa latino-americana de serviços de TI, desenvolveu uma solução que combina a inteligência artificial, analytics e uma metodologia desenvolvida pela companhia para monitorar redes de distribuição e subestações de energia. As imagens analisadas são captadas por meio de drones, satélites ou, até mesmo, carros equipados com câmeras de alta resolução.

A solução traz maior eficiência em relação ao trabalho de equipes de campo, que percorrem longas distâncias todos os dias a fim de realizar esse reconhecimento a olho nu. Como consequência, as empresas de energia são capazes de manter um sistema de distribuição mais confiável, sem elevar o custo da energia que chega ao consumidor.

“Nossa solução avança na transformação digital das distribuidoras, tendo passado com êxito por uma prova de conceito no Tocantins. Iniciaremos duas outras provas nos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais”, comenta Rivaldo Ferreira, diretor de Utilties da SONDA.

O executivo explica que a solução via inteligência artificial tem o mesmo custo da metodologia com equipes de campo, porém com um valor agregado muito maior pois, além de ser mais confiável, oferece ganhos adicionais, tais como rastreabilidade do processo e auditoria por meio da reanálise de imagens, se necessário.

Com a novidade, as companhias de energia podem superar um grande desafio: comprovar e manter cadastros técnicos e contábeis atualizados e coerentes com a infraestrutura vigente — algo exigido pela legislação, que estipula um teto de 5% para desvios entre dados de infraestrutura cadastrados e realizados.

Após uma varredura, as imagens são enviadas para um sistema que utiliza inteligência artificial para reconhecer e identificar quais equipamentos elétricos estão na imagem, bem como suas coordenadas geográficas.

Além da inovação tecnológica, a SONDA também avança com metodologia de diagnóstico, implementação e gestão que permite escolher a melhor estratégia, visando diminuição de falhas na rede, menor custo de execução ou mapeamento de áreas críticas previamente identificadas pelo cliente.

A solução realiza ainda o levantamento, cadastramento, sensoriamento e manutenção de todo o ciclo da energia, passando pelas linhas de alta tensão que saem das geradoras, as próprias subestações, além dos alimentadores que levam energia até as casas e empresas dos consumidores.

O monitoramento automatizado traz benefícios tanto para o usuário, pois ajuda a evitar a queda de fornecimento de forma preditiva, quanto para as elétricas. “Essas companhias possuem margens de lucros estabelecidas pelos órgãos reguladores. Quando desenhamos a nossa solução, manter um custo equivalente ao modelo tradicional foi fundamental. Possibilitamos o mesmo nível de investimento, trazendo melhorias para o usuário, sem aumentar o preço final”, explica Ferreira

Comentários

Deixe uma mensagem