Sistemas de automação intrinsecamente seguros – Ex “i”: Do projeto à instalação

fev, 2019
  1. Introdução

A proteção de equipamentos e circuitos por “segurança intrínseca” tem, por objetivo fundamental, que seja evitada a possibilidade de ocorrência de uma ignição em áreas classificadas contendo atmosferas explosivas. Este conceito de segurança representa uma abordagem muito mais segura do que a contenção da energia proveniente de uma explosão, como previsto em outros tipos de proteção “Ex”. O tipo de proteção “i” fornece facilidades de manutenção durante o período de operação da planta permitem que procedimentos convencionais de instrumentação sejam utilizados, sem a necessidade de desligamentos de circuitos ou das necessidades de aplicação de complexos procedimentos de liberação de trabalho baseados em áreas livres de gases inflamáveis.

Sob o ponto de vista das atividades de projeto, instalação, manutenção, inspeção e reparos, deve ser ressaltado que a aquisição de instrumentos e dispositivos associados que tenham sido devidamente fabricados, ensaiados em fábrica e certificados como sendo intrinsecamente seguros não é suficiente para garantir os elevados níveis de segurança requeridos pelas instalações industriais com a presença de atmosferas explosivas. Desta forma, há a necessidade que as pessoas envolvidas nestas atividades possuam as devidas competências pessoais, de forma que possam executar adequadamente e com resultados seguros as funções para as quais são responsáveis.

As atividades de inspeção e de manutenção dos equipamentos e sistemas intrinsecamente seguros podem ser consideradas como sendo um dos “elos” mais importantes na corrente de ações de segurança que englobam as instalações “Ex”. Isto se deve ao fato de que as inspeções periódicas asseguram que as características da proteção “i” continuem a existir, durante todo o tempo em que os equipamentos permanecem instalados em áreas de risco, o que pode se prolongar durante décadas de operação das plantas industriais.

Este artigo descreve os requisitos indicados nas Normas Técnicas Brasileiras adotadas ABNT NBR IEC 60079Parte 11 (Equipamentos com tipo de proteção Ex “i”), Parte 14 (Projeto e montagem “Ex”), Parte 17 (Inspeção e manutenção “Ex”), Parte 19 (Reparo e recuperação “Ex”), Parte 25 (Sistemas intrinsecamente seguros) e Parte 39 (Segurança intrínseca de potência – Power “i”) envolvendo a execução o supervisão das atividades de projeto, montagem, inspeção, manutenção e recuperação de sistemas e equipamentos intrinsecamente seguros (Ex i) e equipamentos intrinsecamente seguros associados ([Ex i]).

 

Para ler o artigo completo, clique aqui

Comentários

Deixe uma mensagem