Requisitos sobre tipos de proteção para equipamentos mecânicos “Ex” – Normas ABNT NBR ISO 80079 – Partes 36 e 37

out, 2018

Foi publicada pela ABNT em 26/10/2018, as seguintes novas Normas Técnicas Brasileiras adotadas da Série ABNT NBR ISO 80079 – ATMOSFERAS

EXPLOSIVAS:

PARTE 36: EQUIPAMENTOS NÃO ELÉTRICOS PARA ATMOSFERAS EXPLOSIVAS – MÉTODOS E REQUISITOS BÁSICOS

PARTE 37: EQUIPAMENTOS NÃO ELÉTRICOS PARA ATMOSFERAS EXPLOSIVAS – TIPOS DE PROTEÇÃO NÃO ELÉTRICOS: SEGURANÇA CONSTRUTIVA “C”, CONTROLE DE IGNIÇÃO DE FONTES “B” E IMERSÃO EM LÍQUIDO “K”

Estas duas novas normas, INÉDITAS na normalização técnica brasileira, apresenta requisitos de avaliação de risco, projeto, dimensionamento, ensaios laboratoriais, documentação e requisitos da avaliação da conformidade para equipamentos mecânicos destinados para instalação em áreas classificadas contendo gases inflamáveis ou poeiras combustíveis.

Casos históricos de acidentes envolvendo explosões em instalações industriais ocasionadas por equipamentos mecânicos são registrados desde o início do Século 20. Desta forma, sob o ponto de vista de segurança industrial em atmosferas explosivas, os equipamentos mecânicos também necessitam possuir requisitos construtivos de forma que não possam gerar faíscas ou centelhas ou pontos quentes, provenientes de atritos de partes móveis, por fricção ou por falta de lubrificação de suas partes constituintes.

Equipamentos mecânicos são historicamente reconhecidos como possuindo fontes próprias de risco potencial de ignição. Sob ponto de vista de segurança industrial, os equipamentos mecânicos também apresentam, de forma similar aos equipamentos elétricos, eletrônicos, de automação e de telecomunicações, riscos de se tornarem FONTES DE IGNIÇÃO devido a geração centelhas, faíscas, eletricidade estática ou de partes aquecidas acima da temperatura de autoignição das substâncias inflamáveis ou combustíveis que estejam ao seu redor.

Por este motivo os equipamentos mecânicos destinados a serem instalados em áreas classificadas necessitam ser devidamente projetados, dimensionados, avaliados, ensaiados em laboratório, certificados e marcados de acordo com os requisitos indicados nestas respectivas normas técnicas brasileiras de tipos de proteção “Ex” para equipamentos mecânicos.

Podem ser citados como exemplos de equipamentos mecânicos instalados em atmosferas explosivas: ACOPLAMENTOS, BOMBAS, CAIXAS DE ENGRENAGENS, FREIOS, MOTORES HIDRÁULICOS E PNEUMÁTICOS E COMBINAÇÃO DE DISPOSITIVOS PARA FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, ELEVADORES, VENTILADORES, MOTORES, COMPRESSORES E MONTAGENS DE EQUIPAMENTOS.

Estas Normas Técnicas Brasileiras da Série 80079 possuem por objetivo a especificação dos métodos básicos de proteção e dos requisitos para o projeto, fabricação, ensaios e marcação de equipamentos mecânicos (não elétricos) “Ex”, destinados a serem instalados em áreas classificadas. É previsto, nestes casos, que uma atmosfera explosiva pode estar presente no EXTERIOR ou no INTERIOR dos equipamentos mecânicos “Ex”. Além disto, uma atmosfera explosiva existente no exterior do equipamento mecânico “Ex” pode ser levada para o seu interior por meio de respiração natural, resultante de variações na pressão ou na temperatura interna do equipamento.

Estas Normas são aplicáveis a equipamentos mecânicos “Ex” destinados a serem utilizados em áreas classificadas do GRUPO I (Minas subterrâneas de carvão), GRUPO II (Gases Inflamáveis) ou GRUPO III (Poeiras combustíveis).

A Norma ABNT NBR ISO 80079-36 abrange equipamentos mecânicos e montagens de equipamentos destinadas a geração, transferência, armazenagem, medição, controle e conversão de energia ou processamento de material, que são capazes de causar uma explosão devido a suas próprias fontes potenciais de ignição.

As experiências em instalações industriais têm mostrado que é essencial realizar uma AVALIAÇÃO DE RISCO DE IGNIÇÃO abrangente dos equipamentos mecânicos “Ex”, de forma a identificar todas as fontes potenciais de ignição e determinar se estes equipamentos podem se tornar fontes EFETIVAS de ignição durante todo o tempo de vida útil prevista do equipamento mecânico.

Uma vez que estes riscos de ignição sejam compreendidos e documentados, é então possível definir as medidas necessárias de proteção “Ex”, dependendo do nível de proteção do equipamento (EPL) requerido, de forma a minimizar a probabilidade destas fontes de ignição se tornarem EFETIVAS.

AVALIAÇÃO DOS RISCOS DE IGNIÇÃO DE EQUIPAMENTOS MECÂNICOS “EX”:

De acordo com a ABNT NBR ISO 80079-36 o fabricante do equipamento mecânicos “Ex” deve efetuar uma avaliação de risco de ignição de forma a demonstrar que o equipamento não possua fontes efetivas de ignição durante falhas raras de ocorrer ou durante falhas que possam ser esperadas ou durante operação normal do equipamento, dependendo do nível de proteção de equipamento (EPL – Equipment Protection Level) pretendido. De acordo com os resultados de avaliações e ensaios realizados por organismos de certificação e por laboratórios de ensaios, é atribuído ao equipamento mecânico “Ex” sob avaliação o EPL Ga/Da, Gb/Db ou Gc/Dc.

Os equipamentos mecânicos “Ex” com EPL GA/DA podem ser instalados em áreas classificadas dos tipos Zona 0 ou Zona 20 respectivamente. Os equipamentos mecânicos “Ex” com EPL GB/DB podem ser instalados em áreas classificadas do tipo Zona 1 ou Zona 21, respectivamente. Os equipamentos mecânicos “Ex” com EPL GC/DC podem ser instalados em áreas classificadas do tipo Zona 2 ou Zona 22, respectivamente.

Esta avaliação de risco deve ser feita com uma abordagem escalonada, a ser seguida pelo fabricante do equipamento mecânico “Ex”. No início da avaliação de risco o fabricante deve decidir qual das seguintes treze possíveis fontes possíveis de ignição são aplicáveis, isto é, estão relacionadas com o equipamento e estão presentes, para o equipamento mecânico “Ex” sob avaliação:

  1. Superfícies quentes
  2. Chamas ou gases aquecidos, incluindo partículas quentes 3. Faíscas geradas mecanicamente 4. Dispositivos elétricos 5. Correntes parasitas ou proteção catódica de corrosão 6. Eletricidade estática 7. Descargas eletrostáticas 8. Radiofrequência ou ondas eletromagnéticas 9. Radiação óptica 10. Radiação ionizante 11. Ultrassom 12. Compressão adiabática e ondas de choque 13. Reações exotérmicas, incluindo a autoignição de poeiras combustíveis

A Norma ABNT NBR ISO 80079-37 especifica os requisitos para o projeto e a fabricação de equipamentos mecânicos destinados para instalação em atmosferas explosivas contendo gases inflamáveis ou poeiras combustíveis, protegidos pelos tipos de proteção por segurança construtiva – EX “C”, controle de fontes de ignição – EX “B” e por imersão em líquido – EX “K”.

Os tipos de proteção EX “C”, EX “B” E EX “K” especificados na Norma ABNT NBR ISO 80079-37 podem ser utilizados de forma individual ou em combinação entre si, de forma a atingir os requisitos pretendidos de EPL (Equipment Protection Level) para equipamentos do GRUPO I (Minas subterrâneas de carvão), GRUPO II (Gases inflamáveis) e GRUPO III (Poeiras combustíveis), dependendo dos resultados da avaliação de risco de ignição, de acordo com o indicado na ABNT NBR ISO 80079 36 – Equipamentos não elétricos para atmosferas explosivas – Métodos e requisitos básicos.

De acordo com a Norma ABNT NBR ISO 80079-37, os tipos de proteção EX “C”, EX “B” E EX “K” para equipamentos mecânicos “Ex” possuem as seguintes características básicas:

  • SEGURANÇA CONSTRUTIVA EX “C”: Tipo de proteção contra ignição onde MEDIDAS CONSTRUTIVAS são aplicadas de forma a prover proteção contra a possibilidade de ignição a partir de fontes quentes, faíscas de origem mecânicas ou compressão adiabática gerada por partes móveis.
  • CONTROLE DE FONTE DE IGNIÇÃO EX “B”: Tipo de proteção contra ignição onde DISPOSITIVOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS OU MECÂNICOS são utilizados em conjunto com equipamentos mecânicos, de forma reduzir, AUTOMATICAMENTE OU MANUALMENTE a possibilidade de uma fonte potencial de ignição de se tornar uma fonte efetiva de ignição. Podem ser citados como exemplos destes dispositivos, um sensor de nível para alarmar a perda de nível de óleo de lubrificação ou um sensor de temperatura para alarmar a existência de um mancal aquecido ou um sensor de rotação para alarmar uma rotação acima do normal.
  • IMERSÃO EM LÍQUIDO EX “K”: Tipo de proteção onde as fontes potenciais de ignição são tornadas não efetivas ou separadas de atmosferas explosivas por meio de submersão total destas fontes de ignição em um líquido de proteção, ou por submersão parcial e recobrimento contínuo das superfícies ativas desta fontes de ignição com um líquido de proteção, de forma que uma atmosfera explosiva que possa estar presente acima do líquido de proteção, ou no lado externo do involucro do equipamento “Ex”, não possa entrar em ignição.

Seguindo a tendência normativa internacional da IEC, a ABNT inicia também, com a publicação destas duas normas técnicas brasileiras adotadas, o estabelecimento normativo para a especificação dos requisitos de segurança, qualidade, confiabilidade e desempenho dos equipamentos mecânicos “Ex”, destinados a serem instalados em áreas classificadas contendo gases inflamáveis ou poeiras combustíveis.

Estas novas Normas Técnicas Brasileiras representam ADOÇÃO, EM CONTEÚDO TÉCNICO E ESTRUTURA, às respectivas normas técnicas internacionais ISO 80079 – Partes 36 e 37, que foram elaboradas pelo _TC 31 – __Equipment for Explosive Atmospheres – __SC 31M – Non-electrical equipment and protective systems for explosive atmospheres_, conforme ISO/IEC GUIDE 21-1 – _Regional or national adoption of International Standards and other International Deliverables — Part 1: Adoption of International Standards_.

A Comissão de Estudo CE 003:031.005 do SUBCOMITÊ SC-31 DA ABNT/CB-003 (COBEI), responsável pela elaboração e ADOÇÃO destas Normas Técnicas Brasileiras, acompanhou, em nome do Brazil National Committee of the IEC todo o processo de ELABORAÇÃO, COMENTÁRIOS, ATUALIZAÇÃO, VOTAÇÃO, APROVAÇÃO E PUBLICAÇÃO das respectivas Normas internacionais ISO 80079 – Partes 36 e 37.

A elaboração das Normas ABNT NBR ISO 80079-36 e ABNT NBR ISO 80079-37 pela Comissão de Estudo CE 003.031.005 contou a participação de profissionais envolvidos com equipamentos elétricos e mecânicos para atmosferas explosivas representantes das seguintes empresas:

ASSOCIAÇÃO IEX CERTIFICAÇÕES, COOPER/CROUSE-HINDS/BLINDA, DFS/WAYNE, HENFEL, PETROBRAS, SEW EURODRIVE DO BRASIL, TREXCON, UL DO BRASIL, WEG CESTARI e WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S.A., além de Consultores independentes.

As Normas Técnicas Brasileiras ADOTADAS das Séries ABNT NBR IEC 60079 (Atmosferas explosivas) e ABNT NBR ISO 80079 (Equipamentos mecânicos Ex) elaboradas pelas Comissões de Estudo do Subcomitê SC-31 da

ABNT/CB-003 (COBEI) são IDÊNTICAS, em termos de conteúdo técnico e estrutura, sem desvios técnicos nacionais em relação às respectivas normas internacionais da IEC, de acordo com requisitos especificados na ABNT DIRETIVA 3 – Adoção de documentos técnicos internacionais.

Seguindo a tendência e a CONVERGÊNCIA NORMATIVA MUNDIAL dos países membros da IEC, incluindo o Brasil, as Normas Técnicas nacionais que envolvem os processos de avaliação da conformidade de empresas de prestação de serviços “Ex”, de competências pessoais “Ex” e de equipamentos elétricos e mecânicos “Ex” são Normas técnicas adotadas, IDÊNTICAS às respectivas normas INTERNACIONAIS da IEC.

Esta política de normalização tem por objetivo harmonizar as Normas Nacionais com a Normalização internacional, de forma a padronizar os procedimentos de projeto, fabricação, ensaios, marcação, avaliação da conformidade, instalação, inspeção, manutenção, reparos, recuperação de equipamentos e competências pessoais “Ex”.

Ações como estas contribuem para a integração dos fabricantes, laboratórios de ensaios, empresas usuárias, organismos de certificação de produtos e de pessoas e provedores de treinamentos brasileiros com o mercado e a comunidade internacional “Ex”, bem como para a elevação dos níveis de SEGURANÇA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE, AVALIAÇÃO DE RISCO, ENSAIOS, QUALIDADE, DESEMPENHO, CONFIABILIDADE, PROCEDIMENTOS DE EXECUÇÃO DE SERVIÇOS E COMPETÊNCIAS PESSOAIS relacionados com as instalações nacionais “Ex”.

Maiores informações sobre estas novas Normas Brasileiras adotadas ABNT NBR ISO 80079 – Partes 36 e 37 estão disponíveis no CATÁLOGO da ABNT:

ABNT NBR ISO 80079-36:

http://www.abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=406811 [1]

ABNT NBR ISO 80079-37:

http://www.abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=406814 [2]

Comentários

Deixe uma mensagem