Redução no custo nem sempre significa perda

fev, 2020

Ter até 70% de redução no custo de um produto ecológico em relação a um tradicional representa algo positivo tanto em investimento quanto em resposta para o meio ambiente

Diante da necessidade de, cada vez mais, ter que reduzir custos nas empresas, muitas decisões são tomadas levando em conta apenas a questão financeira em detrimento da qualidade e da sustentabilidade.

Companhias elétricas não precisam mais passar por esta dúvida na implantação de dispositivo separador óleo água em subestações, afinal o CGTI desenvolveu um Dispositivo Separador Óleo-Água, que foi lançado no XXV SNPTEE 2019, e que tem como um dos seus diferenciais a vantagem econômica.

Ter o seu custo de implantação total de até 70% mais baixo comparado à caixa separadora tradicional é possível porque o CGTI desenvolveu um produto que foi testado e analisado por profissionais dedicados para este fim ao longo de mais de oito anos. Toda essa dedicação foi possível graças ao apoio à pesquisa e desenvolvimento da ANEEL realizado com a ajuda da EDF Norte Fluminense, Light e EDP. Com isso, empresas do setor elétrico podem tem uma solução com custo reduzido sem abrir mão da qualidade e da funcionalidade, explica Adelfo Braz Barnabé, diretor do CGTI.

Além da vantagem econômica do Dispositivo Separador Óleo-Água do CGTI,  ele é de fácil instalação e reduz risco de multas em decorrência de vazamentos de óleo. Sua comercialização compreende assistência técnica e é de fácil transporte por ser compacta e resistente.  O fornecimento do novo dispositivo abrange todo território nacional de forma ágil e segura.

Outras vantagens do Dispositivo Separador Óleo Água – é um produto produzido totalmente com tecnologia brasileira; suporta temperatura de entrada de óleo de até 240 graus; está pronta para operar com óleo isolante mineral ou vegetal e tem monitoramento e alarme remoto em caso de ocorrências.

Para saber mais sobre o dispositivo separador óleo água, acesse https://www.dispositivoseparador.com.br/

Comentários

Deixe uma mensagem