Projeto de fabricação e instalação de usinas termoelétricas para geração própria com potência nominal de 2,78 MW.

fev, 2019

Por Felipe Pais*

 

1.     Uso da instalação antiga

 

  • Introdução

 

Com a ampliação do uso de equipamentos eletroeletrônicos e tecnologias digitais, nossa dependência pelo uso de energia elétrica vem constantemente se ampliando. No setor industrial não é diferente.

 

Por se tratar do principal insumo em grande parte dos processos produtivos, devemos considerar crucial o fornecimento de energia elétrica em uma indústria.

 

  • Histórico do problema

 

Com a expansão de seu parque fabril – unidade instalada na cidade de Petrópolis, interior do Estado do Rio de Janeiro – a CARL ZEISS VISION veio ao longo dos anos enfrentando inúmeros problemas ocasionados pela falta de fornecimento de energia elétrica pela rede convencional. Apesar de já possuir quatro grupos geradores alimentando cargas pontuais, a potência das máquinas instaladas não era o suficiente para atender à demanda total.

 

Antes da instalação da usina própria de geração de emergência bastava apenas uma falha no fornecimento de energia, ainda que por um curto período de tempo, para causar uma série de transtornos como:
estações de trabalho inativas, perdas em processos contínuos, atrasos generalizados de produção, impossibilidade de expedição, entre outros.

Mesmo em pequenos períodos de interrupção, a indústria já ficava à mercê de défices produtivos. O cenário era ainda pior se contabilizássemos longos períodos sem energia, hipótese em que poderíamos chegar a um panorama incalculável de prejuízos.

 

Além dos dispêndios causados pela falta de energia, a CARL ZEISS VISION possuía um tarifário elevado para consumo elétrico no horário de ponta (18h às 21h), sendo esse um dos principais fatores justificativos à instalação de mais grupos geradores com a capacidade de cobertura total da demanda em horário de ponta.

 

 

2. Solução

 

             A proposta da LUFETEC para CARL ZEISS VISION foi constituída em, basicamente, duas ações que desencadearam uma série de eventos. As ações foram:

 

  1. troca do GMG 569 kVA CAT 3412 (máquina mais antiga com elevado número de horas de operação) pelo GMG 625 kVA CAT C18 (adquirido recentemente) que estava instalado fora da sala de máquinas em uma carenagem acústica, formando assim, a UTE 1 com 1,10 MW;

 

  1. construção de uma nova Usina Termoelétrica a Diesel – a UTE 2 – com potência nominal de 1,68 MW para geração de energia em horário de ponta e uso de emergência nos períodos de falha da rede convencional.

 

A negociação foi iniciada em 23 de abril de 2017 e a conclusão da instalação foi no dia 24 de janeiro de 2018.

 

  • Conteúdo da proposta

 

  • Medição e previsão de carga para dimensionamento da potência de geração necessária
  • Projeto de fabricação especial para 3 grupos geradores de potência 700 kVA super silenciados
  • Fabricação especial de 3 grupos geradores de potência 700 kVA super silenciados
  • Projeto de automação para operação de 3 grupos geradores em paralelismo
  • Instalação de automação para grupos geradores em paralelismo
  • Retrofit em transferência 3200 A para comutação entre a alimentação da rede e grupos geradores em paralelo, à carga
  • Descomissionamento e aquisição do GMG CAT 3412 569 kVA
  • Remanejamento de um grupo motor gerador 625 kVA com retirada de carenagem e instalação em sala de máquinas

 

  • Diferencial de nossa proposta e fabricação

 

Em um Grupo Motor Gerador, o componente de valor mais elevado é o motor Diesel o qual representa cerca de 65% do gasto total para fabricação do referido equipamento. Por meio de uma parceria exclusiva com a Volvo Penta fornecedora dos motores, e uma sólida relação de confiança construída entre a CARL ZEISS VISION e a nossa empresa, realizamos o faturamento dos motores diretamente ao cliente final, atendendo a todos os critérios de garantia para ambos os lados.

 

Com essa ação suprimimos uma considerável parcela de tributos que decorreria da compra do motor Diesel pela Lufetec e posterior revenda à CARL ZEISS VISION em forma de grupo gerador. Apenas com essa ação conseguimos reduzir em aproximadamente 25% o custo do projeto inicial.
Características da instalação antes da implementação do projeto

 

  • Descritivo da localização das máquinas antes da implementação do projeto.

Parque fabril contava com 3 máquinas para geração de energia em emergência e horário de ponta. Duas delas encontravam-se instaladas em sala de máquinas e uma em outra extremidade da fábrica em uma instalação externa.

UTE 1GMG 1 – CAT 3412 569 kVA 380 V     Abrigado em sala de máquinas.GMG 2 – Lufetec LFP 750 kVA 380 V Abrigado em sala de máquinas.Instalação externaGMG 3 – CAT C18 625 kVA 380 V       Ao tempo em carenagem de proteção.

 

  • Fotos da instalação antiga.

 

  • UTE 1 
Imagem 1: GMG 1 – CAT 3412 569 kVA 380 V – Abrigado em sala de máquinas

 

Imagem 2: GMG 2 – Lufetec LFP 750 kVA 380 V – Abrigado em sala de máquinas

 

  • Instalação externa
Imagem 3 GMG 3 – CAT C18 625 kVA 380 V – Ao tempo em carenagem de proteção

 

3.     Características da instalação após a implementação do projeto

 

  • Descritivo da localização das máquinas antes da implementação do projeto

Parque fabril atualmente conta com 5 máquinas para geração de energia em emergência e horário de ponta.

UTE 1
GMG 3 – CAT C18 625 kVA 380 V Abrigado em sala de máquinas
GMG 2 – Lufetec LFP 750 kVA 380 V Abrigado em sala de máquinas
UTE 2
GMG 1 – Lufetec LFV 700 700 kVA 380 V
GMG 2 – Lufetec LFV 700 700 kVA 380 V
GMG 3 – Lufetec LFV 700 700 kVA 380 V
  • Fotos da instalação atual

 

  • UTE 1
Imagem 4: GMG 2 – Lufetec LFP 750 kVA 380 V – Abrigado em sala de máquinas

 

Imagem 5: GMG 3 – CAT C18 625 kVA 380 V – Abrigado em sala de máquinas
  • UTE 2
Imagem 6: GMG 1, 2 e 3 – Lufetec LFV 700 700 kVA 380 V

 

Imagem 7: GMG 1, 2 e 3 – Lufetec LFV 700 700 kVA 380 V

4. Descrição dos pontos de interesse que diferenciam o projeto em relação aos demais e as dificuldades e as vantagens em realizar da forma como proposta

 

Com a utilização de todo o portfólio de nossa empresa aplicamos nesse contrato todo o nosso mix de produtos e serviços, conseguimos achar um comprador para o Grupo Gerador CAT 3412 569 kVA, retirar o Grupo Gerador C-18 de sua carenagem original e adequá-lo para uma sala de máquinas, projetar uma nova UTE, fabricá-la, e acima de tudo convencer o cliente de que era possível executar tudo isso cumprindo a data estipulada e atendendo todas as necessidades sem terceirizações.

 

O projeto tem uma vantagem que se sobressai dentre todas as outras: a nossa maleabilidade de negociação, onde realizamos a interface entre o fornecedor principal do motor Diesel e o cliente final, assim conseguimos economizar uma razoável quantia, evitando, e sem abrir mão das garantias solicitadas por ambos os lados.

 

5. Conclusão

 

A realização de um projeto desse porte composto por equipamentos completamente fabricados no Brasil fortalece nosso apoio as indústrias nacionais fornecedoras, nos propicia realizar avanços sociais significativos em nossa região, gerando empregos e desenvolvimento para cidade de Três Rios no interior do estado do Rio de Janeiro aonde os três equipamentos foram desenvolvidos e fabricados.

Nosso know-how, comprometimento e maleabilidade nos permitiu atender a uma demanda especial, cortar custos para nosso cliente, desenvolver pessoas e processos. Entregamos soluções de engenharia de ponta assegurando a qualidade, eficiência e segurança.

 

*Felipe Pais é diretor de projetos na Lufetec

Comentários

Deixe uma mensagem