Plataforma controla geração, operação e demanda

nov, 2017

A Active Grid Management (AGM) é uma solução criada pela Indra, empresa de consultoria e tecnologia, para controlar, de forma automática, o sistema elétrico, permitindo que o consumidor possa gerir seu autoconsumo e participar ativamente de novos modelos de negócio que melhorem a confiabilidade, a eficiência e a sustentabilidade do sistema elétrico.

Conforme dados obtidos a partir de vários projetos piloto que a companhia está desenvolvendo em diferentes países, a AGM permitiria reduzir as perdas de energia na rede de distribuição entre 10% e 20% e melhorar a qualidade do fornecimento alcançando reduções superiores a 10% no número de incidências e no tempo de restabelecimento de serviço.

Sua implantação facilitará que companhias energéticas estabeleçam esquemas de gestão de demanda e serviços de regulamento agregando os pontos de consumo, os quais se denominam VPPs (Virtual Power Plants), um novo conceito de gestão de energia que entrelaça diferentes pequenas fontes de energia, sobretudo renováveis, geridas a partir de um único sistema de controle. Isto permitirá a redução dos custos de geração e transporte (dependendo do mercado poderiam alcançar 10%) e a integração de energia renovável e outros recursos energéticos distribuídos na rede de mídia e de baixa tensão.

A AGM faz parte do InGRID, o sistema integrado de gestão das redes de distribuição da Indra, e facilita o monitoramento e o controle direto com uma visão integral das redes de mídia e baixa tensão, bem como a integração eficiente dos sistemas de autoconsumo dos clientes e os recursos energéticos distribuídos, como a geração renovável, armazenamento de energia, plantas de geração virtuais ou veículo elétrico. Permite, assim, que geradores, operadores e consumidores troquem serviços em tempo real, de forma que se equilibre automaticamente a geração e a demanda de forma mais eficiente, reduzindo os custos gerais do sistema elétrico e melhorando sua confiabilidade.

A plataforma de gestão de rede da Indra alia tecnologias Internet of Things (IoT) e de gestão distribuída para criar um ecossistema onde clientes, geradores, comercializadores e operadores possam interagir de forma aberta e automática.

A inteligência distribuída permite ao cliente final automatizar os critérios de gestão de seus consumos e geração de forma coordenada com os demais operadores por meio de serviços e preços de mercado. Esta mesma inteligência distribuída facilita a reação automática da rede perante riscos como interrupção do serviço ou desequilíbrios entre a oferta e a demanda, bem como coordenar a resposta com os clientes finais conectados e os operadores. Por sua parte, a aplicação de tecnologias IoT permite aos operadores e comercializadoras trocar informações e petições de atuação em tempo real com milhões de dispositivos e para os clientes realizarem uma operação mais confiável e eficiente.

Active Grid Management integra-se ao InGRID, o sistema de gestão das redes de distribuição da Indra, que oferece um moderno modelo de controle e exploração incorporando o conceito das Smart Grids aos processos de operação da rede. Além disso, inclui outros sistemas desenvolvidos pela companhia para a gestão energética da rede, como as soluções de gestão energética em clientes industriais e domésticos, bem como as novas plataformas para a gestão direta de troca de energia entre clientes e comercializadoras.

 

Comentários

Deixe uma mensagem