Philips Lighting agora é Signify

jul, 2018

Mudança no nome transmite a nova estratégia da empresa: de fornecer iluminação aliada a Internet das Coisas

A Philips Lighting lançou, em meados de maio, seu novo nome, na sequência da alteração dos estatutos da empresa que alteram o nome da empresa de Philips Lighting N.V. para Signify N.V. “A escolha do novo nome da nossa empresa tem origem no modo como a luz  tem se tornado uma linguagem inteligente, que conecta e transmite significado,” afirmou Eric Rondolat, CEO da c. “O nosso novo nome expressa de forma clara a nossa visão estratégica e o objetivo que temos de desbloquear o potencial extraordinário da luz para melhorar a vida das pessoas”, completa.

A Signify vai continuar a utilizar a marca Philips para os seus produtos, sob o acordo de licenciamento já existente com a Royal Philips. A empresa espera que a mudança de nome esteja implementada em todos os países em que tem atividade até o início de 2019. “Guiamo-nos pelo princípio de que a luz é essencial,” acrescentou Eric Rondolat. “Ao conectar a luz a redes, software e cloud computing, abrimos a porta para um mundo mais inteligente, onde a luz entrega valor para além da iluminação”, afirmou.

Fundada inicialmente com o nome Philips,na Holanda, a Signify tem lançado inovações que servem tanto para o mercado profissional quanto o mercado de consumo ao longo de 127 anos. Em 2016, separou-se da Philips, tornando-se uma empresa à parte, com presença no Amsterdam’s Euronext Stock Exchange. Foi incluída no AEX Index em março de 2018.

Operando em mais de 70 países, com 32.000 colaboradores em todo o mundo, em 2017 a Signify gerou vendas no valor 7.000 milhões de euros e investiu 354 milhões de euros em Investigação e Desenvolvimento.

Comentários

Deixe uma mensagem