Passo a passo – Separador de fases para baixa e média tensão

jan, 2010

Edição 47, Dezembro de 2009

Por Alessandro Mendes

O separador de fases foi desenvolvido para promover o espaçamento de cabos de energia elétrica com maior segurança, mesmo se forem condutores de diferentes bitolas, utilizando para isso um único equipamento. Fabricado em polímero de alta resistência mecânica e resistente a intempéries, o produto pode ser utilizado em rede secundária com quatro ou cinco condutores. Por meio da compressão mecânica do material polimérico, o Separador de Fases ainda tem a função de fixador.

Aplicando o equipamento, não é necessário utilizar amarrações, o que diminui a possibilidade de desligamentos em baixa e média tensão, de queima de transformadores e outros problemas elétricos, devido à sobrecarga dos circuitos e contato entre os condutores. Confira, a seguir, o passo a passo de utilização do separador de fases para instalar cabos elétricos de baixa e média tensão.

 

1º Passo

Inicialmente passe o separador por cima da rede secundária certificando-se que os três pontos de fixação dos condutores estejam voltados para cima.

 

2º Passo

Após verificar o posicionamento correto do separador inicie o procedimento de aplicação utilizando um alicate bomba d’água de 12 polegadas para auxiliar na fixação de condutores com bitolas iguais ou superiores a 4/0 AWG. Para bitolas inferiores a 4/0 AWG, a aplicação pode ser realizada com as mãos.

 

Utilizando um alicate bomba d’água: Posicione o alicate conforme mostrado nas imagens, utilizando as abas laterais do Separador como apoio. Pressione e gire o alicate para baixo. Se for necessário, finalize a aplicação com as mãos ou ajuste o alicate.

 

Utilizando as mãos: Posicione as mãos conforme mostrado nas imagens, utilizando as abas laterais do Separador como apoio. Empurre o condutor para cima, contra a lingueta do equipamento, e pressione até acomodar totalmente o cabo.

 

3º Passo

Após a aplicação do condutor neutro (2º passo), inicie a aplicação dos condutores fase, conforme as situações mostradas a seguir.

 

• Fase A

Utilizando um alicate bomba d’água: Utilize as abas laterais do Separador para auxiliar no apoio do alicate e realize a aplicação pressionando e girando este para cima. Quando for necessário, finalize a aplicação com as mãos ou ajuste o alicate.

 

Utilizando as mãos: Posicione as mãos conforme mostrado nas imagens, utilizando as abas laterais do Separador para apoio. Empurre o condutor para baixo, contra a lingueta do equipamento, e pressione até acomodar totalmente o cabo.

 

4º Passo

Repita o 3º passo para as duas fases restantes de condutores.

 

5º Passo

Após realizar todas as etapas anteriores, finalize a aplicação certificando-se que os condutores estão completamente alojados nos quatro pontos de fixação.

 


 

ALESSANDRO MENDES é engenheiro eletricista e supervisor de pesquisa e desenvolvimento da Incesa.

Comentários

2 Respostas

  1. Genealdo Silva dos Santos disse:

    Sou inventor do separador de cabos de energia de baixa tensão e da capa de passagem de transformador conforme podem ver no site do INPI e no Escavador https://www.escavador.com/sobre/12603315/genealdo-silva-dos-santos ). Perdi contato com as empresas que queriam investir em meus projetos quando viram eles sendo fabricados e oferecidos pela internet por gente mal intencionada que além de copiarem meus projetos disseram que existiam pessoas dentro do INPI que não deixariam eu pegar a patente e que se continuasse pagando a licença eu perderia o meu tempo e dinheiro. Como não tinha/tenho condições financeiras parei de pagar. É uma pena porque poderia fazer muito mais pois tenho outras invenções nas áreas de construção civil, por exemplo, e geração de energia e temo passar por isso novamente.

  2. Genealdo Silva dos Santos disse:

    Eu fiz o projeto do separador de fases, fiz vários testes como separar a energia entre as fases e fase neutro e descobri entre eles que a umidade causada por nevoeiro ou chuva dificilmente derruba as primeiras chaves e sim religadores na subestação, além de desperdiçar energia pelo neutro . Dentre os desenhos originais que mandei para o sebrae para colocar no pedido de patente, um deles era muito bom e não foi colocado no registro onde se colocava do chão com a vara de manobra. Fiz protótipos que foram testados pela AES sul, apresentei-os numa feira na UFSM a convite da rbstv e depois os corruptos me acharam. Mas não adianta chorar. É uma pena. O outro projeto – dispositivo isolador de bórnes- o qual penso que era muito bom não só para o meio ambiente mas também para plantadores e moradores da zona rural, a empresa só pressionou para que eu parasse de pagar as anuidades e parou de fabricá-lo.tenho duas teorias sobre geração de energia renovável mas São teorias que fazem qualquer engenheiro pensar . inclusive uma delas mostrei para um engenheiro que pediu para fazer testes dias depois mandou um senhor que disse que era bom que ia fazer uma pesquisa de custo dias depois o senho voltou e disse ele achou caro e que eu procurasse outros investidores esse engenheiro é aposentado da CEEE.

Deixe uma mensagem