Os desafios de 2018 e as promessas de 2019

jan, 2019

por Diretoria da SBQEE

Em 2018, a Sociedade Brasileira de Qualidade de Energia Elétrica, SBQEE, entrou na adolescência. Completamos 13 anos, mas podemos dizer que já estamos maduros suficientes para contribuir decisivamente em questões relevantes do cenário energético brasileiro.

Muito embora o ano tenha sido de grandes incertezas nos cenários político e econômico, com piora das crises financeira e fiscal do País, especialmente de Estados importantes para a economia nacional, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, a SBQEE começou 2018 com o pé direito, estreamos esta coluna logo em fevereiro. Através dela, grandes especialistas da área de qualidade de energia trouxeram importantes reflexões e temas de preocupação internacional como o compartilhamento de responsabilidade de problemas de QEE, a preocupação com as emissões harmônicas em parques eólicos, resposta em frequência de sensores de tensão etc.

No que diz respeito à regulamentação do setor, o ano começou com a publicação da Revisão 10, o qual trouxe mais novidades sobre a apuração dos indicadores sobre variação de tensão de curta duração, VTCDs, os quais seguem sendo a principal dor de cabeça para concessionárias de energia, especialmente pelo elevado número de reclamações de clientes industriais.

Também tivemos a audiência pública da ANEEL AP 46/2018 que visou obter subsídios para o aprimoramento da proposta de revisão da regulamentação da continuidade do fornecimento na distribuição de energia elétrica, com contribuições de diversas entidades e empresas do setor.

Ainda no primeiro semestre, a SBQEE esteve participando ativamente da Comissão Técnica de Equipamentos para Sistemas Fotovoltaicos, encabeçada pelo INMETRO, que tem como objetivo assessorar esta entidade no desenvolvimento, implementação e aperfeiçoamento da regulamentação técnica dos equipamentos destinados à implantação de sistemas fotovoltaicos. Como fruto de tal comissão será emitido um regulamento contendo os requisitos mínimos de desempenho que todo e qualquer equipamento, voltado para micro e minigeração através de sistemas fotovoltaicos, que deverá atender para ser comercializado no Brasil. As contribuições da SBQEE, por sua vez, estão focadas nas questões relacionadas à conexão com a rede elétrica.

Já no segundo semestre a SBQEE esteve a frente da organização do Painel sobre Qualidade de Energia Elétrica do CINASE São Paulo que aconteceu no dia 3 de outubro e tratou de temas como medições de consumo de cargas com alta distorção harmônica, aspectos de qualidade de energia ligados à geração distribuída, processos de indenização por danos elétricos e aspectos gerais sobre medição e soluções para QEE.

Ainda em 2018, membros da diretoria da SBQEE estiveram representando a entidade em seminários como SBSE e Induscon, onde houve grande troca de experiências com entidades como SBA e IEEE, que deverão trazer reflexos futuros para os participantes da Conferência Brasileira sobre Qualidade de Energia Elétrica (CBQEE).

Se 2018, mesmo com todas as incertezas já comentadas, foi um ano de realizações importantes para a SBQEE, 2019 promete ainda mais.

Já no primeiro semestre teremos mais uma edição do já tradicional workshop da SBQEE, que tratará mais uma vez do tema sobre os problemas de qualidade de energia ligados a parques eólicos e solares. O evento acontecerá em maio, com data ainda a definir, e acontecerá em Recife (PE), cidade onde se encontram grandes especialistas no assunto e com o bônus de estar próxima aos grandes empreendimentos do setor. Como sempre, a audiência qualificada deverá fazer a diferença.

Na sequência, acontecerá a XIII CBQEE. Há muito tempo, a maior conferência da América Latina sobre o tema “Qualidade de Energia Elétrica”, uma das mais importantes do mundo. A realização será do Instituto Mauá de Tecnologia, IMT, com promoção da SBQEE. A conferência ocorrerá na cidade de São Caetano do Sul entre os dias 01 e 04 de setembro e, como sempre, deverá reunir mais de 300 profissionais, estudantes e professores em plenárias, seções técnicas e seções pôsteres. Mais informações já estão disponíveis em www.sbqee.org.br/cbqee. A chamada de trabalho já se encontra aberta.

Comentários

Deixe uma mensagem