Na dúvida, chame um eletricista

out, 2019

No Dia do Eletricista, a Tramontina destaca a importância deste profissional para a revisão da instalação elétrica, principalmente em imóveis acima de 10 anos, e explica os sinais que apontam que é hora de chamar alguém capacitado para fazer a manutenção

Como está a instalação elétrica da sua casa? Nos últimos anos, os equipamentos domésticos se multiplicaram, mas poucos consumidores modernizaram, da mesma forma, a infraestrutura de suas residências para suportá-los.

A instalação geralmente é oculta nas paredes ou forros e acaba passando despercebida. Mas, a fiação envelhece, a camada isolante resseca e perde a propriedade isolante, o que pode provocar fuga de energia, com risco de curto-circuito e até incêndio.

Por isso, no Dia do Eletricista (17 de outubro), a Tramontina ressalta a importância da visita deste profissional para uma completa revisão das instalações elétricas, principalmente em casas que não fazem a manutenção há mais de 10 anos.

Quando a situação está crítica, a instalação elétrica pode apresentar sinais que, segundo a Tramontina, confirmam a urgente necessidade de chamar o eletricista para fazer a manutenção:

  • A tomada esquentou? Chame um eletricista, pois é sintoma de sobrecarga na rede. Os condutores elétricos podem estar antigos ou são finos para o equipamento em uso.
  • O eletrodoméstico está dando choque? Isto indica fuga de energia. Faça um teste: retire todos os aparelhos das tomadas e aguarde 15 minutos. Caso o relógio de medição continue girando, chame um eletricista para localizar a origem e resolver a fuga de energia.
  • As tomadas são antigas e não possuem sistema de aterramento? O terra liga o aparelho ao aterramento do imóvel e evita possíveis choques e descargas elétricas nos equipamentos. Em casos de energia acumulada, o pino terra, desde que devidamente conectado, direciona a energia para a terra antes de atingir uma pessoa, por isso tornou-se obrigatório em instalações elétricas desde 2009. Aproveite a presença do eletricista para trocar as tomadas antigas pelo modelo de três pinos – 2P+T, ou seja, dois pinos (fase e neutro) e o terra –, e revisar o sistema de aterramento do imóvel.

Comentários

Deixe uma mensagem