Motores elétricos “Ex”: Requisitos sobre serviços de reparo, revisão e recuperação

nov, 2018

Existem no mercado empresas de prestação de serviços certificadas para a execução de reparo e recuperação de motores “Ex” independentes e competentes, que possuem os necessários recursos, experiências, conhecimentos e habilidades para realizar tais serviços de forma competente e segura.

As oficinas para reparo e recuperação de motores “Ex” certificadas devem possuir pessoal devidamente treinado, qualificado e certificados, de forma a possuírem os conhecimentos, habilidades e competências necessárias para a execução das atividades de recuperação para as quais são responsáveis. Além dos devidos recursos humanos necessários (técnicos e engenheiros executantes e supervisores), as oficinas de reparo e recuperação de motores “Ex” devem também possuir os recursos físicos requeridos, tais como ferramental, autoclaves para impregnação de verniz a vácuo, máquinas de balanceamento, sistemas de soldagem, tornos de usinagem e instrumentos de medição.

Com relação aos requisitos técnicos, de competências pessoais dos empregados e de Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) indicados na Norma ABNT NBR IEC 60079-19, os principais pontos auditados por Organismos de Certificação “Ex” para assegurar a capacidade de uma oficina em realizar adequadamente os serviços de reparo e recuperação de motores “Ex” são os seguintes:

  • existência de procedimentos de recuperação de partes dos motores “Ex”, tais como tampas de invólucros, tampas dos mancais, resistências de aquecimento e de instrumentos para mancais;
  • sistema rastreável de calibração de máquinas, instrumentos de medição e de testes, calibres e paquímetros;
  • Sistema de Gestão da Qualidade, com base nos requisitos da Norma ABNT NBR ISO 9001;
  • análise crítica de contratos de clientes para prestação de serviços de reparo e recuperação de motores “Ex”;
  • sistema de arquivamento e rastreabilidade dos relatórios dos trabalhos executados de reparos e recuperação;
  • controle de matérias primas (vernizes, tintas, materiais consumíveis para soldagem, fios para reenrolamento de motores);
  • procedimento de obtenção de sobressalentes dos fabricantes originais dos motores “Ex”, quando disponíveis;
  • requisitos de subcontratação de serviços específicos, tais como soldagem, metalização, balanceamento e ensaios com carga. As empresas subcontratadas devem ser avaliadas com relação ao seu Sistema de Gestão da Qualidade;
  • sistema de gerenciamento de documentação técnica dos motores e arquivamento por um período mínimo de 10 anos;
  • existência de procedimentos de execução de trabalhos de reparo e recuperação, tanto para execução no interior da oficina (serviços “on-site”) como para os serviços a serem executados fora da oficina, em campo (serviços “off-site”)

Podem ser citados como exemplos de procedimentos de reparo e recuperação de motores “Ex” requeridos pela empresa de prestação de serviços “Ex” certificada: medições de índices de isolamento e de polarização de motores; reenrolamento de motores (tal como cópia de enrolamento); balanceamento do rotor do motor; medições de níveis de vibração em motores; soldagem; usinagem; metalização; embuchamento de tampas; tratamentos térmicos; ensaios não destrutivos; tratamentos superficiais em eixos e mancais de buchas de deslizamento; sistemas de pintura de invólucros e de carcaças, de acordo com os requisitos do local de instalação, tais como ambientes industriais agressivos e instalações marítimas (“offshore”).

A execução de serviços de reparo e de recuperação é particularmente aplicável em máquinas elétricas girantes “Ex”, em função de seu elevado custo, o que torna técnica e economicamente viável a recuperação de um motor ou de um gerador “Ex” que tenha apresentado um defeito. Um motor “Ex” de pequeno porte, com potência da ordem de 5 kW, por exemplo, pode ser facilmente substituído, a um custo viável, em caso de ocorrência de uma falha. No entanto, um motor de grande porte, com potência da ordem de 1.000 kW, por exemplo, certamente deve ser reparado ou recuperado, em função de seu elevado custo de aquisição e do seu elevado tempo de fabricação.

Os procedimentos de reparo e de recuperação aplicáveis a motores elétricos para atmosferas explosivas estão especificados na Norma ABNT NBR IEC 60079-19. Podem ser citadas como exemplos de técnicas e de processos de reparo e recuperação aplicáveis a motores e geradores com tipos de proteção Ex “pxb”, Ex “pzc”, Ex “eb”, Ex “ec”, Ex “nA”, Ex “tb” ou Ex “tc” ou Ex “db eb”: metalização, eletrodeposição, embuchamento, brasagem, soldagem (MMA, MIG, TIG, arco submerso ou fio de adição), costura metálica, usinagem, furação roscada e reenrolamento do estator.

Para que os motores “Ex” reparados ou recuperados mantenham a integridade dos tipos de proteção “Ex” utilizados no seu projeto e fabricação, podem ser necessários conhecimentos detalhados do projeto original do fabricante, os quais podem ser obtidos a partir de desenhos de projeto e de fabricação e da documentação de certificação. Quando o motor “Ex” não é enviado para o fabricante original para a execução dos serviços de reparo ou recuperação, como ocorre frequentemente na prática, devem ser atendidos os requisitos especificados nas Normas específicas sobre os tipos de proteção “Ex” aplicáveis ao motor e quando disponível da documentação de certificação do motor “Ex”. Ao completar os serviços de recuperação, a empresa de prestação de serviços “Ex” deve estar segura de que o motor “Ex” está em condições plenas de serviço e está de acordo com os requisitos aplicáveis das normas para os tipos de proteção “Ex” incorporados ao motor. Tal conformidade deve ser registrada pelo reparador e mantida nos arquivos de serviços e no prontuário das instalações, pelos usuários.

Deve ser ressaltado que existem instalados em áreas classificadas de diversas empresas no Brasil e em outros países do mundo uma grande quantidade de motores elétricos “Ex” para os quais não são mais disponíveis peças sobressalentes, muitas vezes decorrentes do fato de que os fabricantes destes motores não mais se encontram no mercado. Nestes casos, a Norma ABNT NBR IEC 60079-19 orienta que os serviços de reparo e recuperação sejam efetuados de acordo com as técnicas e os procedimentos especificados naquela Norma, bem como nos requisitos de avaliação e de fabricação indicados nas respectivas Normas Técnicas da Série ABNT NBR IEC 60079 relacionados com os tipos de proteção “Ex” aplicáveis ao motor a ser recuperado, levando em consideração, inclusive, a Edição aplicável à data em que o motor foi fabricado.

São apresentados a seguir alguns exemplos de serviços de reparo e recuperação de motores com tipos de proteção “Ex”, realizados por oficinas certificadas de acordo com a Norma ABNT NBR IEC 60079-19 e com os Documentos Operacionais aplicáveis do IECEx (IECEx OD 314-5 e IECEx OD 315-5).

Após a execução dos serviços de reparo e recuperação de motores “Ex”, atendendo aos requisitos especificados na Norma ABNT NBR IEC 60079-19, deve ser obrigatoriamente fixada na carcaça dos motores “Ex” as devidas plaquetas complementares de marcação de reparo ou recuperação, as quais têm o objetivo de apresentar as informações necessárias para os serviços posteriores de reparo ou recuperação. Estas plaquetas de marcação de serviços de reparo ou recuperação devem indicar uma LETRA “R” no interior de QUADRADO quando os serviços de reparo ou recuperação terem sido executados de acordo com a documentação de certificação ou com uma letra “R” no interior de um TRIÂNGULO (com vértice voltado para baixo) quando os serviços de reparo ou recuperação não terem sido executados de acordo com a documentação de certificação (nos casos em que tais documentos não sejam disponíveis), mas tiverem sido executados de acordo com os requisitos especificados nas Normas da Série ABNT NBR IEC 60079 aplicáveis para os tipos de proteção existentes no motor “Ex”, tais como ABNT NBR IEC 60079-2 (motores Ex “pyb” ou Ex “pzc”), ABNT NBR IEC 60079-7 (motores Ex “eb” ou Ex “ec”) ou ABNT NBR IEC 60079-31 (motores Ex “tb” ou Ex “tc”).

Plaqueta de marcação complementar aplicada quando os serviços de reparo ou recuperação do motor “Ex” encontram-se em conformidade com os documentos da certificação ou as especificações do fabricante

 

Plaqueta de marcação complementar aplicada quando os serviços de reparo ou recuperação do motor “Ex” encontram-se em conformidade com os requisitos das Normas ABNT NBR IEC 60079, mas não com os documentos da certificação

Sempre que os serviços de reparo ou recuperação de motores “Ex” são executados de acordo com os requisitos especificados na Norma ABNT NBR IEC 60079-19 e nas respectivas Normas adotadas da Série ABNT NBR IEC 60079 relacionadas com os tipos de proteção “Ex” aplicáveis ao motor, os motores “Ex” são considerados seguros para serem novamente instalados em áreas classificadas, após terem sido reparados ou recuperados. Nestes casos, os respectivos certificados de conformidade dos motores “Ex” permanecem válidos, sem a perda da certificação e sem a necessidade de serem novamente certificados por um Organismo de Certificação, nos casos gerais de serviços de recuperação.

Na próxima edição, dando continuidade nesta série de artigos sobre motores elétricos para atmosferas explosivas, serão abordados os efeitos dos serviços de reenrolamento na eficiência energética nos motores elétricos “Ex”.

 

Comentários

Deixe uma mensagem