Lançada certificação para edificações autossuficientes em energia

set, 2017

O Green Building Council Brasil (GBC Brasil) lançou, recentemente, a Certificação Zero Energy Building para as edificações que comprovarem que o consumo de energia local de sua operação anual é zerado por uma combinação de alta eficiência energética e da geração de energia por fontes renováveis.

Como premissa de desenvolvimento foi assegurada a participação de todos os tipos e padrões de edificações existentes no Brasil, sem a necessidade de grandes investimentos financeiros para isso. “Há total viabilidade econômica e estaremos premiando os melhores do mercado que atuam com excelência no planejamento, conceituação integrada de projeto, comunicação entre equipes, automação, tecnologia, estímulo a energias renováveis, conscientização dos ocupantes e excelência na operação predial. Já temos projetos diversos registrados no Brasil, casas, prédio residencial, creche pública, prédio comercial, centro de pesquisas e outros”, afirma Felipe Faria, diretor executivo do GBC Brasil e presidente Regional da Rede das Américas.

Os quesitos para a certificação estão nas ações para maximizar a eficiência energética, a geração de energia renovável no local ou remoto (on-site ou off-site) e a compra de Certificados de Energia Renovável (REC), que comprovam a natureza da energia que a edificação utiliza.

A certificação foi lançada durante a oitava edição do Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo, realizada em São Paulo, entre 8 e 10 de agosto. No entanto, antes mesmo do lançamento oficial da certificação, o GBC Brasil já havia registrado 12 projetos pioneiros que buscam a certificação GBC NET ZERO nos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais e Mato Grosso. São eles:

 

  • CICS – Centro de Inovação em Construção Sustentável (USP);
  • Sede RAC Engenharia – Curitiba (PR);
  • Creche Municipal Hassis – Florianópolis (SC);
  • Sede SINDUSCON PR – Curitiba (PR);
  • Casa do Futuro – Atibaia (SP);
  • Catuçaba – São Luiz do Paraitinga (SP);
  • Montage Botafogo – Campinas (SP);
  • Escritório Advocacia De Paola & Panasolo – Curitiba (PR);
  • Casa Mão Verde – Piracicaba (SP);
  • Lar Verde Lar – Governador Valadares (MG);
  • Sede Sebrae MT – Cuiabá (MT);
  • Geonergia – Tamboara (PR).

 

O Brasil é o segundo país (depois do Canadá) a implementar essa certificação para o setor de construção, tornando-se um exemplo para os demais países. A iniciativa é do World Green Building Council, que tem por objetivo acelerar a geração de energia por fontes renováveis, o conceito de geração distribuída e fomentar grandes avanços no que tange a eficiência energética.

Comentários

Deixe uma mensagem