Ipiranga Mococa e Siemens firmam parceria para nova turbina de 50MW

dez, 2018

A Siemens, um dos principais parceiros da indústria sucroenergética, acaba de fechar contrato com a Ipiranga Agroindustrial S/A, Unidade Mococa (SP), para fornecimento da Turbina SST-400, que será fabricada no complexo industrial de Jundiaí (SP) e entregue ao cliente em setembro de 2019. Trata-se de umas das maiores turbinas de contrapressão já vendidas para o setor sucroenergético brasileiro (50 MW).

O contrato com a companhia inclui um programa de manutenção de longo prazo e de baixo custo em conjunto com o escopo completo do sistema de diagnóstico remoto da Siemens (Remote Diagnostics Systems – RDS). Um complemento ao sistema de controle da turbina composto por um Microbox PC que, por meio de um roteador e modem, envia diariamente dados para os servidores da Siemens. Essas informações são recebidas por um sistema inteligente que, por meio de algoritmos proprietários, indicam ao engenheiro de monitoramento se há alguma anormalidade ou tendência para tal.

“Possuímos mais de 100 turbos monitorados globalmente e a Ipiranga Mococa será a primeira do setor sucroenergético brasileiro a ter o pacote completo de serviços e relatórios. O DNA da Siemens está em produzir equipamentos de alta performance e a prova de paradas e o sistema de monitoramento remoto aumenta a segurança operacional, além de ser pré-requisito para quem busca 100% de disponibilidade”, afirma Murilo Teixeira, Gerente de Vendas da Siemens no Brasil.

“O modelo de negócio é uma quebra de paradigma no mercado sucroenergético, que normalmente compra somente equipamentos desvinculados de programas de manutenção de longo prazo. Com essa parceria, a Ipiranga Agroindustrial S/A reforça seu perfil inovador neste setor, pensando no valor agregado e no custo benefício final desse investimento,” afirma Leandro Costa, Diretor de Vendas da Siemens no Brasil.

Para o diretor industrial da Ipiranga Industrial, Luiz Cunali Filho, a confiabilidade operacional foi um dos principais fatores para a escolha da Siemens para o fornecimento dessa solução, visto que toda a cogeração da usina estará “pendurada” em uma única turbina. “Essa é uma mudança de cultura empresarial do setor sucroenergético, baseada na manutenção preventiva, que vai nos proporcionar maior segurança na operação do dia a dia.” afirma o executivo

Comentários

Deixe uma mensagem