Intertravamentos – Parte 2: Sistemas ou componentes com SF6

out, 2020

Prezado leitor, em continuidade à discussão da nossa última publicação, abordaremos, nesta coluna, sistemas, conjuntos ou partes de conjuntos isolados com gás. A pergunta que sempre se apresenta para estes sistemas é: se a pressão do gás dentro do cubículo, chave ou disjuntor cair abaixo do limite, existe ou deve existir intertravamento que impeça seu funcionamento? Vamos à norma!!

A norma IEC 62271-1 (referida na IEC 62271-200) define três tipos de sistemas de vedação para conjuntos preenchidos com gás, identificados conforme a seguir:

  1. sistema de pressão controlada (cláusula 6.6.2), definido  como sendo um volume que é reabastecido automaticamente a partir de um suprimento de gás comprimido externo ou interno, uma fonte de gás. Ainda naquela cláusula, temos duas notas transcritas a seguir: “são  exemplos de sistemas de pressão controlada disjuntores a sopro de ar ou mecanismos operacionais pneumáticos”; e de que “um volume pode consistir em vários compartimentos preenchidos com gás permanentemente conectados”;
  2. sistema fechado de pressão (cláusula 6.6.3), definido como sendo um volume que é reabastecido apenas periodicamente por conexão manual a uma fonte de gás externa, sendo um exemplo deste tipo de sistemas de pressão fechado um disjuntor em SF6 de pressão simples;
  3. sistema de pressão selado (cláusula 6.6.4), definido como sendo um volume para o qual nenhum gás adicional ou processamento de vácuo é necessário durante seu ciclo de vida esperado. São exemplos desse tipo de sistema os seccionadores em SF6 e cubículos do tipo RMU conhecidos como cubículos isolados integralmente em SF6 ou “integrais SF6”.

Entretanto, já a norma IEC 60694 (referida na IEC 62271-200) diz que apenas para sistemas fechados (portanto, tipo b) com pressões maiores que 0,2 bar, um sistema de monitoramento e intertravamento é obrigatório. “Os sistemas fechados de pressão preenchidos com gás comprimido para isolamento e/ou operação e tendo uma pressão funcional mínima para isolamento e/ou operação acima de 0,2 MPa (pressão absoluta), devem  ser  providos  de  dispositivos  de monitoramento de pressão (ou densidade), a serem continuamente, ou pelo menos periodicamente, verificados como parte do programa de manutenção, levando em consideração as normas IEC relevantes. Para equipamentos de manobra e controle tendo um  mínimo de pressão funcional não superior a 0,2 MPa (pressão absoluta), tal meio deve ser sujeito a acordo entre fabricante e usuário”.

Portanto, caro leitor, atenção na escolha de componentes e sistemas, mas, sobretudo, deve haver sincronia entre a escolha dos componentes e sistemas com o planejamento e controle dos métodos de manutenção preventiva de sua instalação.

Boa leitura!

Comentários

Deixe uma mensagem