Fontes limpas aumentam atratividade no Mercado Livre

jan, 2018

O valor médio do Índice de Atratividade do Mercado Livre para Fontes Limpas de Energia para todo o Brasil ficou em “0,524” no mês de dezembro, melhor índice desde agosto de 2017. O ranking é atualizado pela FDR Energia, empresa de geração e comercialização de energia e, assim como o modelo do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), da Organização das Nações Unidas (ONU), é calculado em um intervalo de “0,000”, para a menor atratividade, e “1,000” para a maior atratividade.

Um dos destaques é o estado do Amazonas, que saiu da 11º posição em novembro para a 3º posição em dezembro, com a nota “0,621”.  Pelo sétimo mês consecutivo, Tocantins lidera o ranking de atratividade entre as unidades da Federação como o estado em que as fontes limpas no Ambiente de Contratação Livre (ACL) são mais competitivas em relação ao mercado cativo, com a nota 0,648. Em segundo lugar o Pará com “0,638”.

“Trata-se de uma retomada relevante da atratividade das energias renováveis para as empresas que já estão no mercado livre de energia e para as que desejam migrar”, afirma o sócio diretor da FDR Energia, Erick Azevedo. O levantamento mostra que estados que possuem valores no índice abaixo de 0,4 podem ser considerados inviáveis financeiramente para migração para o ACL. Já os que têm entre 0,4 e 0,6 podem ser considerados com viabilidade moderada e entre 0,6 e 0,8, com boa viabilidade. Acima de 0,8, com alta viabilidade.

Índice de Atratividade do Mercado Livre para Fontes Limpas de Energia em dezembro de 2017 (por Estado)

 

EstadoÍndice de atratividade
TOCANTINS0,648
PARÁ0,638
AMAZONAS0,621
ESPIRITO SANTO0,602
GOIAS0,600
RIO DE JANEIRO0,599
SANTA CATARINA0,586
MATO GROSSO0,585
PARANÁ0,564
DISTRITO FEDERAL0,554
MATO GROSSO DO SUL0,535
RONDONIA0,516
SÃO PAULO0,504
MINAS GERAIS0,499
RIO GRANDE DO SUL0,491
PIAUI0,484
MARANHÃO0,470
ACRE0,469
CEARA0,468
PARAÍBA0,460
ALAGOAS0,460
PERNAMBUCO0,447
SERGIPE0,432
BAHIA0,428
RIA GRANDE DO NORTE0,416
AMAPÁ0,387

Fonte: FDR Energia

 

Comentários

Deixe uma mensagem