Eletrodutos corrugados são imprescindíveis à segurança das instalações

fev, 2020

Também conhecidos como conduítes, são os elementos que protegem os condutores elétricos contra influências externas, como choques mecânicos e agentes químicos

Ao se abordar qualquer tema ligado à eletricidade, imediatamente, na sequência, o assunto deve ser segurança. Sem exceção, todos os itens que compõem uma instalação elétrica devem seguir normas e padrões a fim de evitar qualquer tipo de dano. Assim acontece também com os eletrodutos corrugados. Também conhecidos como conduítes, são os elementos que protegem os condutores elétricos contra influências externas, como choques mecânicos e agentes químicos.

Mesmo ficando dentro das paredes, lajes e pisos, além de proteger a fiação elétrica, os eletrodutos corrugados possuem em sua composição características antichamas, evitando a propagação de incêndios causados por curtos-circuitos. Com base nessas informações, já é possível sentir a grande importância que eles têm para todas as instalações elétricas.

Considerado o tipo mais popular e usado na maior parte das instalações, é a solução ideal para os projetos que possuem trajetos sinuosos, exigindo alta flexibilidade do produto, sem perda de qualidade e resistência. A equipe da fábrica de materiais elétricos da Tramontina destaca a importância desse item e as medidas de segurança que traz às instalações. Veja a seguir:

  • É necessário estar atento à curvatura que o projeto exige. Os eletrodutos devem ter a flexibilidade necessária para que não obstruam a passagem dos condutores elétricos (não devem ser feitas curvas superiores a 90°);
  • Levar em conta a resistência do produto contra impactos e checar as características básicas de segurança: resistência ao calor e fogo e se não apresenta fissuras visíveis;
  • Produtos muito baratos, abaixo da média, podem sinalizar o uso de materiais de qualidade duvidável;
  • Dentro de todos os eletrodutos devem ser colocados apenas condutores isolados, cabos multipolares ou unipolares;
  • Em casos de aterramento, podem ser utilizados condutores nus, e ainda assim apenas em eletroduto isolante específico;
  • Não podem ser extrapoladas as quantidades de cabos e fios dentro de um eletroduto. Isso pode comprometer a segurança e bom funcionamento da rede elétrica.

Leves ou reforçados

Os eletrodutos corrugados da Tramontina possuem baixo coeficiente de atrito, o que facilita a passagem dos cabos elétricos, e sua flexibilidade permite serem curvados para mudanças de direção, seja em paredes de alvenaria ou lajes, nos diâmetros nominais de 20 mm (1/2”), 25 mm (3/4”) e 32 mm (1”). Podem ser leves e reforçados e estão em acordo com a norma NBR 15465 (Sistemas de eletrodutos plásticos para instalações elétricas de baixa tensão).

Reciclável e com marcação metro a metro, oferece, além de flexibilidade e segurança, o eletroduto corrugado da Tramontina tem embalagem amigável, que mantém o rolo organizado. Não propaga chamas, atendendo aos critérios e ensaios da Norma NBR 15465, e conta com resistência mecânica, conforme norma NBR 154651 (não achata). É comercializado nas versões leve (parede – cor amarela) e reforçado (piso e contrapiso – cor laranja).

Comentários

Deixe uma mensagem