EDP Renováveis firma acordo de PPA para projeto solar no Brasil

jan, 2020

Com o novo contrato, a companhia deverá atingir a marca de 1,3 GW em projetos de energia solar em 2022

Madrid, 13 de Janeiro de 2020: A EDP Renováveis, S.A. (“EDPR”), através da sua subsidiária EDP Renováveis Brasil, S.A. (“EDPR Brasil”), firmou um acordo relativo a um contrato de aquisição de energia (PPA, sigla em inglês) de 19 anos para a venda de energia gerada pelo parque solar de Lagoa. O projeto, localizado no estado brasileiro de Paraíba, têm uma capacidade total de 66 MW e o início de operações esperado para 2022.

Com este novo contrato, a EDPR reforça a sua presença num mercado com baixo perfil de risco, por meio do estabelecimento de contratos de longo prazo, recursos renováveis atraentes e perspetivas sólidas a médio e longo prazo.

O novo projeto solar aumenta a diversificação tecnológica do portfólio da EDPR e sua capacidade solar total deverá atingir 1,3 GW em 2022. Após o novo acordo, a EDPR assegura 5,3 GW dos ~7,0 GW de capacidade global prevista contratada para o período de 2019-22, conforme anunciado no Strategic update de 12 de março de 2019.

A informação ao mercado e ao público em geral é efetuada nos termos e para os efeitos do disposto no artigo 248.º-A do Código dos Valores Mobiliários.

Sobre a EDP Renováveis (EDPR)

A EDP Renováveis (Euronext: EDPR) é líder mundial no setor das energias renováveis e quarto produtor mundial de energia eólica. Com uma sólida carteira de projetos em desenvolvimento, ativos de qualidade máxima e uma capacidade de exploração líder no mercado, a EDPR registou um crescimento consistente nos últimos anos e está hoje presente em 14 mercados internacionais (Bélgica, Brasil, Canadá, Colômbia, França, Grécia, Itália, México, Polónia, Portugal, Roménia, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos). A Energias de Portugal, S.A. («EDP»), acionista principal da EDPR, é uma companhia elétrica internacional líder em criação de valor, inovação e sustentabilidade. A EDP fez parte do Índice Dow Jones Sustainability durante onze anos consecutivos.

Para obter mais informações, consulte www.edpr.com

Comentários

Deixe uma mensagem