Doação de Relés de Proteção beneficiam universidade

set, 2018

SEL colabora para formação de novos engenheiros e difusão prática do conhecimento com doações de equipamentos para instituições

A SEL contribui com a formação de novos profissionais para o setor elétrico por meio da doação de equipamentos para universidades brasileiras. A Universidade de Brasília (UnB), por exemplo, recebeu oito equipamentos da SEL que estão sendo empregados em pesquisas pelos alunos da universidade e em aulas demonstrativas da graduação e da pós-graduação. Os equipamentos estão sendo aplicados inclusive em pesquisas sobre proteção de linhas no domínio do tempo.

Segundo os professores da UnB, Kleber Melo e Silva e Felipe Vigolvino Lopes, o uso desses relés proporciona aos alunos a oportunidade de ter contato com equipamentos de proteção modernos e que, certamente, vão se deparar em sua atuação profissional. “Eles aprendem desde o cálculo de ajustes e a parametrização dos relés, até o uso de malas de testes e de estratégias automatizadas de avaliação do desempenho desses equipamentos. Além disso, no que diz respeito à pesquisa, esses equipamentos têm servido como referência para a comparação com o desempenho de novas funções de proteção desenvolvidas em nosso laboratório”, afirmou Melo e Silva.

De acordo com os docentes, a Universidade está desenvolvendo novas funções de proteção e algoritmos de localização de faltas baseados em grandezas incrementais e em ondas viajantes. Os relés SEL-T400L são usados como um parâmetro de comparação na análise de desempenho desses algoritmos.

“Temos desenvolvido ainda estratégias automatizadas dos testes com os relés SEL-T400L de tal forma que é possível verificar os limites de sua atuação quando variados os parâmetros do sistema como força das fontes (ou contribuição de curto-circuito) e carregamento do sistema, bem como a localização, a resistência e o ângulo de incidência da falta”, afirmou o professor Melo e Silva. Para esse objetivo, segundo o professor, os pesquisadores avaliam casos simulados em softwares do tipo EMTP – Electromagnetic Transients Program – e registros oscilográficos reais de curtos-circuitos em linhas pertencentes ao Sistema Interligado Nacional – SIN.

O professor Melo e Silva destaca que a entrada dos relés SEL-T400L no mercado representou uma quebra de paradigma na proteção de sistemas elétricos. “Na literatura, há muito tempo são idealizadas as funções de proteção baseadas em grandezas incrementais e, principalmente, em ondas viajantes, mas até então elas recebiam o rótulo de proposições meramente teóricas. A SEL mais uma vez inovou, tornando realidade o uso dessas funções que têm demonstrado ser extremamente rápidas e seguras.”

Professores Kleber Melo e Silva e Felipe Vigolvino Lopes em laboratório da Unb

Resultados

As análises realizadas pelos pesquisadores da UnB mostram que para casos reais de curto-circuito em linhas de transmissão do SIN, pôde-se observar que o tempo de atuação das funções do  SEL-T400L é até 20 vezes mais rápido quando comparado aos tempos de trip das funções tradicionais implementadas nos atuais relés de proteção instalados em campo.

Em avaliação com simulações computacionais, segundo o docente,  em que é possível realizar análises de sensibilidades paramétricas, se observa que as funções de distância de quantidade incremental (TD) e de ondas viajantes (TW) deixam de operar apenas em situações nas quais o curto-circuito não é tão severo. Esses casos, de acordo com ele, certamente seriam detectados pelas funções de proteção tradicionais. “Isso vai ao encontro da premissa da SEL de ter um relé extremamente seguro, de modo que se requer o uso em conjunto com funções tradicionais baseadas em fasores (princípio do que a SEL denomina de relé companheiro) para garantir a atuação da proteção para esses casos”, afirma.

A tecnologia desenvolvida pela SEL, conforme o professor, oferece proteção de alta confiabilidade às linhas de transmissão, elementos essenciais para os sistemas elétricos de potência. “As linhas transportam grandes blocos de potência das plantas de geração até os grandes centros consumidores e curto-circuitos devem ser extintos rápida e seletivamente para salvaguardar os equipamentos e ampliar a estabilidade de sua operação impedindo blecautes de grandes proporções”.

Para os professores da UnB, as funções de proteção baseadas no domínio do tempo, tais como as dos relés SEL-T400L, podem exercer um papel preponderante na otimização dos limites de estabilidade da operação do SIN, sobretudo quando instalados nas linhas de transmissão que compõem os troncos de interligação entre os subsistemas do Sistema Interligado.

Doação
Os equipamentos doados incluem dois relés SEL-411L (proteção diferencial de linhas de transmissão); um relé SEL-411L (proteção diferencial de linhas de transmissão); um relé SEL-487E de proteção de transformadores; dois relés SEL-T400L de proteção de linhas de transmissão no domínio do tempo; uma plataforma computacional SEL-3355 e um testador SEL-T4287 (sistema de teste de ondas viajantes).

Fonte:  Jornal Interface Ed. 43

Comentários

Deixe uma mensagem