Diálogo é primeiro passo para desenvolvimento de projetos fotovoltaicos com softwares

dez, 2018

Convidado especial do Cinase Rio de Janeiro dá dicas sobre software para projetos de energia solar

O Cinase Rio de Janeiro convidou a empresa Solarize para realizar palestra especial sobre o desenvolvimento de projetos fotovoltaicos com softwares no Brasil. Segundo Hans Rauschmayer, especialista em energia solar, para o desenvolvimento desses projetos é fundamental garantir, antes de tudo, sua viabilidade técnica.

“É preciso um diálogo para a integração do técnico, do vendedor e do engenheiro. Muitas vezes é o vendedor que propõe o projeto ao cliente e tem de ser viável, alinhado com todos os envolvidos”, disse.

Em relação ao cliente, o fator preponderante é entender as prioridades de cada um.  “Se o cliente for residencial vai dar prioridade ao visual, se for comercial vai priorizar o retorno financeiro”, explicou.

Em relação as características técnicas do projeto em software, o primeiro passo é pedir a conta de luz do cliente para calcular pelo software, a geração ideal, junto com dados climáticos da região, resultando na potência ideal de geração. “É importante para o projetista ter gráficos em softwares para saber onde se perde e onde se ganha”, explicou.

A segunda etapa, explica, é olhar as características do local onde o projeto será implementado, como telhado e áreas disponíveis (sem sombra). “Hoje, há muitos sistemas prontos para serem instalados para cada tipo de telhado. A instalação é realizada de acordo com a Norma da concessionária daquela região.

Além dessas etapas, é possível ainda elaborar passo a passo um projeto, numa sequência lógica e simples e criar cenários 3D, compreensíveis por clientes leigos. Ainda prevê horizonte, prédios, recortes no telhado, vegetação, antenas e muito mais para o cálculo do sombreamento, que é crítico para instalações fotovoltaicas, entre outras ações.

Equipamentos nacionais

Os equipamentos nacionais trazem mais vantagens em projetos de Engenharia. De acordo com Felipe Pais, da Lufetec, os benefícios são baixo custo de operação, de manutenção e maior confiabilidade do sistema. “Com esses três fatores conseguimos trazer maior retorno financeiro ao investidor”, destacou.

Segundo Pais, o investimento em equipamentos brasileiros traz benefícios técnicos e logísticos para a sociedade, impulsionando o desenvolvimento de novas tecnologias no País.

Comentários

Deixe uma mensagem