Como melhorar a confiabilidade da rede de distribuição

abr, 2020

Sistema Receptor e Transmissor de Falta e Carga SEL-FLT e SEL-FLR permite monitorar possíveis furtos de energia ao longo do sistema de distribuição

Manter os indicadores de continuidade da distribuição é extremamente importante para as concessionárias de energia tanto para garantir a qualidade da energia que chega aos consumidores quanto para evitar prejuízos financeiros. Para isso, recursos cada vez mais modernos podem ser usados e uma das últimas inovações da SEL vai justamente ao encontro desta necessidade. O Sistema Receptor e Transmissor de Falta e Carga SEL-FLT e SEL-FLR permite realizar o monitoramento da rede de distribuição e, ao mesmo tempo, oferece indicação precisa de faltas.

O sistema é composto de um receptor, o SEL-FLR e de transmissores, SEL-FLT. O receptor SEL-FLR é um equipamento wireless que recebe dados de até 168 transmissores SEL-FLT, com um alcance de até 16 quilômetros. Os transmissores SEL-FLT são capazes de enviar as informações de falta e carga, bem como de emitirem alertas visuais indicando a ocorrência de uma falta. “Se o funcionamento da rede estiver normal, os transmissores enviarão ao receptor relatórios constantes sobre seu funcionamento, medições de corrente, carregamento da rede e dados como número e tempo de desligamentos. Na ocorrência de uma falta, o operador recebe informações dos SEL-FLT que detectaram a falta, além de informações da corrente, se a falta é temporária ou permanente, entre outras informações, permitindo uma visão completa e integral da rede de distribuição”, destaca Pedro Mendes, Engenheiro de Aplicação e Vendas da SEL.  O receptor reporta as informações ao sistema SCADA usando protocolo DNP3, combinando em um único mapa as informações de vários transmissores, se integrando assim facilmente às redes de comunicações existentes. Os operadores podem ter uma indicação visual em tempo real da rede de distribuição no centro de operação e enviar equipes de manutenção para o local onde está a falta. Assim, economiza-se tempo e recursos financeiros no reparo e restabelecimento da energia da rede.

Leds indicativos nos transmissores mostram a localização da falta e permitem identificar se ela é temporária ou permanente. Os sensores também enviam uma mensagem ao receptor indicando que existe uma corrente de falta e qual a origem dela. Com isso, há uma economia de tempo e recursos com a equipe de manutenção que não precisa percorrer a linha toda e suas bifurcações até encontrar o ponto onde está a falta. “A rede pode ser restabelecida mais rapidamente o que influi positivamente nos índices de disponibilidade, evitando que a empresa sofra penalidades e tenha que arcar com os custos de multas”, conclui o engenheiro.

Uma aplicação interessante para o Sistema Receptor e Transmissor de Falta e Carga, SEL-FLT e SEL-FLR, é no monitoramento e combate ao furto de energia, problema comum no Brasil. Uma vez que os transmissores SEL-FLT enviam informações constantes sobre a corrente monitorada no ramal instalado, é possível ter uma visão detalhada do consumo de cada ramificação da rede de distribuição. Essa informação, combinada com a medição da potência despachada pela subestação e do consumo de energia dos medidores instalados nos clientes, permite ao operador descobrir em qual ramal está acontecendo o furto de energia e tomar as ações necessárias para combatê-lo.

O sistema SEL-FLT e SEL-FLR destaca-se também pela sua simplicidade, uma vez que a sua configuração é feita por meio de página web, não necessitando de softwares específicos, em um ambiente intuitivo. A instalação dos transmissores de falta SEL-FLT pode ser feita com vara de manobra, assim como são instalados os indicadores de falta sem comunicação.

Saiba mais sobre essa solução clicando aqui.

Comentários

Deixe uma mensagem