Com investimentos de R$ 12 milhões, Minas Gerais inaugura nova usina de energia solar

abr, 2019

Desenvolvido pela Faro Energy, planta foi instalada no município de Pirapora e terá capacidade de geração de energia de 5.500 MWh/ano, equivalente ao consumo de 3.710 habitações

A Faro Energy, empresa B Corp sediada em Londres que realiza investimentos em projetos de energia solar distribuída na América Latina, inaugurou no fim de março a sua mais nova planta no País no município de Pirapora, no norte de Minas Gerais. A nova unidade faz parte dos planos da companhia em expandir suas operações de forma expressiva no Brasil em 2019, já prevista a inauguração de mais 3 usinas nos próximos 6 meses.

Com investimentos na ordem de R$ 12 milhões, a usina solar possui uma área de 100 mil m² (equivalente a 25 campos de futebol), com 7.680 módulos fotovoltaicos instalados. Isso resulta em uma potência total do sistema de 2,5 megawatt-pico (MWp). A capacidade de geração é de 5.500 MWh/ano, equivalente ao consumo de 3.710 habitações em Minas Gerais, evitando a emissão de aproximadamente 2.500 toneladas de CO2/ano.

O projeto, que levou oito meses para ser conectado à rede da distribuidora local, e teve início operacional no fim de março de 2019, faz parte de um contrato de locação de equipamentos de longo prazo capitaneado pela Faro Energy junto a um grande grupo do setor varejista. O projeto terá por objetivo atender cerca de 300 lojas situadas no Estado de Minas Gerais.

Com o investimento inicial realizado pela própria Faro Energy junto ao cliente do projeto, toda a energia gerada pela usina é enviada para a rede da distribuidora do local onde a planta foi alocada. Com isso, o cliente da unidade pode receber os créditos de energia em qualquer unidade consumidora dentro da área de concessão da distribuidora.

O contrato da planta em Pirapora prevê uma locação a longo prazo, com toda a operação e manutenção do projeto realizada pela própria Faro Energy e por seus parceiros. “Entendemos que os benefícios da utilização de uma energia limpa, renovável e sustentável, como a solar, é extremamente relevante não só em termos ambientais e de previsibilidade de custos, mas também de retornos financeiros para o cliente”, afirma Pedro Mateus, diretor financeiro e responsável pela operação da Faro Energy no Brasil.

Comentários

Deixe uma mensagem