Carga de energia para o SIN – Sistema Interligado Nacional deve crescer 3,6% em 2019, diz EPE

fev, 2019

A carga de energia para o SIN – Sistema Interligado Nacional deve crescer 3,6% em 2019, segundo dados da Previsão de Carga para o Planejamento Anual da Operação Energética – Ciclo 2019 (2019-2023), elaborado pela EPE – Empresa de Pesquisa Energética, em conjunto com a ONS – Operador Nacional do Setor Elétrico e a CCEE – Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. Para o período 2019 a 2023, a previsão é de um crescimento médio anual da carga de energia do SIN de 3,7% ao ano, representando uma expansão média anual de 2.687 MWmédios. Em 2023, a projeção de carga do SIN é de 79.944 MWmédios.

Ainda segundo as projeções, em 2023, estima-se que o consumo no SIN cresça à taxa média de 3,8% anuais. Em relação ao consumo industrial no SIN nesse período a taxa média de crescimento deverá ser de 3,4% ao ano, influenciado pela retomada gradual de alguns setores intensivos em energia, em especial, do setor produtor de alumínio primário. Analisando as classes residencial e comercial, a taxa de crescimento anual deve registrar 3,8% e 4%, respectivamente.

De acordo com a publicação, esses resultados foram atualizados tomando como base a avaliação da conjuntura econômica e o monitoramento do consumo e da carga, ao longo do ano de 2018, por meio das Resenhas Mensais de Energia Elétrica da EPE, dos Boletins de Carga Mensais do ONS e dos InfoMercados Mensais da CCEE, bem como dos desvios observados entre a carga verificada e as projeções elaboradas para o Ciclo de Planejamento Anual da Operação Energética 2018-2022 e suas revisões quadrimestrais.

Comentários

Deixe uma mensagem