Braskem e Voltalia fecham acordo de 20 anos para compra de energia solar

mar, 2020

Energia produzida no Rio Grande do Norte será consumida nas unidades industriais da petroquímica no Brasil

A Braskem anuncia mais um passo importante em sua estratégia de desenvolvimento sustentável ao firmar acordo com a multinacional francesa Voltalia para compra de energia solar, que será consumida em suas unidades industriais no Brasil. A Braskem se comprometeu a comprar energia solar por 20 anos. Desta forma, agrega uma energia competitiva em seu portfólio e investe em uma matriz limpa e sustentável. A empresa reduzirá a quantidade de emissões de CO2 em 130 mil toneladas ao longo do período do contrato.

O acordo também viabilizará a expansão do complexo solar Serra do Mel no Rio Grande do Norte. Os projetos Serra do Mel 1 & 2 da Voltalia foram vencedores do 30º Leilão de Energia Nova (A-6) realizado em outubro de 2019 pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Além dos 32 MW vencedores no leilão, a Voltalia ainda negociou contratos adicionais no Mercado Livre de Energia com uma série de compradores, incluindo a Braskem. Com isso, a capacidade do Complexo Solar Serra do Mel chegará a 270 MW, o equivalente a abastecer uma cidade de 1 milhão de habitantes.

“A parceria com a Voltalia reafirma nosso comprometimento com o desenvolvimento sustentável, ampliando a utilização de energia renovável em nossa operação. Vale ressaltar também a relevância de contratos de longo prazo como este, que oferecem grande potencial competitivo ao negócio, maximizando seus benefícios para todos os envolvidos”, afirma Gustavo Checcucci, diretor de Energia da Braskem.

“Estou muito feliz em anunciar nosso primeiro contrato com a Braskem para venda de energia renovável. As empresas estão demonstrando cada vez mais interesse em comprar diretamente energia limpa e isso deve-se tanto por razões ligadas à sustentabilidade, quanto por razões econômicas. Muito projetos de energias renováveis estão sendo, assim, viabilizados graças aos PPAs (Power Purchase Agreement, na sigla em inglês) corporativos, o que é uma excelente notícia. Deste modo, a Voltalia está viabilizando seu primeiro parque solar, com dimensões de grande porte, no cluster Serra Branca, Rio Grande do Norte, onde estamos combinando energia eólica e solar no mesmo local, comenta Robert Klein CEO da Voltalia Brasil.

Presença da Voltalia no Brasil
Mais recentemente, a empresa expandiu sua presença geográfica em outros estados, como Minas Gerais, com o projeto hidrelétrico de Cabuí (16 MW, vendido do leilão de outubro de 2019); e com um novo parque eólico em Canudos, na Bahia (90 MW viabilizados em 2019), com potencial para ser o novo aglomerado da empresa com 1 GW de potencial.

Energia renovável na Braskem
Investindo na diversificação de sua matriz energética, em dezembro de 2019, a Braskem inaugurou uma usina de geração distribuída base solar, na Bahia. A planta supre 35% da energia utilizada no escritório administrativo da Braskem em Salvador, onde trabalham cerca de 400 pessoas. Já em novembro de 2018, a Braskem firmou um compromisso de longo prazo para a compra de energia renovável por 20 anos, também na Bahia. O contrato viabilizou a expansão de um complexo de energia eólica no município de Campo Formoso, a 350 km a noroeste de Salvador, contribuindo para colocar a Bahia entre os líderes do setor nos próximos anos

Comentários

Deixe uma mensagem