Atlas Renewable Energy e Dow anunciam a assinatura de um PPA de energia solar no Brasil

jul, 2020

A Usina Solar Jacarandá, da Atlas Renewable Energy, terá capacidade instalada de 187MWp e fornecerá energia limpa e renovável para a fábrica da Dow em Aratu, na Bahia

Atlas Renewable Energy, empresa líder em energia renovável na América Latina, juntamente com a multinacional americana de ciência dos materiais Dow (NYSE: DOW), anunciou hoje a assinatura de um contrato de energia solar em larga escala no Brasil. O fornecimento de energia limpa será feito por meio da usina solar fotovoltaica Jacarandá, localizada em Juazeiro, no Estado da Bahia. O contrato prevê o fornecimento anual de mais de 440GWh para atender prioritariamente a Dow durante 15 anos, a partir do primeiro semestre de 2021.

A usina solar de Jacarandá terá capacidade instalada de 187MWp e contará com mais de 450 mil módulos. Ela irá gerar energia suficiente para suprir parte considerável das necessidades energéticas da fábrica de Aratu, da Dow.  De acordo com o consumo médio de uma família brasileira, a quantidade de energia gerada seria suficiente para atender a uma cidade de 750 mil habitantes. Além disso, a planta irá evitar a emissão de aproximadamente 35 mil toneladas de CO2 por ano, de acordo com o GHG (Green House Gases) Protocol, metodologia desenvolvida pelo World Resources Institute que segue o método usado ​​pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) e está alinhado ao Global Emissions Inventory (GEI), da Dow. O volume de emissões de CO2 que será evitado pode ser comparado à retirada de circulação de 36,8 mil veículos das ruas de São Paulo.

O contrato para fornecimento de energia renovável contribui para as metas de sustentabilidade da Dow, como parte do compromisso da companhia de utilizar 750 MW de sua demanda de energia a partir de fontes renováveis até 2025. A Dow também anunciou recentemente metas adicionais de redução de carbono, que buscam reduzir suas emissões anuais em 15% no período de 2020 a 2030. Isso representa uma redução de 5 milhões de toneladas de COnos próximos dez anos, em outro passo significativo para alcançar a neutralidade de carbono até 2050. Atualmente, a Dow é referência em energia limpa na indústria química e uma das 25 maiores corporações globais em uso de energia renovável (ranking BNEF), com contratos para energia eólica, solar, hidrelétrica, biomassa e gases provenientes de aterros sanitários.

A usina solar Jacarandá será projetada, construída e operada pela Atlas Renewable Energy, cujo histórico e experiência tem posicionado a empresa como um fornecedor essencial no segmento de energia renovável na América Latina. No mercado brasileiro, a companhia tem expandido sua presença, onde se estabeleceu com mais três usinas no Estado da Bahia e outra planta no Ceará: São Pedro (67 MW),  Sertão  Solar  Barreiras  (117 MW),  Engenheiro Manoel de Andrade, anteriormente conhecido como Juazeiro (167MW), e Sol do Futuro (81 MW).

A usina Jacarandá fará uso da subestação digital da usina solar Engenheiro Manoel de Andrade, uma inovação na indústria solar brasileira introduzida pela Atlas Renewable Energy em 2019. Além disso, o projeto Jacarandá fará uso de módulos bifaciais, tecnologia de ponta em energia solar. Esses painéis solares absorvem a radiação nas faces dianteira e traseira, otimizando a conversão fotoelétrica e aumentando, dessa forma, a eficiência geral da usina.

Como parte do compromisso da Atlas Renewable Energy com o Estado da Bahia, a construção da fábrica de Jacarandá prevê o desenvolvimento de programas para reforçar o bem-estar geral das comunidades locais. O projeto fornecerá treinamento e emprego focado na criação de novas habilidades para a população. Também defenderá a igualdade de gênero implementando o programa: “Fazemos parte da mesma energia”, desenvolvido pela Atlas Renewable Energy. Esse programa se concentra na promoção de práticas inclusivas, capacitando a força de trabalho feminina local por meio de treinamento que irá aprimorar ou criar novas habilidades. Isso permitirá que as mulheres locais tenham acesso a novas oportunidades de emprego no projeto e aprimorem suas habilidades e potencial, integrando-as a empregos mais especializados. Graças a esse programa, a empresa espera contratar de três a quatro vezes mais mulheres do que a força de trabalho feminina normalmente contratada em projetos solares no Brasil. Além disso, a construção da usina Jacarandá deverá empregar 1.200 trabalhadores, pelo menos 70% deles contratados localmente.

“A Dow tem o prazer de fazer parcerias com os principais produtores de energia limpa, como a Atlas Renewable Energy, enquanto trabalhamos para reduzir a intensidade de nossas emissões e apoiar projetos que adicionam maior contribuição renovável e diversidade à rede/matriz”, disse Claudia Schaeffer, diretora global de negócios da Dow para Energia & Mudanças Climáticas. “Além da paixão por um futuro com menos carbono, nossas empresas compartilham o compromisso com as melhores práticas ambientais, sociais e de governança que incentivam o crescimento econômico e o desenvolvimento social para as comunidades onde atuamos.”

Carlos Barrera, CEO da Atlas Renewable Energy, mencionou: “A Atlas tem se posicionado como parceiro estratégico para grandes consumidores na América Latina para atendê-los com energia limpa, ajudando-os a reduzir suas pegadas de carbono e a reduzir custos. Nosso objetivo é criar soluções competitivas de energia limpa para nossos clientes, desenvolvendo e implementando novos projetos de energia renovável de classe mundial e agindo de forma responsável com as comunidades locais. Esperamos continuar apoiando a Dow e outros usuários de energia em todo o Brasil e na América Latina para reduzir sua pegada de carbono e sua conta de luz.”

Luis Pita, diretor geral da Atlas Renewable Energy para o Brasil, enfatizou: “Nosso objetivo é continuar a impulsionar o próspero mercado brasileiro, implementando soluções com novas tecnologias e os mais altos padrões de sustentabilidade em todos os nossos projetos. É uma honra para nós fazer essa parceria com a Dow, líder em seu setor e que se destaca por sua ambiciosa abordagem sustentável em operações e cultura.”  Ele também acrescentou: “Com esse projeto, também estamos implementando o programa ‘Fazemos parte da mesma energia’, centrado na inclusão e na promoção da mão de obra feminina qualificada, por meio do desenvolvimento de programas de treinamento e capacitação durante a construção e a operação da planta. Isso definitivamente ajudará a promover e integrar a força de trabalho feminina na região.”

Luiz Ballester, diretor comercial da Atlas Renewable Energy no Brasil, também comentou: “Assinar um PPA corporativo ou bilateral geralmente é um processo intrincado, detalhado e com muitas variáveis. Nossa experiência no assunto e capacidade financeira têm se mostrado   um grande diferencial para grandes e sofisticados consumidores de energia, como a Dow, ao implementar soluções de energia limpa do desenvolvimento à operação. Nosso conhecimento e capacidade financeira nos permitem fornecer um serviço abrangente – acreditamos na criação de uma solução personalizada e sob medida que possa maximizar efetivamente os objetivos de cada cliente, garantindo previsibilidade e compromisso de longo prazo.”

Comentários

Deixe uma mensagem