As consequências das lições aprendidas

dez, 2017

Alguns amigos mais espiritualizados afirmam que aprendemos “no amor” ou “na dor”. Definitivamente, 2017 foi mais um ano de aprendizado, com muita dor e com sentimentos bastante distantes do que seria o amor.

Das lições aprendidas, o que se espera são ações corretivas que mudem o rumo das coisas. É de se esperar uma renovação dos homens que conduzem os nossos destinos e isso depende do amadurecimento do povo brasileiro. Que o fanatismo seja substituído por discussões de conteúdo sem revanchismos estúpidos e que ladrões não tenham a segunda chance.

As empresas estatais, orgulho nacional, preparam-se para mudar de mão. Por conta de interferência política na Petrobras e abertura das válvulas dos cofres por operadores desqualificados e desclassificados, o tsunami posterior levará todas as estatais para o caminho da privatização. Fazendo eco ao que disse o especialista Adriano Pires em recente artigo, mesmo a gestão das empresas por turma competente não é garantia de que novos “acidentes” não voltem a ocorrer. Ao que tudo indica, a Eletrobras é a primeira da lista. Uma pena para os saudosistas, mas não há o que ser feito. Enquanto nossos legisladores tentam salvar suas peles e o judiciário lavar as mãos, a disputa para as eleições de 2018 se inicia. O que virá? Temos como tocar esta democracia para frente? Vamos achar o caminho.

No plano internacional, a situação também não é boa, não há acordo adequado sobre o clima nas sucessivas reuniões e o aquecimento global é tratado como lenda pelas nações industrializadas. Enquanto países limitam a fabricação de veículos convencionais, outros incentivam o uso do carvão em um absurdo paradoxo. O galho é que estamos no mesmo barco e pelo jeito à deriva!

Voltando ao plano doméstico, a Sociedade Brasileira de Qualidade de Energia (SBQEE), em parceria com o Laboratório de Redes Elétricas Avançadas (LGrid) da Poli/USP, realizará em São Paulo workshop voltado para empresas e profissionais do setor elétrico nacional sobre os impactos da conexão de fontes renováveis de energia, como eólicas e fotovoltaicas, para a qualidade de energia elétrica. O evento contará com palestras sobre os principais fenômenos elétricos observados nestas conexões, estudo para detecção e mitigação, aspectos sobre a medição no ponto de conexão, além de casos reais. Informações no site www.sbqee.org.br/sbqee/eventos/workshop. Uma ótima oportunidade para aprender, e sem dor! Até lá!

Comentários

Deixe uma mensagem