Apresentando a SBQEE

fev, 2018

Os avanços tecnológicos do século XX tiveram grande impacto na vida das pessoas, empresas e governos, sobretudo, após a segunda metade do século XX, com o desenvolvimento acelerado da eletrônica de potência e da microeletrônica, possibilitando saltos qualitativos para as comunicações, computação, automação e racionalização do uso da energia elétrica. Todavia, respeitando a Terceira Lei de Newton, para toda ação há uma reação, os benefícios tecnológicos trouxeram consigo alguns impactos negativos.

No que tange ao uso da energia elétrica, o uso de cargas eletrônicas trouxe dois tipos de impactos: o primeiro diz respeito à introdução de problemas de forma de onda, como distorções harmônicas, “notchings”, ruídos, dentre outros, na rede elétrica, que podem perturbar o funcionamento de diversos equipamentos de uma instalação elétrica. Por outro lado, estas mesmas cargas possuem um nível de sensibilidade a distúrbios como afundamentos de tensão e surtos de tensão, que podem levar tais dispositivos ao mal funcionamento e até mesmo à queima.

Associado aos problemas advindos do uso massivo da eletrônica de potência e microeletrônica, outros tipos de cargas empregadas na indústria siderúrgica, metalúrgica, química, etc., também possuem cargas elétricas que de uma forma geral produzem perturbações na rede elétrica capazes de interferirem em outros dispositivos. Além do mais, recentemente, a expansão das fontes renováveis, como centrais eólicas e solares, tem aumentado a preocupação com a manutenção da qualidade de energia elétrica.

Foi com o objetivo de compreender, medir e reduzir estas interferências e perturbações que surgiram os primeiros estudos relacionados com o tema “Qualidade de Energia Elétrica” (Power Quality no inglês) ainda na década de 1950 nos EUA. No Brasil, os primeiros estudos estiveram relacionados com a implantação da linha de transmissão em corrente contínua (HVDC) entre Itaipu e Ibiúna (SP). Já na segunda metade dos anos de 1990, surgiu o primeiro seminário nacional sobre o tema, o Seminário Brasileiro sobre Qualidade de Energia Elétrica (SBQEE). Em pouco tempo, o seminário se tornaria um dos mais relevantes do setor elétrico nacional, superando o número de participantes de congresso mundial do IEEE sobre o tema, o International Conference on Harmonics and Quality of Power (ICHQP).

Foi nesse contexto que, no início dos anos 2000, surgiu a ideia de se estruturar uma sociedade brasileira que congregasse todos os interessados no assunto, de forma a contribuir em aspectos técnicos e acadêmicos para o setor elétrico nacional, além de promover eventos e encontros abordando a temática de qualidade de energia elétrica. Dessa forma, após alguns anos, nascia em outubro de 2005, durante a realização do SNPTEE na cidade de Curitiba, a Sociedade Brasileira de Qualidade de Energia Elétrica (SBQEE), a qual, dentre outras atribuições, assumiu a promoção da CBQEE (Conferência Brasileira sobre Qualidade de Energia Elétrica).

Desde seu nascimento, a SBQEE tem como missão promover o desenvolvimento científico e tecnológico na área de Qualidade da Energia Elétrica, em consonância com os interesses da sociedade. Sua missão é promover a difusão de informações, conhecimentos e a discussão de temas relacionados à área de Qualidade da Energia Elétrica em todos os seus aspectos – pesquisa, desenvolvimento, inovação tecnológica, ensino, industrialização, regulamentação e normatização – bem como promover o intercâmbio com outras sociedades similares. Inerentemente ao tema, a diversidade dos associados e dos profissionais da SBQEE é uma das principais características da entidade. Associados de universidades, indústrias, concessionárias de energia, órgãos reguladores, todos mantêm excelente convivência e participação.

Atualmente, a SBQEE, além de promover, conjuntamente com universidades e institutos de pesquisa, a CBQEE, também realiza workshops e seminários sobre temas de grande relevância para o setor elétrico nacional, sempre buscando envolver os setores pertinentes. Além disso, a sociedade possui grupos de trabalho que se reúnem para discussões sobre os temas relevância no contexto nacional, como medição de qualidade de energia elétrica e fator de potência, objetivando possíveis contribuições junto a órgãos legisladores e certificadores do setor elétrico nacional.

É neste cenário de realizações que inauguramos em 2018, a convite da revista O Setor Elétrico, o Espaço SBQEE. Mais uma grande conquista para a SBQEE que apresentará mensalmente grandes especialistas brasileiros e do exterior para tratar de temas associados à qualidade da energia elétrica. Dessa maneira, a SBQEE segue seu papel de ser agente transformador do setor elétrico brasileiro, contribuindo decisivamente para as grandes inovações que estão em curso.

Visite o site e se associe! www.sbqee.org.br

 

 

Diretoria da SBQEE – Gestão 2017- 2019

Comentários

Deixe uma mensagem