Alsol e Energisa firmam parceria com FIEMG com foco em energia renovável para empresas

out, 2019

Fazendas solares e sistema de compensação de créditos de energia garantem economia a indústrias associadas à FIEMG no estado até 2021. Energisa e Alsol investirão R$ 300 milhões na construção de fazendas solares.

A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) e a Alsol Energias Renováveis, empresa do Grupo Energisa pioneira na implantação de sistemas fotovoltaicos conectados à rede no Brasil e em atuação desde 2012, anunciaram nesta quarta-feira (09), em Belo Horizonte, uma parceria para fornecer às empresas associadas à entidade uma solução que mescla geração de energia limpa e renovável e descontos na conta de luz. No caso, a geração solar distribuída permitirá que empresários economizem sem fazer investimentos em infraestrutura. Trata-se de um produto desenvolvido especialmente para a FIEMG, visando oferecer alternativas para todos os seus filiados, sejam eles clientes de baixa ou de média tensão.  Para isso, três grandes fazendas solares estão em fase de conclusão até o fim do ano.

Com este modelo de negócios, empresas não precisam ter os custos relativos ao investimento em placas solares ou dispor de espaços adequados à captação de luz do sol: elas podem participar de consórcios para alugar uma cota de uma usina solar, dimensionada de acordo com o histórico de consumo do cliente. Utilizando o Sistema de Compensação de Energia, a energia injetada na rede pela fazenda solar será descontada do consumo na fatura de energia do cliente, a partir da conversão em créditos de energia, que poderão ser utilizados por 60 meses, inclusive nos períodos de menor incidência solar e, consequentemente, de geração mais baixa.

“A Alsol é pioneira no Brasil em tecnologia de geração fotovoltaica, e esta solução garante às empresas uma economia que pode chegar a 26%, dependendo do ramo de atividade, do perfil de consumo e do plano contratado. Todos os empresários associados à FIEMG podem contratar o serviço, sejam clientes da Energisa ou da Cemig”, afirma o presidente da Alsol, Geraldo César Mota, ressaltando que o benefício pode resultar em um diferencial competitivo para as empresas mineiras.

Entre 2019 e 2021 serão construídas diversas fazendas solares no Estado de Minas Gerais direcionadas ao mercado de locação que resultam em 75 MWp de potência instalada, um investimento da ordem de R$ 300 milhões por parte da Alsol e do Grupo Energisa apenas no segmento de geração distribuída fotovoltaica. Além disso, mantendo a tradição de pioneirismo e inovação da Alsol, produtos já comerciais de armazenamento de energia e mobilidade elétrica serão disponibilizados aos seus clientes a partir de 2020, com conta hoje com mais de 2 MW de potência utilizando baterias de lítio.

 

Fazendas Solares

Fazendas solares são plantas de geração solar fotovoltaica instaladas em grande área, em que a energia gerada na área é creditada nas contas de energia dos clientes participantes de um consórcio, que podem contratar uma cota da usina ou toda ela. Esta solução serve, principalmente, a empresas que não pretendam investir em sistemas próprios de geração solar e/ou não tenham espaço físico para a instalação dessas estruturas. Esta alternativa vale também para empresas localizadas em prédios comerciais ou imóveis alugados.

Clientes das classes Comercial/Industrial B3 (com tensão inferior a 2,3 kV) e Industrial A4 Verde (tensão de 2,3 a 25 kV, em que são aplicadas tarifas diferenciadas de consumo de energia de acordo com o horário de utilização e os períodos do ano e uma tarifa única de demanda de potência) poderão participar do convênio. No modelo de negócio, a Alsol garante o desconto na conta de energia, mitigando o risco de o aluguel mensal ser maior do que a economia recebida. O percentual de desconto é fixo e se dá sobre a tarifa com impostos, desta forma o cliente só paga sobre o que receber de créditos de energia na fatura. Por este motivo, não é necessária a elaboração de balanços energéticos, apenas um contrato de locação. Outro diferencial é que os filiados podem se reunir em planos coletivos, viabilizando maiores descontos ao grupo e também maiores vantagens na renovação, que proporcionará condições de deságio ainda melhores ao longo do tempo.

Mota destaca que a capacidade da empresa está em plena expansão, o que garante segurança ao fornecimento. “Estamos concluindo as obras de mais três fazendas solares no estado, que serão conectadas à rede de energia até dezembro. Vale ressaltar que Minas Gerais é um dos estados com maior potencial de geração solar fotovoltaica no país, com alta incidência de radiação solar”, afirma.

O convênio entre a FIEMG e a Alsol será assinado no dia 23 de outubro, no Minas Trend, evento da indústria da moda em Belo Horizonte. A Alsol terá um estande no local para apresentar o serviço e fechar negócio com as empresas interessadas.

Segundo Mota, o grande diferencial desta parceria é a capacidade comprovada de execução e entrega da Alsol, que desde sua fundação em 2012 já entregou mais de 500 projetos pelo Brasil (30 MWp em operação e outros 35 MWp sendo conectados em 2019), e que conta ainda com todo o suporte de dois tradicionais grupos mineiros Energisa e Algar, acionistas da empresa, que que oferecem segurança aos associados da FIEMG e demais clientes mineiros.

Comentários

Deixe uma mensagem