A importância dos e-commerces no mercado de energia solar

maio, 2019

Negócios foram responsáveis por disseminar e facilitar o acesso à tecnologia no país

O mercado de energia solar fotovoltaica vive um crescimento exponencial no país. De acordo com o levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o número de instalações de painéis solares saltou de pouco mais de sete mil para 49 mil unidades em todo o Brasil, o que significa um aumento de 560%. A maioria dos equipamentos que sustentam esse crescimento são adquiridos em e-commerces especializados, que foram e são importantíssimos para fomentar a energia solar aqui.

O mercado de energia solar começou a se desenvolver no Brasil desde a resolução 482 da Aneel, que estabeleceu, em 2012, as regras necessárias para que qualquer pessoa ou empresa pudesse gerar energia fotovoltaica para seu próprio consumo. Conquistou ainda mais espaço quatro anos depois, após a revisão da resolução, que ampliou as possibilidades com o autoconsumo remoto, a geração compartilhada, a expansão do tempo de duração de créditos e a redução dos prazos para as distribuidoras no trâmite de solicitação de conexão dos usuários. Esses avanços, aliados à maior responsabilidade e conscientização dos consumidores em relação às questões socioambientais, ao aumento das tarifas de energia elétrica e à queda no preço dos kits solares – que caíram cerca de 75% na última década -, fizeram o mercado chegar a um crescimento exponencial, nos últimos dois anos, avançando mais de dez vezes, de acordo com o levantamento.

Os e-commerces especializados foram muito importantes no fomento do setor, pois apostaram em um ramo praticamente inexistente na época. É o caso da NeoSolar Energia, empresa pioneira do setor, que deu início às suas operações com um e-commerce focado na tecnologia, em 2010. “Entendíamos ser um mercado potencial, e por sermos engenheiros de formação, tanto eu quanto meu sócio nos sentimos capacitados para aprender e disseminar o conhecimento sobre a área”, afirma o sócio-diretor da empresa, Raphael Pintão. “O e-commerce foi nosso ponto de partida para entendermos as dúvidas de nossos clientes e, através dele, entregar um conteúdo que atendesse aos interessados em nossos produtos”, acrescenta.

Há quase dez anos, a estratégia usada pela empresa para entrar no mercado web com esse tipo de produto pouco conhecido pelos brasileiros foi, além de ter um portfólio completo em soluções fotovoltaicas, oferecer conteúdo explicativo para disseminar a cultura da energia solar. Para a NeoSolar, ter um conteúdo vasto sobre energia solar disponível a qualquer usuário da internet contribuiu para o sucesso da loja e ajudou a se tornar referência no assunto. “Disseminamos conteúdos desde antes de nosso surgimento, pois sempre acreditamos que por ser um segmento novo, uma das barreiras para as compras poderia ser a falta de informação. É muito comum atendermos clientes que já trazem suas dúvidas com as devidas respostas, encontradas em nossos canais digitais”, ressalta Pintão.

Inspiração: Negócio Pioneiro
“Iniciar uma empresa em um ramo praticamente inexistente na época faz muita gente perguntar: Por quê? Entendíamos ser um mercado potencial, e como eu e meu sócio somos engenheiros de formação, nos sentimos capacitados para aprender e disseminar o conhecimento sobre a área. Assim, acreditamos ser inspiração para algumas pessoas que pretendem começar sua empresa em um novo ramo, sempre ressaltando que o trabalho é muito árduo, exige dedicação e muito estudo. Ficamos felizes quando ouvimos até do nosso time interno a admiração pela história da nossa empresa. Esse é mais um dos fatores que nos motivam a continuar crescendo e explorando novos mercados”. Raphael Pintão, sócio-diretor NeoSolar Energia.

 

Para reforçar, como diferencial, a marca aposta na capacitação técnica do time comercial, que permite a sugestão de diferentes e mais eficientes opções na hora da compra. Essa também foi a motivação para investir em uma grade de cursos e em um centro de treinamento próprio – que hoje é um dos segmentos da empresa. Segundo Pintão, a maioria dos alunos se torna cliente, após a realização do curso. “Sabemos da carência de mão de obra qualificada em nosso setor e como somos pioneiros no assunto no Brasil, ficou evidente a oportunidade de qualificarmos o mercado oferecendo cursos em nossa sede”, explica.

Os objetivos da empresa, para os próximos anos, estão baseados em investimentos de conteúdos relacionados ao mercado de energia solar, novas soluções e ferramentas, além de uma experiência que facilite o processo de compra e o de busca por informações do setor. “Nossa estratégia se baseia em evoluir sempre em nosso mercado atual e em novas oportunidades, contando com um time qualificado para atender e surpreender nossos clientes, além, é claro, de utilizar todas as métricas disponíveis, especialmente no ambiente digital, para suportar nossas tomadas de decisões”, complementa o sócio-diretor.

Atualmente, a marca comercializa também produtos de infraestrutura para veículos elétricos e é parceira e distribuidora oficial de carregadores de veículos elétricos da francesa Schneider Electric, no Brasil. Além da distribuição de equipamentos via e-commerce e telefone, presta consultoria, instalação de sistemas fotovoltaicos e atua na capacitação profissional tanto na área de energia solar fotovoltaica como na de veículos elétricos.

Comentários

Deixe uma mensagem