Publicidade - Revista O Setor Eltrico
Publicidade - Revista O Setor Eltrico

Revista O Setor Elétrico


Atitude Editorial

 

 

Facebook - O Setor Elétrico Twitter - O Setor Elétrico You Tube - O Setor Elétrico RSS - O Setor Elétrico

Linhas elétricas enterradas conforme a ABNT NBR 5410

E-mail Imprimir

Ed.59 - Dezembro de 2010

Por Hilton Moreno

A ABNT NBR 5410:2004 considera que as linhas elétricas enterradas incluem os casos de cabos elétricos diretamente enterrados e os cabos elétricos no interior de condutos (geralmente eletrodutos) enterrados. Em algumas prescrições, a norma não faz nenhuma diferenciação entre estas duas maneiras de instalar, enquanto, em outras situações, há diferenças entre os casos.

A Tabela 33 da norma reconhece as linhas elétricas enterradas nos métodos de instalação números 61, 61A e 63, conforme Figura 1.

Note que, embora os métodos de instalação 61 e 61A sejam para cabos em eletrodutos ou canaletas enterrados e o método 63 seja para cabos diretamente enterrados, o método de referência indicado é o mesmo nos três casos (método D – Figura 2). Isso significa que a capacidade de condução de corrente dos condutores, independentemente do método de instalação, é a mesma de acordo com a ABNT NBR 5410.

É evidente que, sob o ponto de vista físico (térmico), cabos unipolares e tripolares, assim como cabos diretamente enterrados ou em eletrodutos e canaletas enterrados, têm capacidades de condução de correntes diferentes. Dessa forma, conclui-se que a norma faz uma simplificação, unificando as várias opções de instalações enterradas em uma só tabela de capacidade de condução de corrente.

Nas situações em que valores mais precisos são necessários, a seção 6.2.5.2.3 indica que deverá ser utilizada a ABNT NBR 11301 para a realização dos cálculos necessários.

Em relação à profundidade de instalação das linhas enterradas, não há qualquer fator de correção indicado na norma de instalações e, mais uma vez, caso seja necessário um tratamento específico, o assunto deve ser resolvido com o uso da ABNT NBR 11301.

Em relação ao agrupamento de vários circuitos em linhas enterradas, as Tabelas 44 e 45 da norma apresentam diversos fatores de correção.

Para finalizar, foram feitas várias referências no presente artigo à norma ABNT NBR 11301 – Cálculo de capacidade de condução de corrente de cabos isolados em regime permanente (fator de carga 100%) – Procedimento, identificada como sendo o recurso para a determinação de cálculos mais exatos sobre capacidades de condução de corrente e fatores de correção. De fato, tal norma é a indicada nestes casos, mas é preciso saber que a realização dos cálculos indicados naquela norma não é simples e imediata, necessitando, em sua maioria, do uso de softwares específicos, além do conhecimento de parâmetros térmicos e dimensionais muito particulares.

Veja também:

Itens relacionados:
Itens mais atuais:
Itens mais antigos:


Voltar

Adicionar comentário


Security code
trocar