Publicidade - Revista O Setor Eltrico
Publicidade - Revista O Setor Eltrico

Revista O Setor Elétrico


Atitude Editorial

 

 

Facebook - O Setor Elétrico Twitter - O Setor Elétrico You Tube - O Setor Elétrico RSS - O Setor Elétrico

Áreas classificadas
Recomissionamento de instalação elétrica industrial PDF Imprimir Write e-mail

Edição 95 - Dezembro de 2013
Artigo - Instalação Ex
Por Gil Gonçalves de Lima e Alvaro Antpack*

Principais problemas encontrados no sistema elétrico de uma plataforma marítima de produção de óleo e gás natural, as correções praticadas, as soluções implementadas e os ganhos obtidos com segurança e confiabilidade operacional

Leia mais...
 
Certificação de competências pessoais em atmosferas explosivas PDF Imprimir Write e-mail

Edição 80 - Setembro de 2012

Por Luiz Mauro Alvez

A preocupação envolvendo atmosferas explosivas é cada vez mais constante nas áreas industriais que apresentam elevados riscos de acidentes, resultando, consequentemente, em perdas de vidas e destruição das instalações, além de grandes impactos ambientais.

 

Leia mais...
 
Riscos de explosão nas redes subterrâneas PDF Imprimir Write e-mail

Por Estellito Rangel Junior

 Uma análise sobre as recentes explosões de bueiros no Rio de Janeiro, medidas adotadas pela  concessionária e pela cidade e soluções encontradas por outros países que passaram pelos  mesmos problemas.

 

Leia mais...
 
Redes de cabos elétricos em atmosferas potencialmente explosivas PDF Imprimir Write e-mail

Edição 68 - Setembro de 2011
Por Osvaldo Barbosa 

Concepção de infraestrutura de maior segurança e confiabilidade para redes de cabos elétricos com base nos aspectos dos riscos de ocorrência de material inflamável decorrente de fragilidade de materiais, na integridade estrutural dos meios de caminhamento dos cabos elétricos e na minimização da presença de oxigênio no entorno do caminhamento.

 

Leia mais...
 
Geração própria na indústria petroquímica PDF Imprimir Write e-mail

Edição 64 - Maio de 2011
Por Luiz Felipe Costa, Ismar Dionizio e Rogério Barros

Alguns desafios na aplicação de conjuntos de manobra e controle de potência em sistemas de geração de energia elétrica em parques petroquímicos. A partir da abordagem associada à geração distribuída, a instalação de um sistema próprio de produção de energia elétrica pode ser caracterizada por uma das seguintes finalidades:

Leia mais...
 
Áreas classificadas – a necessidade de se capacitar os projetistas PDF Imprimir Write e-mail

 Edição 53 - Junho de 2010

Por Sérgio Rausch

A edição 2004 da NR 10 exige, no item 10.8.8.4, que os trabalhos para edificações que apresentem áreas sujeitas a riscos de explosão devam ser desenvolvidos por profissionais que – além da formação específica em eletricidade e instrumentação e das 40 horas do curso básico de segurança em eletricidade – participem de programas de treinamento específicos em equipamentos e instalações para atmosferas explosivas.

Dentre os envolvidos em serviços para áreas classificadas, observamos que estão inseridos profissionais de projeto, montagem, segurança, processos, operação, manutenção, reparos, fiscalização, inspeção e comissionamento de diferentes especialidades, inclusive não somente os diretamente envolvidos, mas também os usuários dessas instalações, conforme o item 10.1 da norma. Isso porque todos devem ter noção dos riscos envolvidos, bem como das soluções adotadas para o correspondente gerenciamento.

Portanto, embora todos devam passar por, pelo menos, um treinamento para capacitação, é imperativo que os projetistas de elétrica e de instrumentação, sejam técnicos, tecnólogos ou engenheiros, tenham um curso de especialização em equipamentos e instalações para atmosferas explosivas, com base na normalização e legislação vigentes, uma vez que são os responsáveis legais (registro da ART do projeto) pela escolha dos equipamentos e correspondentes formas de instalação e interligações.

Este curso deve incluir, entre outros tópicos, discussões sobre comportamento dos gases, vapores, poeiras e fibras combustíveis ou inflamáveis, princípios de classificação de áreas, características dos tipos de proteções normalizados para equipamentos, soluções para segurança de processo, detalhamento dos métodos de instalação, inspeção e comissionamento.

Além disso, tendo em vista o alinhamento formalizado entre a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) com a ISO/IEC, o comitê SC-31 do Comitê Brasileiro de Eletricidade, Eletrônica, Telecomunicações e Iluminação (Cobei), que trata da normalização de equipamentos e instalações para atmosferas explosivas, está elaborando o projeto “Competências Pessoais para Atmosferas Explosivas”, objetivando a certificação dos profissionais via Sistema Nacional de Qualificação e Certificação de Pessoas (SNQC).

No entanto, a Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção (Abendi) está elaborando sua norma para certificação de pessoas, que relaciona os conhecimentos específicos a serem comprovados por parte dos profissionais que atuam nestes ambientes, subdivididos conforme suas áreas de atuação: projetos, montagens, manutenção, inspeção, reparos, etc.

Há que se destacar, ainda nesse sentido, os treinamentos que vêm sendo ministrados pela Associação Brasileira para Prevenção de Explosões (ABPEx), com a finalidade de capacitar profissionais que lidam com atmosferas explosivas.

Cumpre citar que, não obstante a futura exigência da certificação de profissionais, esta transcende o âmbito da empresa, resultando em projeção e oportunidades internacionais para todos aqueles que vierem a participar deste processo.

 

  Esta dica é do engenheiro eletricista Sérgio Rausch, consultor técnico da Associação Brasileira para Prevenção de Explosões (ABPEx) e membro do comitê SC-31 do Cobei/ABNT: Equipamentos e Instalações para Atmosferas Explosivas.

 
Página 1 de 3