Publicidade - Revista O Setor Eltrico
Publicidade - Revista O Setor Eltrico

Revista O Setor Elétrico


Atitude Editorial

 

 

Facebook - O Setor Elétrico Twitter - O Setor Elétrico You Tube - O Setor Elétrico RSS - O Setor Elétrico                

Economia verde

E-mail Imprimir

Edição 122 - Março de 2016
Reportagem: Eficiência energética
Por Bruno Moreira

Ao contrário do que se imagina, a crescente procura por projetos de eficiência energética está mais relacionada às questões ambientais do que ao aumento do custo da energia elétrica.

É mais do que evidente a importância adquirida pelas questões ligadas ao meio ambiente nas duas últimas décadas. Um bom exemplo disso foi a criação, em evento ecológico realizado no Rio de Janeiro, em 1992, da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). A convenção, ratificada em 1994 por 196 Estados-nações que constituem as “partes” para a convenção, reconheceu a existência de mudanças climáticas ocasionadas por ações humanas e estabeleceu que os países industrializados deveriam ser os grandes responsáveis pelo combate aos danos ao clima. A ação se perpetuou até os dias atuais e, entre novembro e dezembro de 2015, houve a 21ª conferência destas partes, a chamada COP-21, que resultou em um novo acordo global, o chamado Acordo de Paris, assinado por 195 partes e pela União Europeia, que tem como um de seus objetivos limitar o aquecimento global a 1,5 ºC.

Transferência de ativos de iluminação ainda enfrenta impasse

E-mail Imprimir

Edição 121 - Fevereiro de 2016
Reportagem: Transferência
Por Bruno Moreira

Segundo a Aneel, mais de 90% dos municípios já assumiram os ativos de iluminação pública, no entanto, há ainda um número crescente de ações contrárias à medida imposta pela resolução da agência.

Há pouco mais de um ano encerrou-se o prazo limite para que as distribuidoras de energia elétrica do Brasil transferissem os ativos de iluminação pública (lâmpadas, luminárias, relés e reatores) para as prefeituras dos municípios em que estes equipamentos estivessem instalados. Desde que a medida foi instituída, no artigo 218 da Resolução Normativa nº 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), de 9 de setembro de 2010, não houve um consenso entre os envolvidos, com muitas prefeituras em todo o país acionando a Justiça a fim de que a transferência não se concretizasse. Entre as razões alegadas pelas concessionárias estão desde a exacerbação da competência da Aneel, que deveria regular e fiscalizar, mas não legislar, até a falta de recursos financeiros por parte dos municípios para arcar com os custos que viriam com a nova atribuição.

Fascículos

Capítulo III - Entendendo os Leds
19/04/2016

Edição 122 - Março de 2016
Vicente Scopacasa  Análise das folhas de especificações Parâmetros fotométricos Especificaç [ ... ]


Capítulo III - Definições e características
19/04/2016

Edição 122 - Março de 2016
Nunziante Graziano
Definições dos tipos de conjuntos Conceitos relativos à segurança e à prote&cc [ ... ]


Capítulo III - A eficiência energética de fontes renováveis no Brasil: avaliação da utilização da biomassa da cana-de-açúcar na cogeração de energia elétrica no setor sucroalcooleiro
19/04/2016

Edição 122 - Março de 2016
Daniela Cassula, Julio Zanzini, Juliana Lino, Talita da Silva e Zildo dos Santos
Conceitos Política Nacional de Resíduo [ ... ]


Capítulo III – Correntes contínua e alternada, número complexo, fasor e circuitos resistivo, indutivo e capacitivo
19/04/2016

Edição 122 - Março de 2016
Cláudio Mardegan
Correntes contínua e alternada Valor eficaz Números complexos Circuitos resistivos,  [ ... ]


Artigos e Matérias

Telefones celulares em áreas classificadas

Edição 122 - Março de 2016
Espaço IEEE
Por Estellito Rangel* Um vídeo registrado por uma câmera de circuito de segurança de um posto de combustí [ ... ]


A matriz de energia elétrica e as demandas ambientais – Parte 1

Edição 122 - Março de 2016
Espaço Cigré
Por Saulo José Nascimento Cisneiros* Na abordagem deste tema existem inicialmente duas questões fundamentais. [ ... ]


A análise de risco conforme a parte 2 da ABNT NBR 5419 ajuda a avaliar o custo da eficiência da proteção

article thumbnail

Edição 122 - Março de 2016
Espaço 5419
Por Hélio Sueta* A parte 2 da ABNT NBR 5419/2015, gerenciamento de risco, grande novidade da revisão da norma de prot [ ... ]


Instalações elétricas com arranjos fotovoltaicos

Edição 122 - Março de 2016
Espaço 5410
Um novo assunto que está sendo desenvolvido por um Grupo de Trabalho específico da CE 03:064.001 diz respeito &agrav [ ... ]




.