Publicidade - Revista O Setor Eltrico
Publicidade - Revista O Setor Eltrico

Revista O Setor Elétrico


Atitude Editorial

 

 

Facebook - O Setor Elétrico Twitter - O Setor Elétrico You Tube - O Setor Elétrico RSS - O Setor Elétrico

Consumo eficiente é saída ante altas tarifas

E-mail Imprimir

Edição 106 - Novembro de 2014
Por Bruno Moreira

Para agentes do mercado, a MP 579 e o despacho de térmicas acarretaram uma dívida de R$ 105 bilhões ao setor elétrico, que deverá ser repassada à tarifa de energia nos próximos anos. A eficiência energética surge, então, como saída para racionalizar o consumo e diminuir os efeitos do aumento do preço da energia.

A Medida Provisória (MP) nº 579, instituída pela Presidência da República no dia 11 de setembro de 2012, tornou-se um verdadeiro marco para o setor elétrico. Para a maioria dos agentes do setor, não pelos melhores motivos. Segundo eles, a medida - que, posteriormente se tornou a Lei nº 12.783 de 2013 - desestruturou o setor elétrico como um todo. De acordo com cálculos realizados pelo diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires, conjuntamente com o presidente da PSR Consultoria, Mário Veiga, em decorrência da MP 579 - que tratou da antecipação da renovação das concessões das distribuidoras e estabeleceu a redução das tarifas de energia elétrica - o segmento acumulará para 2015 um prejuízo de R$ 105 bilhões.

Cidades inteligentes: o futuro do smart grid no Brasil

E-mail Imprimir

Edição 105 - Outubro de 2014
Por Bruno Moreira

Elas surgem como uma forma de mitigar os altos custos de implantação das redes inteligentes no país, pois seus investimentos seriam divididos entre as várias empresas prestadoras de serviços públicos que participariam do processo.

As redes inteligentes de energia elétrica – smart grids – já estão relativamente bem difundidas nos Estados Unidos, em alguns países da Europa, da Ásia e até do Oriente Médio, onde empresas de distribuição têm investido na aquisição de medidores eletrônicos inteligentes, em automação e em plataformas de comunicação de dados, a fim de otimizar a operação de suas redes elétricas, tornando os serviços oferecidos por elas mais eficiente e possibilitando aos clientes serem mais participativos no consumo de sua energia.

Fascículos

Capítulo XI – Avaliação da condição de transformadores de potência
17/12/2014

Edição 106 - Novembro de 2014
Marcelo Paulino Introdução Definições de descargas parciais Considerações finais Clique aqui para fazer  [ ... ]


Capítulo XI – Autovistoria x inspeção
17/12/2014

Edição 106 - Novembro de 2014
Marcus Possi Histórico  Entendendo as reações Os primeiros resultados Os propósitos Clique aqui para fazer o downlo [ ... ]


Capitulo XI – Conjuntos de manobra e controle resistentes aos efeitos de um arco elétrico interno – Parte 2
17/12/2014

Edição 106 - Novembro de 2014
Luiz Felipe Costa Locais onde falhas internas ocorrem mais frequentemente Contexto na baixa tensão Novas definições e nomenclaturas [ ... ]


Capítulo V – Transformadores de aterramento – Parte I
17/12/2014

Edição 106 - Novembro de 2014
Paulo Fernandes Costa Casos típicos de necessidade dos transformadores de aterramento Tipos de transformadores de aterramento Operaç&at [ ... ]


Artigos e Matérias

Subestação pré-fabricada compacta

article thumbnail

Edição 106 - Novembro de 2014
Artigo:  Dicas de instalação
Por Camila Zimmer* Subestação pré-fabricada compacta é definida como um conjunto  [ ... ]


Iluminação com eficiência energética

article thumbnail

Edição 106 - Novembro de 2014
Artigo: Energia eólica 
Por Daniel Apolônio, Roberto Apolônio e José Antônio Lambert* Trabalho propõe a substitui [ ... ]


Comportamento dinâmico e em regime permanente de conjuntos motores geradores

article thumbnail

Edição 106 - Novembro de 2014
Aula prática – Motores
Por Ricardo Teixeira, Filipe Lopes, João Paulo Lima, Lucas Brandão, Mônica Teixeira e Nilo Ribeiro* E [ ... ]


Consumo eficiente é saída ante altas tarifas

article thumbnail

Edição 106 - Novembro de 2014
Por Bruno Moreira Para agentes do mercado, a MP 579 e o despacho de térmicas acarretaram uma dívida de R$ 105 bilhões ao setor el&eacut [ ... ]




.