Sondagem conjuntural do setor eletroeletrônico

out, 2009

Edição 39, Abril de 2009

Por ABINEE

Setor eletroeletrônico mantém tendência de recuperação no mês de agosto

A sondagem conjuntural do mês de agosto, realizada pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, indicou que a atividade do setor manteve a tendência de recuperação verificada nos meses anteriores, apesar da constatação do aumento dos cancelamentos e reprogramações de pedidos.

A previsibilidade dos negócios continuou melhorando e as surpresas migraram para o lado positivo. Desde o mês de maio, vem crescendo, ponto a ponto, o percentual de empresas cujas vendas no mês ficaram acima das expectativas, atingindo, em agosto, 17% dos pesquisados, enquanto, no sentido inverso, diminui o percentual das empresas cujos negócios não atingiram os níveis previstos. Neste último caso, o percentual, que foi de 59% nos meses de abril e maio, baixou para 42% em agosto.

Por sua vez, tanto os estoques de insumos e matérias-primas como os de bens finais continuaram na direção da normalidade, sendo que ocorreu um aumento significativo no número de empresas que informou que seus estoques de produtos acabados estão abaixo do normal (de 7%, em julho, para 21%, em agosto).

 

Os indicadores de vendas/encomendas também mostraram melhora. Aumentou o número de empresas que revelou que as vendas cresceram em relação ao mês imediatamente anterior e diminuiu o número daquelas que revelaram que estão abaixo do realizado em igual mês do ano anterior.

As exportações continuam não sendo uma alternativa para o mercado interno, uma vez que seus indicadores estão cada vez piores. Em agosto, 62% das empresas indicaram que as exportações caíram na comparação com agosto de 2008, percentual significativamente acima do registrado no mês anterior.

Nesta sondagem ficou ainda mais evidente a percepção das empresas quanto à queda de vendas/encomendas neste ano comparado com 2008. A percentagem de pesquisados que prevê queda dos negócios passou de 41% em junho para 52% em julho e, em agosto, passou para 62%.

 

Participaram da pesquisa empresas dos segmentos de automação industrial, componentes, equipamentos industriais, GTD, informática, manufatura eletrônica, material elétrico, telecomunicações e utilidades domésticas.

Comentários

Deixa uma mensagem

%d blogueiros gostam disto: