Revisões normativas para 2014

fev, 2014

Edição 96 – Janeiro de 2014
Por Juliana Iwashita

Nos últimos anos um intenso trabalho de revisão normativa vem ocorrendo nas Comissões de Estudo de Eletricidade da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O tema iluminação é discutido em quatro grupos dentro da Comissão de Eletricidade, coordenado pelo Comitê Brasileiro de Eletricidade, Eletrônica, Iluminação e Telecomunicações (Cobei).

Cada grupo discute as normas específicas de sua área e são independentes uma da outra, embora muitas vezes realizem reuniões conjuntas por tratar de assuntos correlatos. Os quatro grupos de estudos são: Lâmpadas elétricas; Reatores, ignitores, trafos e controles; Luminárias e acessórios; e Aplicações luminotécnicas e medições fotométricas.

As reuniões são sediadas na Associação Brasileira da Indústria da Iluminação em São Paulo e são abertas ao público geral interessado nos temas. Reúnem representantes da indústria nacional, empresas importadoras, laboratórios, universidades, concessionárias de energia, entidades governamentais como Eletrobras e Inmetro, arquitetos de iluminação e profissionais da área interessados em contribuir para normatização brasileira e melhoria dos padrões e equipamentos do mercado. A Tabela 1 elenca os grupos de trabalho e seus coordenadores.

  Tabela 1 – Comissões de estudo de iluminação do COBEI

Neste último mês, o Grupo CE03:034.04 – Aplicações luminotécnicas e medições fotométricas definiu as normas que serão trabalhadas durante o ano de 2014. Foram elencadas dez normas para estudo, sendo definidas como normas prioritárias as relativas a processos de medição e avaliação de Leds. A seguir são elencadas as normas/temas que serão alvo da comissão 04:

IESNA LM-80-2008: Medição de manutenção de fluxo de fontes de luz led

Publicação da Illuminating Engineering Society of North America (IESNA). Traz o padrão aprovado pela IESNA para medição de manutenção de fluxo luminoso de fontes de Led. É aplicado ao componente Led, array ou módulo e não se aplica à medição da luminária. Seu objetivo é permitir uma comparação confiável dos resultados de testes entre laboratórios, estabelecendo métodos de ensaio uniformes.

IESNA LM-79-2008: Medições elétricas e fotométricas de produtos de iluminação de estado sólido

Publicação da Illuminating Engineering Society of North America. Traz o padrão aprovado pela IESNA para medição de características elétricas e fotométricas de iluminação de estado sólido. É aplicado a luminárias de Led ou lâmpadas de Led e considera o sistema completo.

IESNA TM-21-2011: Projeção da manutenção de fluxo a longo prazo de fontes de luz Led

Publicação da Illuminating Engineering Society of North America. Traz o padrão aprovado pela IESNA para projetar a vida útil do LED com base nas medições da LM80-08. Refere-se à projeção da vida do componente Led ou módulo de Led. Os resultados podem ser usados para determinar a vida útil da luminária a Led ou da lâmpada de Led pela interpolação com a medição da temperatura de case do Led na luminária.

CIE S015-2005: Iluminação de áreas externas de trabalho

Publicação da Comissão Internacional de Iluminação. Esta norma especifica os requisitos para a iluminação de tarefas, na maioria dos locais de trabalho ao ar livre e suas áreas adjacentes, em termos de quantidade e de qualidade de iluminação. Além de fornecer recomendações para uma boa prática de iluminação, fornece informações detalhadas sobre os critérios de projeto de iluminação para áreas externas de trabalho. Estabelece requisitos de iluminação para várias áreas, tarefas e atividades e recomenda procedimentos de verificação.

IEC 62471-2006: Segurança fotobiológica de lâmpadas e sistemas de lâmpadas

Publicação da International Electrotechnical Commission. Fornece orientação para avaliar a segurança fotobiológica de lâmpadas e sistemas de lâmpadas incluindo luminárias. Especifica os limites de exposição, técnica de medição de referência e esquema de classificação para a avaliação e controle dos perigos fotobiológicos de todas as fontes alimentadas por eletricidade e radiações ópticas na faixa de comprimento de onda de 200 nm a 3.000 nm.  Inclui Leds e exclui lasers. Esta norma foi preparada com base na CIE S 009:2002 pela Comissão Internacional de Iluminação. 

CIE 084-1989: Medição de fluxo luminoso

Publicação da Comissão Internacional de Iluminação. Este relatório técnico define a terminologia necessária para medições de fluxo luminoso. Define os princípios de medições de fluxo luminoso e descreve métodos para a avaliação da distribuição da iluminação, a medição do fluxo luminoso através da esfera integradora e a determinação do fluxo luminoso por meio de luminância, intensidade luminosa e medições de luminância.

CIE 121-1996: Fotometria e goniofotometria de luminárias

Publicação da Comissão Internacional de Iluminação. Este relatório técnico apresenta os requisitos gerais para a fotometria de lâmpadas e luminárias e inclui informações como condições de teste padrão realizados, com tolerâncias de práticas aceitáveis; processos de seleção de lâmpadas e luminárias; procedimentos para a medição das características fotométricas das lâmpadas e luminárias e avaliação das possíveis fontes de erro; fatores de correção de conversão de serviços; apresentação dos resultados dos testes.

IESNA TM-12-2012: Efeitos espectrais da iluminação no desempenho visual em níveis de iluminação mesópica

Publicaçã

o da Illuminating Engineering Society of North America. Este memorando técnico examina os efeitos espectrais da iluminação em baixas luminâncias normalmente encontrados em condições noturnas, com foco no desempenho visual, com breves discussões de tarefas visuais de estrada, brilho, efeitos cromáticos, efeitos ambientais, entre outros. Efeitos espectrais que são conhecidos por ocorrer principalmente em níveis mais elevados (> 5cd/m²) não são abordados, e na maioria dos ambientes noturnos onde a luz ambiente não é suficiente para impedir a verdadeira visão escotópica. Aborda questões fundamentais como o desempenho visual produzido usando diferentes fontes de luz, o nível de iluminação necessário a partir de diferentes fontes de luz a fim de proporcionar desempenho visual equivalente ou aparência equivalente de brilho.

 

IEC/TR 61341-2010: Método de medição da intensidade de centro do facho e ângulo(s) de abertura de lâmpadas refletoras

Publicação da International Electrotechnical Commission. Descreve o método de medição e especificação da intensidade no centro do facho e o ângulo de abertura associado de lâmpadas refletoras. Aplica-se a lâmpadas incandescentes, halógenas de tungstênio, lâmpadas de descarga e led baseado em lâmpadas refletoras para fins de iluminação geral. Ela não se aplica às lâmpadas para fins especiais, tais como lâmpadas de projeção.

NBR 8837-1985 – Iluminação esportiva

Norma da ABNT cancelada e sem substituta. Fixava as iluminâncias em serviço para iluminação artificial de áreas esportivas, internas e externas.

Pessoas interessadas em contribuir com os trabalhos normativos podem entrar em contato com o Cobei ou com um dos coordenadores das comissões de estudo.

Comentários

Deixe uma mensagem