Questões do dia 27/08/2009

ago, 2009

Enviado por :

Dúvida:
Quem determina a necessidade da instalação do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA) em estruturas?

Resposta:
A competência para determinar a necessidade ou não da instalação do SPDA em estruturas e edificações – e depois fiscalizar se o trabalho foi executado corretamente – é da Secretaria de Obras de cada município. Na cidade de São Paulo, temos o exemplo do Departamento de Controle do Uso de Imóveis (CONTRU), mas conhecemos outras cidades em que a função foi delegada para o Corpo de Bombeiros. Uma vez determinada essa necessidade, a “NBR 5419:2005 – Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas” é o documento que passa a direcionar os demais passos (projeto, instalação, inspeção, manutenção, etc.). Há locais em que a Secretaria de Obras do município apenas menciona no texto do código de obras que as normas nacionais (ou normas ABNT) devem ser seguidas, nesse caso, a análise de necessidade deve ser realizada por meio da aplicação dos cálculos contidos no anexo B da NBR 5419. Até hoje não conhecemos uma cidade que tenha em seu código de obras, ou documento similar, uma prescrição inferior ao que consta da NBR 5419, porém já nos deparamos com situações que exigiram prescrições mais rigorosas.


Enviado por : Emerson

Dúvida:
No caso de uma chaminé com mais de 50 metros de altura, cujas descidas do SPDA (externas), feitas a mais de dez anos, são em cabos de 16 mm² sem os anéis de interligação. A armadura de aço atende aos requisitos do item A.1.6 da norma. A pergunta é: é necessário retirar os cabos externos ou basta interligá-los na captação e no aterramento, visto que o item A.1.6.1 deixa dúvidas sobre isto? Entendo que o item A.1.6.1 é aplicado quando a armadura não atender às especificações de A.1.6. Isto é correto?

Resposta:
O item A.1.6.1 é bem claro: se houver condutor de descida externo, este deve estar ligado à captação, ao aterramento e às armaduras metálicas a cada 20 m ao longo da chaminé. Se foi realizado o ensaio de continuidade elétrica das armaduras, conforme o anexo E da NBR 5419, e os resultados desse ensaio foram inferiores a 1 ?, é preciso, após se certificar que a captação e o aterramento estão conectados às armaduras da estrutura, retirar os cabos de descida. Isto reduzirá também o problema com manutenção do sistema.

Há outra questão. Como se trata de uma adequação, deve ser considerada a prescrição que consta da tabela 3: “Para alturas superiores a 20 m, um condutor externo de descida, quando em cobre, não deve ter seção inferior a 35 mm²”.

Comentários

Deixe uma mensagem