Produtos e sistemas de iluminação

set, 2016

Onde está a crise?

Na contramão de outros mercados do segmento elétrico, as empresas da área de iluminação quebraram expectativas, crescendo mais em 2015 do que previam.

Ao contrário de outros nichos do setor elétrico, o mercado de iluminação vem atravessando com certa tranquilidade a crise econômica e política que assola o Brasil nos últimos anos. Isto é o que nos informa a Pesquisa de Produtos e Sistemas de Iluminação realizada recentemente pela revista O Setor Elétrico com mais de 150 fabricantes, distribuidores e projetistas deste segmento. Em levantamento similar feito no ano passado, as empresas da área (fabricantes e distribuidoras) afirmaram ter crescido 10% em 2014 na comparação com o ano anterior. Contudo, temerosas pelo que já se delineava na economia do país foram conservadoras e previram um crescimento percentual para suas empresas, em média, de apenas 8% em 2015. O acréscimo, no entanto, registrado no estudo deste ano, foi bem superior: 17%. Tal resultado fez os distribuidores e fabricantes se mostrarem mais otimistas, mas nem tanto, afinal, a crise econômica ainda assusta. Assim, para 2016, estimam elevação média de 15% para suas empresas.

A situação político-econômica incerta do Brasil quase não afetou mesmo as empresas do ramo de iluminação, isto porque não apenas os dados relativos ao crescimento percentual para cada empresa foram superiores aos apresentados no levantamento do ano passado, como também foram os números referentes ao quadro de funcionários e ao tamanho anual total do mercado. No estudo realizado em 2015, as empresas projetaram um crescimento do mercado da ordem de 3%. No levantamento de 2016, elas acreditam que o mercado de iluminação irá elevar-se em 10%; uma diferença de sete pontos percentuais, o que denota confiança dos distribuidores e fabricantes de que a força do segmento irá sobrepujar o declínio da economia brasileira. No que diz respeito ao quadro de funcionários das empresas, em 2015, as companhias almejavam aumentar em 4% o número de empregados. Em 2016, a expetativa é de que haja um acréscimo de 8%.

Diante deste bom momento do segmento de iluminação, dois mercados parecem se destacar, são eles o de iluminação pública e o de Leds. Os dois apresentam uma expressiva camada faturando acima de R$ 1 bilhão ao ano, segundo opinião das pesquisadas. Ao todo, 21% do mercado de luminárias públicas fatura este valor. No caso do mercado específico para Led, este número é um pouco menos expressivo, mas ainda considerável: 14%. Para se ter uma ideia, em outros mercados, como o de luminárias comerciais e para atmosferas explosivas, apenas 6% e 3%, respectivamente, faturam mais de R$ 1 bilhão, conforme manifestaram as companhias pesquisadas.

Clique aqui para fazer o download da pesquisa na íntegra.

 

Comentários

Deixe uma mensagem