Hora do recomeço. Será?

jun, 2016

Edição 124 – Maio de 2016
Por José Starosta – Consultor Técnico

 

 

 

Aqueles que esperavam o ponto de inflexão junto com a entrada do novo governo terão que esperar mais um pouco. A turma comandada pelo Sr. Meirelles tem a incumbência de medir o tamanho do buraco deixado pela gestão anterior e os números assustam. É “um tal” de 100 bilhões para cá, 100 bilhões para lá; além daqueles (da mesma ordem de grandeza) que já conhecíamos do sistema elétrico, Petrobras e outros. A rádio peão (está nunca erra) dá conta de que o buraco do BNDES será estarrecedor e é maior do que todos os outros juntos, será? Vamos aguardar no corredor com os ouvidos atentos. Haja coração, como dizia o saudoso Fiori!

 

A tão esperada inflexão não vem logo e o momento é de calmaria no mercado (e que calmaria – até quando?). O que se ouve, além do “jus-sperniandi” da turma que apoiava o governo antigo, são os anúncios de cortes e redução de investimentos de diversos programas de governo e mais denúncias, mais denúncias…

 

A boa notícia é o anúncio de investimento feito pelo governo de outros 100 bilhões em infraestrutura nos próximos dois anos e isso pode ser o início do aquecimento do nosso mercado. Enquanto isso, o PIB e outros indicadores da indústria caem mês a mês, assim como os indicadores da construção civil, duas das principais áreas em que medem este citado mercado.

Perder a esperança? Jamais. Vamos nos manter vivos e, fundamentalmente, mantendo nossas equipes treinadas e motivadas. Temos sim a esperança de tempos melhores aqui no Brasil, já sofremos o suficiente e temos a chance de mudar e voltar a crescer.

 

 

 

Eng. José Starosta
Consultor da revista O Setor Elétrico
consultor@osetoreletrico.com.br

Comentários

Deixa uma mensagem

%d blogueiros gostam disto: