Homenagem e informação

set, 2014

Edição 103 – Agosto 2014
Por Jobson Modena

Analisando a história, os fatos levam a crer que agosto é o mês escolhido pelos planos superiores como temporada para recrutar especialistas a fim de reforçar seu departamento de engenharia elétrica. Em 2000, Ademaro Cotrim deixava uma lacuna até hoje sentida pela comunidade técnica, agora, 14 anos depois, Armando Pereira dos Reis Miranda foi o escolhido.

Pioneiro no Brasil na utilização das armaduras das fundações como eletrodo de aterramento, o colega Reis Miranda integrou várias comissões de revisão de norma por mais de vinte anos, dentre elas a que revisou o texto da ABNT NBR 5419:2005, sempre contribuindo com sua vasta experiência no assunto.

Dono de personalidade forte e caráter ilibado deixa o livro “Instalações Elétricas Industriais” e o exemplo pela aguerrida luta a favor do desenvolvimento da boa prática da engenharia.

Em homenagem ao colega Miranda e como forma de instigar o leitor a ler o texto na íntegra e contribuir com a revisão, este artigo mostra uma parte do Anexo F da parte 3, que possivelmente regulamentará o ensaio de continuidade elétrica das armaduras.

Lembrando que os projetos de norma estão disponíveis para contribuição em <http://www.abntonline.com.br/consultanacional/> e lá ficarão até 10 de outubro de 2014. 

“… Ensaio de continuidade elétrica das armaduras

F.1 Introdução
O uso das armaduras do concreto como parte integrante do SPDA natural deve ser estimulado desde que sejam seguidas as recomendações descritas na Norma e complementadas neste Anexo.
É importante analisar o projeto estrutural da edificação visando auxiliar o ensaio das estruturas do concreto armado.

F.1.1 A definição dos pilares utilizados é feita, se possível por meio da análise do projeto estrutural da edificação, com consulta ao responsável pela execução da obra em relação à amarração das armaduras e de forma prioritária pela medição da continuidade elétrica dos pilares e vigas.

Com o SPDA instalado, uma verificação final deve ser realizada.

F.1.2 Primeiramente, os componentes naturais devem obedecer aos requisitos mínimos descritos nesta Norma sendo:
a) condutores de descidas conforme 5.3;
b) subsistema de aterramento conforme 5.4

F.1.3 Os ensaios de continuidade das armaduras devem ser realizados com dois objetivos:
a) para verificação de continuidade elétrica de pilares e trechos de armaduras na fundação (primeira verificação);
b) após a instalação do sistema, para verificar a continuidade de todo o sistema envolvido (verificação final). …”

Comentários

Deixe uma mensagem